Um brinde aos corações partidos.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015


Se não é capaz de encontrar a saída, deixe que os olhos turvos de tanto chorar encontre a solidão, não conte com ninguém, não há nada a fazer, faça parte do conformismo solitário e permita que os sentimentos que hoje dilaceram a alma encaminhem até o destino certo.
Não encontrei nenhum dos desejos que tanto quis, não realizei nenhum sonho, entre tanto posso dizer com toda certeza que me realizei, adquiri experiência para mais de mil vidas, sofri como ninguém, inundei oceanos de lágrimas, borrifei ódio e aspirei medos, engoli fracassos e vomitei amores, agora sinto-me fraca, desnutrida, vejo tudo como se não houvesse amanhã, e só quero que entenda que não sou nenhum tipo de trampolim sentimental, não tente ganhar impulso com meus sonhos construídos em cima de você, apenas escale essa montanha infinita da confiança, montanha a qual construi depois de tantas mentiras, tantos desencontros. Tantas perguntas rodeiam minha mente, mas nenhuma delas tem reposta positiva, não há nada a dizer sobre esse azar- ou sorte, entenda como quiser- em relação a amores, digo a mim mesma, estipulo metas que irão durar a vida inteira, dente as quais estão: Nunca me entregar a outra alma novamente, não sinto vontade de querer morrer novamente, não me sinto confortável acorrentando a alma a alguém, não me sinto feliz vivendo de sonhos, então por favor, não estrague toda essa monarquia que construi para mim mesma, deixe-me tentar viver sem sua essência, deixe-me tentar ser feliz sozinha, mesmo que isso seja tempo perdido...

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo