Resenha: A garota no trem

segunda-feira, 8 de agosto de 2016
Titulo: A garota no trem
Autora: Paula Hawkins
Editora: Record
Páginas: 378
Sinopse: Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas dágua, pontes e aconchegantes casas.
Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason , Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida.
Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. 
Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota No Trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.


A garota no trem é um livro de leitura rápida e fácil, a autora consegue te prender com facilidade até te levar ao fim dessa história incrível, ela vai deixando pequenas pistas que te conquistam é te seguram até o fim, você não consegue largar o livro por pura curiosidade, cada página é uma pequena peça desse enorme quebra cabeça e que no final faz toda a diferença.
Rachel, a protagonista da trama, todos os dias pega o trem que a leva para Londres, nada de novo acontece até o dia em que o trem para no sinal vermelho e Rachel observa uma casa e seus moradores. Desde então ela os da nomes e cuida deles todos os dias. Esse cuidado começa a ficar fora de controle e segredos começam a ser revelados. Rachel que tem características alcoólicas e sempre está bêbada, foi demitida e mora de favor na casa da amiga, mas com medo da reação da colega, pega o trem todos os dias fingindo que vai para o trabalho, o trem começa a fazer parte da sua rotina e os moradores de uma certa casa também, um caso de sequestro acontece, Rachel está bêbada e sabe que teve participação efetiva nesse caso, a policia não dá muita moral, afinal, quem confiaria em uma mentirosa e bêbada?Mas acima de tudo, ela é uma mulher corajosa que não mede seus medos, tudo no intuito de solucionar esse caso.

 Confesso que não sou lá muito fã de suspense e esse livro me prendeu do inicio ao fim, me senti detetive e as reviravoltas são maravilhosas, quanto ao final...A autora foi experta demais, as pistas ficam soltas o tempo todo no livro e quando juntamos faz todo o sentido.

0 comentários:

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo