Resenha - Zaralha - Abri minha pasta

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Titulo: Zaralha - Abri minha pasta
Autora: Letícia Novaes
Editora: Guarda- Chuva
Nº de páginas: 128
Sinopse: "Zaralha – abri minha pasta apresenta com muito humor uma série de poemas de Letícia Novaes, em conjunto com um material riquíssimo de sua infância, o que reforça ainda mais a essência lúdica da obra. De fotografias fofas e hilárias do álbum de família a versos inéditos, passando por trabalhinhos de escola, brincadeiras de bar e desenhos criados no Paintbrush, o livro revela com lirismo e irreverência a personalidade apaixonante de sua autora, além de retratar de forma espetacular como era ser criança nos anos 1980.

Com orelha assinada por Bruna Beber e um projeto gráfico caprichado – que traz de volta a memória da pastinha escolar – a publicação foi financiada por mais de 400 fãs e admiradores do trabalho de Letícia, no terceiro crowdfunding bem-sucedido da Guarda-Chuva."




Livro cedido em parceria com a editora Guarda- Chuva


Se você procurar por Zaralha no dicionário, vai encontrar o seguinte significado: Termo usado em Portugal que define uma mulher desleixada, sem amor próprio.


 E é exatamente o que Letícia é, desleixada, mas não muito, porque se amar demais é exagero.


Quem me conhece sabe do meu amor por livros com poesias e ilustrações, e o encantamento com Zaralha foi imediato, a Letícia conseguiu fazer um belo compilado de poesias, fotografias, ilustrações, prints e tudo mais nesse livro com formato fofo em que se assemelha a uma pasta e nos deixa com uma nostalgia mais que gratificante.


O livro é repleto de histórias pessoais, sejam fotos de sua infância, anexos ou opiniões pessoais e tudo isso contribuiu para que no final da leitura eu me sentisse uma amiga próxima da autora, com coisas em comum e com um carinho enorme, já que a cada virar de página ela me arrancava uma gargalhada ou suspiro, por inúmeros motivos, desde tristeza até uma piada bem colocada
.





As típicas fotos fofas, dignas de compartilhamentos no facebook não poderiam faltar, com ilustrações limpas e muito bem desenvolvidas, podemos refletir com poucas palavras e entender mais sobre nós mesmos e o próximo, a auto reflexão é um ato de coragem e que sem muito esforço Letícia consegue nos conduzir. A edição está impecável, seja pelo trabalho de capa, os arquivos selecionados pela autora ou pelas ilustrações, podemos ler em uma tarde sem muito esforço, é um livro para sorrir, pensar e até mesmo presentear, Zaralha entrou na minha lista de preferências visuais, porque ler sobre essa obra é sorrir com os olhos.


 

21 comentários:

Carol Mendes disse...

Adorei as poesias das fotos, mas eu não leria o livro simplesmente porque não gosto do gênero.
Mas que bom que você gostou e pelo que vi, a edição tá maravilhosa mesmo!
Obrigada pela dica!

Virando Amor

Nay Sartor disse...

Oie! Tudo bem? Nossa esse livro com certeza me faria sair da minha zona de conforto, e amei as poesias que você colocou na resenha! Vou procurar conhecer um pouco mais da obra e realizar a leitura dela! Parabéns pela resenha!
Bjss

Crislane Barbosa disse...

Oi!
Juro que achei que fosse mesmo uma pasta. rsrsrs...
Esse livro parece uma espécie de biografia. Não faz meu gênero, mas pelo que você descreveu e as imagens parecem ser bem elaboradas de modo atual e dinâmico.
Beijão!
http://www.lagarota.com.br/
http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

Ivi Campos disse...

Não conhecia o livro e adorei, porque faz um tempão que não leio poesias e achei bem modernas. A arte gráfica está um show a parte e suas fotos ficaram ótimas...
Meu Amor Pelos Livros
Beijos

Jéssica Christina disse...

Gente, vou procurar mais fotos desse livro! Adoro essas edições que tem "fotos pra postar no facebook" como você disse, porque nos fazem refletir ou só dar risada mesmo. Não curto muito esse tipo de "biografia" pois não tenho paciência, mas esse parece ser gostoso de ler! Adorei!

Pollyanna Campos disse...

Olá, tudo bom?
Não conhecia o livro, mas, só por essa capa imitando uma pasta eu já fiquei encantada! A arte gráfica do livro parece estar impecável!! Parece ser um livro muito fofo e interessante, inclusive adorei a expressão "fotos fofas para postar no facebook" rs Esses livros que são poesia em fotos ou textos em fotos geralmente são assim mesmo. Anotei a dica para adquirir futuramente!!

Beijos!
@PollyanaCampos
Entre Livros e Personagens

Ana Claudia Machado disse...

Gente eu adorei, amo esse estilo de livro e nunca tinha ouvido falar nada sobre ele e une tudo que gosto... Fofura e biografia... Quero ler logo

Beijos

http://floraliteraria.blogspot.com.br

No Conforto dos Livros disse...

Olá!! :)

Eu não conheica o livro mas confesso que não sou muito desse tipo d elivros, que não são uma historia do inicio ao fim, sabes? ahah

Bem, eu acho otimoq eu tenhas gostado das reflexões acerca de nos e do próxima, e ainda das ilustrações! :)

Boas leituras!! ;)
no-conforto-dos-livros.webnode.com

Amanda disse...

Oi, tudo bem?
A proposta do livro me parece bacana, e adorei saber o significado desse palavra pois até então, nunca tinha ouvido falar dela. Não curto muito poesias, não é algo que consegue me agradar facilmente, por isso sei que a leitura não seria apropriada para mim, mas sei que outros que são mais habituados ao gênero irão apreciar a obra, já que há tantos elementos divertidos como reflexivos.

Beijos! ♥

Brooke S. disse...

Oi, nunca ouvi falar desse livro e esse é o meu primeiro contato com a obra. Eu imagino que esse livro realmente deve ser uma fofura enorme, mas eu não sou muito fã de poesias e prefiro livros com uma história só e tudo mais. Mas tenho certeza que quem gosta irá amar, ainda mais por contar com experiências da autora, que traz um toque mais real. Acho que não é muito meu estilo de leitura, mas não irei descartar de primeira não... Quem sabe mais para frente eu leia, não é mesmo?!
Um beijo
www.brookebells.com

Gabriela Cerqueira disse...

Eu adorei a proposta do livro, ele realmente mostra que tudo pode ser poesia, adorei a estrutura do livro e é algo que eu compraria e deixaria na cabeceira para poder dar uma olhada sempre

Gleydson disse...

Olá, tudo bem por aí?

Nossa, adorei a proposta desse livro. Que capa é essa, ein? MARAVILHOSA! Adoro capas simples e bem feitas. Faz bastante tempo que não leio poesias, apesar de eu adorar, então, acho que seria uma ótima leitura. Olha, eu não conhecia o significado de zaralha e adorei saber haha. Achei bem divertido!

Abraços.
www.acampamentodaleitura.com

Karen Valentino disse...

Oi, tudo bem? Não conhecia a autora e nem a obra, mas gostei bastante da ideia. Não leio poesias com frequência, mas prometi que esse ano adicionaria alguns livros com poesias na minha lista e essa dica fofa foi ótima. Bela resenha, beijos.

Tamires Marins disse...

Não conhecia o livro e achei bem legal a capa do livro parecer uma pasta mesmo!!
Infelizmente não conseguir ver as outras fotos da resenha, pois elas não estão carregando de jeito nenhum, já atualizei duaa vezes e nada. Mas imagino, pelas suas descrições, que a diagramação esteja muito legal.
Só não leria porque não curto poesias! ;)

Beijo

Memórias da Cat disse...

A capa do livro parece uma pasta. Achei isso muito fofo. Como você disse que no final dá para parecer uma amiga dá autora e sabendo que tem trechos e várias colagens sobre ela.me veio a cabeça que esse livro se assemelha muito a esses livros interativos. Poderia classificar assim? Beijos

Giovana Soares disse...

Oii, tudo bem?
Eu ainda não conhecia a editora ou a autora, mas parece ambos capricharam nessa edição. Tenho que confessar que não sou uma leitora que busca livros de poesia, mas esse me chamou a atenção, parece conter algo diferente, único. Com certeza ira para a minha lista de desejados.

Michele Lopez disse...

Olá,
Confesso que não tenho por hábito fazer leitura de poesias.
Achei bem interessante a premissa da obra e estou tentada a arriscar a leitura e conferir todo esse trabalho físico que foi feito com tanto cuidado e capricho.

LEITURA DESCONTROLADA

Priscila Alexandre disse...

As imagens não estão funcionando aqui pra mim! T-T

Não sou muito de adquirir livros do gênero, embora este livro pareça ser muito fofo e verdadeiro. Senti realmente falta das imagens T-T

Abraços!
www.asmeninasqueleemlivros.com

Livros & Tal disse...

oie!!
Infelizmente não consegui ver as fotos, estão com erro, mas pela sua resenha meio que percebi que esse livro não é muito o meu estilo, por isso não o leria... diferente de você não curto muito poesia :/

beijos
Livros & Tal

Michelle Ladislau - As Leituras da Mila disse...

Oie
Tudo bom?
Achei a proposta do livro interessante, mas infelizmente não surgiu a vontade de conhecer mais a fundo, pois não sou muito fã de poesias.
Beijos

Faces em Livros disse...

Tenho que dizer... Que livro fofo! Não sabia que zaralha se trata de mulher desleixada. Eu amei ainda mais saber que as fotos, mensagens e essa disposição diagramal é proposital para convidar o leitor a gostar de poesia. Eu sou fã de poesia, principalmente a concreta.

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo