RESENHA - Uma história de amor e TOC

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017
Título: Uma história de amor e TOC
Autora: Corey Ann Haydu
Editora: Galera Record
Nº de Páginas: 320
Sinopse: " Bea foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. De uns tempos pra cá, desenvolveu algumas manias que podem se tornar bem graves quando se trata de... garotos! Ela jura que está melhorando, que está tudo sob controle. Até começar a se apaixonar por Beck, um menino que também tem TOC. Enquanto ele lava as mãos oito vezes depois de beijá-la, ela persegue outro cara nos intervalos dos encontros. Mas eles sabem que são a única esperança um do outro. Afinal, se existem tantos casais complicados por aí, por que as coisas não dariam certo para um casal obsessivo-compulsivo? No fundo, esta é só mais uma história de amor... e TOC."










Eu procurava um livro que tratasse de TOC faz algum tempo, nada muito técnico, queria entender o que o personagem passava na vida real, saber como era amar alguém assim, tudo isso me é cativante demais. Quando vi a capa de Uma história de amor e TOC me apaixonei, ela é toda fofa, chamativa e me transpareceu uma doçura encantadora.




Bea é uma garota encantadora, ela é doce, calma e incrívelmente solitária, é impossível não querer se tornar amiga dela, com um estilo único de se vestir e um jeito peculiar de lembrar os fatos, Bea é uma stalker, no sentido mais exato da palavra, é aí que origina seu TOC, ela é viciada em stalkear determinadas pessoas, foi assim com um antigo cara na escola, está sendo assim com o homem que é atendido antes dela na sessão semanal, ela precisa seguir cada passo dessa pessoa, anotar tudo minuciosamente, quantas vezes você respira, quantas tragos dá no cigarro, precisa preencher o caderno! Isso já rendeu uma medida de proteção no passado e duras sessões de terapia durante a semana, mas ela não está curada e isso é perceptível.

Beck É um lindo garoto, com olhos marcantes e uma sensibilidade quase questionável, você precisa conhecê-lo ao fundo para entender tudo o que se passa, ele tem TOC mais severo, precisa lavar as mãos o tempo todo, é capaz de passar o dia todo na academia(ele tem músculos assustadores para a maioria) e precisa fazer varias coisas 8 vezes, esse é o ritual, sempre 8, esse número é importante demais, você precisa ler para entender e se sentir tocado.

Ambos se conhecem na terapia em grupo, cada um tentando esconder seus medos, monstros e o que consideram grandes vergonhas, acontece que Bea tem um novo cara para Stalkear, mas se sente atraída por Beck, e ele tem sido tão bacana com ela, vez ou outra até o leva para a academia, coisa que não deveria fazer.






Inicialmente a coisa toda parece errada, Bea segue Stalkeando o cara, Beck continua com as manias que não deveria, e eles se ajudam nesses quesitos, mas as coisas começam a crescer sentimentalmente, sem que eles percebam.

Beck é um cara sem amigos, completamente sozinho, Bea tem uma amiga fiel, Lisha, que me irritou profundamente! Ela parece ser tão egoísta, tratar Bea como uma garota doente, quando a coisa é diferente, ela precisa de apoio, não ser julgada! Mas ela consegue se redimir no final, vale a pena.

A história de fato me convenceu, Bea é oficialmente uma garota com TOC, sejam suas ações, sentimentos, expectativas, enquanto Beck é um cara confuso precisando de ajuda. O enredo é leve, cativante, quando dá por si já acabou a história e você fica orgulhosa por ver que os personagem cresceram tanto, e juntamente! Uma daqueles livros que você termina sorrindo, abraçando e feliz, por ver que pessoas mesmo com transtornos psicológicos, poder alcançar amor e felicidade!

11 comentários:

Jéssica Christina disse...

Oi, tudo bem?
Realmente é raro um livro que tenha como "tema" um romance entre protagonistas que tenham TOC ou qualquer outra doença mais "incomum". Bem bacana, os personagens parecem ser adoráveis!

Crislane Barbosa disse...

Oi!
Já tinha visto esse livro por aí, mas nunca parei para olhar a sinopse. Só a capa me afugentava. rsrs... O livro tem um romance bem fofo, mas estou fugindo um pouco dos livros mais juvenis no momento, mesmo os que tem uma trama um pouco mais série como esse.
Ainda assim, obrigada pela dica! Vou deixar anotado na minha lista. ^^
Beijão!
http://www.lagarota.com.br/
http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

Dryh Meira disse...

Oiee ^^
Eu tô doida para ler esse livro, um amigo blogueiro indicou e eu fiquei ainda mais doida. Fico feliz em saber que você também gostou, parece ser uma história tão tocante, e a capa dá a entender que é fofo ♥ É tão bom ler um livro onde a gente sente orgulho dos personagens, e termina sorrindo, né? haha'
MilkMilks ♥
http://shakedepalavras.blogspot.com.br

Grazi Moraes disse...

Oi amore,
Nossa que livro mais instigante... bem interessante pelo pouco que li aqui.
Já tô aqui mega curiosa pelo TOC de Bea e tudo o que ele vai desencadear na vida dela.

Beijokas!
www.facesdeumacapa.com.br

Entre Livros e Amores disse...

Olá ♥
Não conhecia o livro, mas que premissa bacana e totalmente diferente do que estamos acostumados a ler, e isso chamou muito a minha intenção. Tenho uma amiga que tem TOC e acho que com facilidade ela se identificaria com esse livro. Gostei muito, a leitura parece ser bem fluida, parece ser aquele tipo de livro que vai te trazer alguma coisa para pensar. Achei estranho isso da protagonista ficar Stalkeando a vida de outra pessoa, e também entendo que é um transtorno e que eles não tem certo controle quando percebem já estão fazendo. Dica mais que anotada.Beijos

Tamires Marins disse...

Eu já havia lido algumas resenhas desse livro, mas só algora soube que o TOC dela é stalkear! Hahaha
Como assim contar quantas vezes a pessoa respira? Que psicopata! Hahahahh
Brincadeiras à parte, acho wue me divertiria com o livro, mas não seria algo que leria agora.

Beijo

Larissa - Srta. Bookaholic disse...

Oi, tudo bem?
Eu tenho esse livro em casa e também sou apaixonada pela capa, que é uma fofura mesmo, mas ainda não consegui ler ele :/ E agora lendo sua resenha fiquei animada para começar logo a história, porque deve ser um amorzinho tudo mesmo.

Beijos :*

Pollyanna Campos disse...

Olá, tudo bom?
Nunca li nada onde os personagens tivessem toc e é uma temática que eu acho muito interessante. Curti saber que a história passa sem o leitor sentir e que os personagens crescem tanto juntos. Fiquei bem curiosa para conferir a abordagem do toc nessa história também, ainda mais sabendo que este livro te cativou tanto. Anotei a sugestão e espero poder lê-lo em breve. Adorei a resenha!

Beijos!
@PollyanaCampos
Entre Livros e Personagens

Priscila Alexandre disse...

Sempre achei a capa desse livro muito fofinha!

Que TOC mais estranho o da Bea, nunca vi nenhum caso assim! Já o de Beck é o mais comum, já li vários casos...

Que bom que o final é feliz! A leitura parece mesmo ser fofa e a autora conseguido fazer os personagens evoluirem assim é muito gratificante para o leitor que os acompanhou até o fim.

Ótima indicação!

Abraços!
www.asmeninasqueleemlivros.com

Tiffannyk disse...

Eu acho a capa desse livro tão fofinha <3 Mas acaba que nunca li ele.

TOC em stalkear as pessoas é uma tremenda novidade pra mim, eu sei que quem tem TOC acaba repetindo obsessivamente alguns hábitos, mas eu nunca parei para pensar que perseguir pessoas entrasse nessa equação.

Ainda bem que você gostou o livro e encontrou o que procurava, pq o problema de ler livros assim, com algum transtorno como tema, calha de ser ou muito bom ou muito ruim.


Bjs
www.paraisoliterario.com

Amanda Colares disse...

Oiee!!
Não conhecia esse livro, mas a sinopse já me interessou!
Não compreendi muito bem o TOC de stalkear, mas o fato de eles se ajudarem e se aproximarem por causa do transtorno me pareceu super legal...
Obrigada pela dica!!
Um beijo

www.asmeninasqueleemlivros.com

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo