[RESENHA] Eu estou pensando em acabar com tudo

sexta-feira, 31 de março de 2017

Título: Eu estou pensando em acabar com tudo
Autor(a): Iain Reid
Editora: Editora Rocco selo Fábrica 231
Número de páginas: 221

No romance de estreia do canadense Iain Reid, Jake conduz o carro em que ele e a namorada, que narra a história, vão à fazenda dos pais do rapaz. Durante a longa viagem por estradas desertas e escuras, a garota, atormentada com a perseguição de um homem misterioso que deixa sempre a mesma mensagem de voz em seu telefone, pensa em encerrar o relacionamento com Jake. Mas talvez seja tarde demais. Reid, que tem dois livros de não ficção elogiados pela crítica e contribui para veículos de prestígio como a revista New Yorker, une, numa narrativa profundamente psicológica, tanto referências de terror clássico, quanto elementos de suspenses menos tradicionais, sustentando a trama para além das limitações inerentes ao gênero. Um thriller curto e denso que esconde, em meio ao medo provocado pela sensação de uma tragédia iminente, alegorias sobre a própria vida ser uma tragédia anunciada.

Um livro que provoca muitas emoções e até um desconforto para quem lê. 
O suspense e o medo iminente a todo o tempo na trama, nos faz pensar em coisas absurdas numa maneira de decifrar o irreal do real. 
A mente viaja mais do que você consegue suportar ou se achar capaz, e quando o fim chega, é muito, muito pior do que você imaginava. Assim é o queridíssimo: Eu estou pensando em acabar com tudo.

Muito difícil falar sobre esse livro e sobre tudo aquilo que ele me propôs durante a leitura.
Realmente é uma coisa muito perturbadora e totalmente diferente do que eu já havia lido.
Aqui nos deparamos com a narrativa em primeira pessoa da namorada de Jake, não se sabe o nome dela e nem quem ela é, somente sabemos que se trata da namorada de Jake.

Os dois entram em uma viagem para conhecer os pais de Jake logo quando sua namorada está de fato pensando em acabar com tudo, com seu relacionamento que segundo ela já não há mais motivos para estar ali, não está feliz e acha que o melhor de fato seria o término do romance entre os dois.

A partir de quando começamos a caminhar na trama, tudo começa a ficar um pouco estranho e fora do comum, as descrições de personagens parecem meio sem nexo e você começa a se perguntar o que está havendo, mas nada te revela isso, e é o que impulsiona cada vez mais na leitura.

Uma leitura totalmente ás cegas e perturbadora, também temos a informação de que alguém está morto, mas não se sabe quem é esse alguém e nem por que está morto, ou quem fez aquilo, ou seja, é mais uma coisa para descobrirmos e colocar nosso cérebro para fritar (haha).

Jake é uma pessoa que tem uma inteligência fora do comum, então teremos vários momentos dele esbanjando frases filosóficas, astrofísicas e matemáticas, afinal ele será professor e trabalha muito para isso. Se você gosta de papo inteligente, com certeza se interessará por Jake.


O livro físico é totalmente lindo, capa dura, ilustração no início, cada capítulo inicia-se com uma página preta com letras brancas, e no início de cada capítulo a primeira frase está riscada, sempre, isso também revela muita coisa no final, qual o real por quê delas serem assim.


Realmente como eu disse, é um thriller psicológico super perturbador e confesso que senti medo, coisa que nunca me aconteceu, apesar de ler só coisas do gênero de horror e terror, mas Eu estou pensando em acabar com tudo, superou todas as minhas expectativas e me levou ao ápice de leitura de uma forma muito dura e fria.



O final desse livro é arrebatador, então se prepare para uma paulada na cabeça.
A leitura da obra também exige muita atenção do leitor, pois se trata de um tipo de livro que tudo aquilo que deixar passar, no final vai fazer uma diferença gritante a ponto de fazer com o que você não entenda nada e fique mais perdido do que quando entrou.


"Às vezes um pensamento está mais próximo da verdade, da realidade, do que uma ação. Você pode dizer qualquer coisa, pode fazer qualquer coisa, mas não pode forjar um pensamento."



7 comentários:

Jessica Alves disse...

Não tenho um longo currículo no gênero, de fato se pode contar nos dedos de uma só mão, mas fico instigada com livros assim. Tem uma coisa no enredo dos suspense que te leva a dois caminhos: amar eternamente ou odiar profundamente. E por causa do segundo, não me ligo tanto no gênero, pois odiar um livro ou até mesmo se decepcionar não é nada legal. Confesso que fiquei um pouco mais inclinada a ler por causa da paixão em sua resenha...
Bjs e até mais!

http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/?m=0

João Souza disse...

Quando olhei esse livro na mesma hora me deu vontade de ler, porém não sei se teria coragem, até porque percebi pela sua resenha que requer um pouco mais de atenção na leitura. Mas ainda sim tenho vontade de comprar e ter na minha estante, quem sabe um dia eu leia.

Adorei sua resenha e o seu blog
Abraços

Helyssa Santos disse...

Oi, gosto do gênero então ele já está na minha lista, apesar de achar meio louco essa coisa de não ter o nome da menina rs Gostei das fotos, e a diagramação. Espero ler em breve.

Ivi Campos disse...

Só esta arte gráfica já é um motivo para ter o livro. Gosto de narrativas que a gente sinta medo e queira concluir logo a leitura em função desta tensão. Sua resenha me deixou muto curiosa com a trama e com certeza, vou querer ler.
MEU AMOR PELOS LIVROS
Beijos

F disse...

Ola
Eu também já li esse livro e achei tudo muito intrigante e com aquele ar assustador, sem contar que a edição é maravilhosa. Adorei poder conferir suas impressões a respeito, e me identifiquei com a sua opínião. Sobre o final, é mesmo arrebatador, sem dúvidas.
Beijos, F

Tamires Marins disse...

Amo o gênero, e esse negócio de tudo ser um grande mistério é muito minha praia! Isso sem mencionar essa edição maravilhosa, não tinha visto essa parte interna com essas árvores peladas, lindíssima!
Essa grande incógnita que é o livro chamou muito minha atenção, e assim que puder vou comprar!

Beijo

Ana Gabriela disse...

Eu jurava que esse livro falava de suicídio ou algo do tipo, mas se eu entendi bem é mais um suspense né? Parece interessante, me arrependi de não ter pego pra ler.
www.belapsicoss.com

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo