RESENHA- Comportamento Altamente ilógico

quarta-feira, 30 de agosto de 2017
Titulo: Comportamento Altamente Ilógico
Autor: John Corey Whaley
Editora: Rocco
Nº de Páginas: 256
Sinopse: "Um garoto de 16 anos tímido e retraído que sofre de agorafobia (transtorno de ansiedade que leva a pessoa a evitar locais que não considera seguros); uma menina ambiciosa e realista que sonha em entrar para a faculdade de psicologia. Determinada a provar que merece ser aceita no segundo melhor curso do país, Lisa se aproxima de Solomon para ajudá-lo a superar suas dificuldades, trazendo também seu encantador namorado, Clark, para próximo de sua “cobaia”. Logo, os três formam laços inesperados de amizade. À medida que se conhecem melhor, porém, os planos de Lisa começam a sair de controle, e cada um deles é obrigado a rever suas certezas e encarar seus medos. Será que Sol, Lisa e Clark conseguirão encontrar novos arranjos em suas vidas, servindo de apoio um ao outro na difícil tarefa de encarar a vida adulta que se aproxima?"

*Livro cedido em parceria com a editora.




Lá vamos nós para mais uma resenha de livro sobre transtornos, eu sinceramente não entendo porque me encanto tanto por esse assunto, mas ao meu ver, quando o tema é tratado, sempre é para tocar o seu coração, e como não amar uma leitura que te toca profundamente?

Solomon passou por um trauma muito sério tem algum tempo, ele surtou em seu colégio e depois disso ele nunca mais retornou para a escola, e por ele tudo bem, afinal tem agorafobia(Medo de lugares e situações que possam causar pânico, impotência ou constrangimento.)

Tudo sempre esteve sob controle, Solomon tem uma baita sorte, pais muito compreensivos e que lhe dão o maior apoio possível, ele segue estudando em casa e não precisa de mais nada, tudo o que é necessário há em seu lar, para Sol, tudo bem viver assim para sempre, é confortável, seguro e o livra de seus horríveis ataques de pânico. Acontece que nem todo mundo concorda com isso, Lisa viu o surto de Sol no colégio e nunca esqueceu, agora ela precisa dele para entrar na faculdade. Para conseguir a bolsa ela precisa fazer uma redação voltada para relatos psicológicos/psiquiátricos, quem seria melhor que Solomon? Lisa vai chegando aos poucos, primeiro finge que precisa de uma dentista(a mãe dele é dentista), depois pede para ela que mande uma carta para Sol, aos poucos ela vai se aproximando e quando percebemos ela já é quase um membro da família, fazendo visitas diárias e capaz de salvar o dia do garoto. Lisa namora, um cara muito fofo e mente aberta, apaixonante, e é claro que Sol iria se apaixonar pelo namorado de uma nova amiga, você consegue imaginar quão confuso isso tudo é para um garoto que sofre constantes ataques de pânico?






É tudo muito confuso, tudo dói, após o surto, Sol procurou manter uma vida tranquila e conseguiu até agora, mas as coisas mudaram, Lisa é sua amiga, e tem esse cara, ele nunca contou para ninguém que é gay... O que era pra ser algo simples, em sua cabecinha se torna uma verdadeira batalha.

Para ser sincera, eu não saberia qual nota dar ao livro, as descrições sobre os ataques de Sol, o que ele passa e como passa é tudo tão real, tão perfeito! Em alguns momentos precisei parar a leitura porque senti uma necessidade enorme de respirar, abraçar o garoto, tudo foi muito bem descrito e claro que é um ponto positivo, acontece que o fato de Lisa não contar quais as reais intenções dela e dessa amizade me deixou chateada desde o começo, a história poderia ser sobre Clark, o namorado de Lisa e Sol, a amizade deles, a aproximação é fantástica, e Clark é o amigo perfeito, sempre. Sem contar que tudo acontece de forma tão abrupta, o garoto fica bem tão rapidamente que a profundidade de seu problema, anteriormente relatada, de uma hora para a outra parece não mais existir. Sintetizando a minha opinião, foi bom, tinha todo o potencial para ser um livro ótimo, mas só foi bom.

Questões sexuais, psicológicas, a importância do apoio familiar e acima de tudo, como recomeçar, um passo de cada vez, literalmente.

PS: A vó de Solomon é a personagem mais fofa do mundo!






12 comentários:

Dryh Meira disse...

Oiee ^^
Ainda não conhecia esse livro, mas vendo a capa dele, juro que pensei que seria um livro de pesquisas...haha'
Gostei bastante da premissa, eu também adoro histórias que abordam transtornos ou coisas do tipo, sempre conseguem me envolver e eu me sinto uma pessoa mais sábia no final...haha' Uma pena que o livro só tenha sido bom :/
MilkMilks ♥
http://shakedepalavras.blogspot.com.br

Crislane Barbosa disse...

Oi!
Eu jurava que esse livro era de autoajuda! rsrs... Tudo por conta da capa.
Gosto de livros mais intensos então esse é uma boa pedida. Certeza que nessas respiradas eu ia pirar de ansiedade. rsrs... Obrigada pela dica!
Beijão!
http://www.lagarota.com.br/
http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

Rafaella Viegas disse...

Oiii tudo bem??

Já conhecia o livro e tenho vontade de ler. Tinha lido uma resenha que tinha me desanimado, mas a sua me animou novamente, e espero estar realizando a leitura em breve.
Adorei a resenha.
Bjus Rafa

Leituras Compartilhadas disse...

Sabe que eu também gosto muito de livros que abordam esses transtornos. Acho que vivemos em um mundo que favorece o desenvolvimento desses quadros de transtorno, e ler sobre isso, no mínimo, nos tornará mais preparados para lidar com esse mundo. Além disso, essas obras são, geralmente, muito ricas em humanidade. Não conhecia esse livro, mas gostei bastante após ler a sua resenha. Foi para a minha listinha.

Tatiana

Feliciity disse...

Olá!
Também sou apaixonada por esses livros que retrata transtornos, psicopatias, essas coisas. Gosto muito mesmo.
E esse me deixou bastante . Nunca tinha lido nada a respeito do transtorno de agorafobia, e espero que isso mude em breve.
ótima dica.

Ivi Campos disse...

Não conhecia o livor e pela capa, eu não teria muito interesse. Mas a sua resenha me deixou um pouco curiosa e espero poder ler o mais rápido possível.
MEU AMOR PELOS LIVROS
Beijos

D e s s a disse...

Essa capa não me fez ter nem um pouco interesse de conferir a trama. Mas agora lendo sua resenha e sabendo sobre o que se trata, fiquei muiiito afim de ler. Sério mesmo. Adoro tramas que tratam sobre fobias assim, deve ser uma leitura incrível!
beijos
www.apenasumvicio.com

Maria Luíza Lelis disse...

Oi, tudo bem?
Que pena que o livro não foi tão bom quanto você esperava, apesar de você ter gostado. É ruim quando a gente vê muito potencial em um livro e ele acaba não correspondendo totalmente ao que a gente esperava.
Eu estou curiosa para ler esse livro, mas ao contrário de você, eu fujo um pouco desta temática. Por causa disso, eu tenho enrolado um pouco para fazer essa leitura. Acho que estou aguardando o momento certo.
No entanto, adorei conferir sua resenha e os pontos positivos que você destacou me deixaram mais curiosa para ler.
Beijos!

Thayenne Carter disse...

Olá,

Como não tinha ouvido falar nessa belezinha antes? Mds! Que premissa! Se a premissa já é instigante, imagine ler o livro. Adoro livros com temáticas diferentes e que vá falar sobre assuntos pouco falados. Eu, com certeza, irei anotar essa dica e espero ler muito em breve.

Beijos,
oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

Amanda Colares disse...

Oie!!
Como psicóloga, qualquer livro que tenha algum personagem com algum tipo de transtorno, sempre me atrai.
Só posso imaginar a confusão de Sol, que além de gay ainda sofre de agorafobia.
Mesmo que não tenha sido explorada de forma a se tornar um livro ótimo, fiquei bem curiosa com a premissa.
Obrigada pela dica!
Um beijo

www.asmeninasqueleemlivros.com

Tamires Marins disse...

Não conhecia o livro e nem sabia da existência desse transtorno. Não curto livros sobre doenças e suicídio, por exemplo, mas acho muito importante que livros assim existam, pois assuntos como estes semore têm de estar em debate, né?

Beijocas

Larissa - Srta. Bookaholic disse...

Oi, tudo bem?
Eu ainda não conhecia esse livro, acredita? Mas de cara fiquei animada, pois assim como você, eu gosto de histórias que abordem algum transtorno. Lendo seus comentários deu para perceber que foi tudo muito bem descrito a ponto de envolver de verdade o leitor e os assuntos abordados são bem interessantes. Enfim, preciso ler essa obra!

Beijos :*

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo