[RESENHA] Um tom mais escuro de magia

terça-feira, 7 de novembro de 2017
Título: Um tom mais escuro de magia
Autor (a): V. E. Schwab
Nº de páginas: 418
Editora: Record
Sinopse: Entre em um universo de aventuras audaciosas, poder eletrizante e Londres múltiplas.
Kell é um dos últimos Viajantes — magos com uma habilidade rara e cobiçada de viajar entre universos paralelos conectados por uma cidade mágica. Existe a Londres Cinza, suja e enfadonha, sem magia alguma e com um rei louco — George III. A Londres Vermelha, onde vida e magia são reverenciadas, e onde Kell foi criado ao lado de Rhy Maresh, o boêmio herdeiro de um império próspero. A Londres Branca: um lugar onde se luta para controlar a magia, e onde a magia reage, drenando a cidade até os ossos. E era uma vez... a Londres Negra. Mas ninguém mais fala sobre ela.
Oficialmente, Kell é o Viajante Vermelho, embaixador do império Maresh, encarregado das correspondências mensais entre a realeza de cada Londres. Extra-oficialmente, Kell é um contrabandista, atendendo pessoas dispostas a pagar por mínimos vislumbres de um mundo que nunca verão. É um hobby desafiador com consequências perigosas que Kell agora conhecerá de perto.
Fugindo para a Londres Cinza, Kell esbarra com Delilah Bard, uma ladra com grandes aspirações. Primeiro ela o assalta, depois o salva de um inimigo mortal e finalmente obriga Kell a levá-la para outro mundo a fim de experimentar uma aventura de verdade.Magia perigosa está à solta e a traição espreita em cada esquina. Para salvar todos os mundos, Kell e Lila primeiro precisam permanecer vivos.

Se você é o tipo de leitor que gosta de se aventurar em outros mundos e se jogar na fantasia, então esse livro é totalmente e 100% para você.
Em Um tom mais escuro de magia, Victoria E. Schwab nos trás uma história emocionante onde nosso protagonista Kell vive viajando entre mundos paralelos de uma mesma Londres. Nesses mundos existem a Londres Negra, Branca, Cinza e a Vermelha, a qual Kell pertence.
Viajar por entre essas Londres não é permitido desde o que aconteceu na Londres Negra, exceto com o mandato do rei, e Kell é o último Antari (feiticeiro) a qual é permitido tal ato.
Os vestígios do passado ninguém sabe, a única coisa que sabemos é que há magia envolvida, e não é magia das boas...

                                              
Por ter "passe livre" para viajar entre os mundos, Kell acaba contrabandeando coisas pertencentes às outras Londres, o que é totalmente errado, e é contrabandeando que ele acaba se metendo em uma enrascada que pode custar a sua vida, quando um objeto muito poderoso vai parar em suas mãos e tudo que ele tem de fazer é destruí-lo antes que cause mais danos.
Mas obviamente que isso não acontece, se não não teríamos uma trama não é mesmo? haha
E é exatamente nessa parte que aparece uma das personagens que eu mais amei conhecer, Delilah, ou como ela prefere ser chamada, Lila.
Ela é uma mulher extremamente forte que se veste de homem, faz assaltos e é procurada (mas no livro seu auto retrato e identidades são todas no gênero masculino, já que ninguém desconfia que ele é na verdade, ela) por todo canto.

Ao se juntar com Kell, eles vão viver aventuras incríveis na tentativa de destruir o objeto que causou tantos danos, e é claro que não seria fácil, os desafios que eles enfrentam são cobertos por lutas, sangue, e morte (AMO).

Lila tem uma personalidade extremamente forte e um passado sombrio. Vivendo sozinha por aí, já enfrentou inúmeros confrontos, e a prática a levou a se tonar uma assassina nata e habilidosa. Um símbolo feminino de extrema sensatez, quebrando qualquer paradigma que a gente conhece.

Sem querer entregar mais da história, a resenha ficou um pouco breve, mas a intenção é exatamente de instigar o novo leitor a ler o livro e aproveitar cada pedacinho.
Os capítulos são curtos, o que torna a leitura muito mais rápida mesmo com o livro tento mais de 400 páginas, o que não atrapalha em nada no desempenho da leitura.

Super recomendado para quem gosta de ação, aventura, sangue e mortes, e para quem gosta de viajar na fantasia e deixar a mente te levar a lugares inimagináveis com situações inusitadas.
Um tom mais escuro de magia entrou com certeza para a minha lista de favoritos, espero que gostem.
<3

11 comentários:

Daiane disse...

Acho a capa desse livro linda, e apesar de visto sua "cara" por aí, essa é a primeira resenha que leio sobre ele. Por tudo o que relatou em sua resenha, e por tudo o que a trama aborda, tenho certeza de esta leitura me conquistaria facilmente, Fiquei bastante instigada e esporo poder realizar a leitura em breve.

Beijos!

Greice Blogando Livros disse...

Sim, estou com este livro na lista de desejados porque só leio coisa boa a respeito. Esta coisa de viajar me parece meio que Stephen King, mas como eu ainda não li nada, vou me jogar pois as pessoas amaram o livro.

Cabine de Leitura disse...

Gosto da ideia de mundos paralelos, sempre rendem boas histórias, quando bem lapidados. Já vi algumas resenhas sobre este livro e todas elas me instigaram a leitura. Dica mais que anotada.

Beijos.
https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

Marijleite disse...

Que bom saber que você gostou de Um tom mais escuro de magia, eu li o livro recentemente e amei tudo, principalmente o Kell e a Lila.

Tamires Marins disse...

Eu amei esse livro, e olha que nem curto fantasia, hein!
O que mais me agradou é que é uma fantasia mais adulta, sem dramalhão desnecessário. Já estou com o segundo livro aqui e lerei em breve!!!
Adorei o Kell, adorei a Lila, e quero ver se finalmente ela vai conseguir virar uma pirata! Hahahaha

Beijocas

Ivi Campos disse...

Não sou muito de ler fantasia, mas esta autora é tão elogiada que a curiosidade só aumenta conforme eu leio as resenhas. Espero poder ler e poder elogiar também.
MEU AMOR PELOS LIVROS
Beijos

Jéssica Christina disse...

Oie, tudo bem?
Amo fantasia e já ouvi muuitos elogios a autora. A capa por si só é lindíssima, e sua resenha me deixou com mais vontade ainda de conferir essa premissa. Amo magia, pensa numa pessoa que tá louca atrás desse exemplar! Haha

Bruna Costabeber disse...

Oie tudo bem?
Ainda não li esse livro, mas já li tantas coisas incríveis dele que sinto como se tivesse lido - vai entender!
A personalidade do Kell chama minha atenção, pois é um personagem que "tem atitudes erradas" e, ainda assim, parece ser incrível. O mesmo vale para a Lila, pare ser incrível e tenho muita curiosidade de conhecer esse seu passado.
Dica anotadíssima!
Beijos

Delmara Silva disse...

Oi,
estou lendo esse livro a algum tempo e admito que no ponto em estou ele ainda não me prendeu ou encantou. Mas não pretendo desanimar, ele tem uma narrativa bem interessante que não me cansa, somando isso ao fato de que só leio elogios a essa história ainda tenho esperanças de que até o fim do livro terei uma impressão diferente da que estou tendo no momento.

Abraços!
Nosso Mundo Literário

Stalker Literária disse...

Oi!
Eu adoro livros de fantasia, e esse com certeza está na minha lista porque amo outros da autora e ela sabe com certeza criar uma boa história.
Sua resenha está muito boa, e também vou favoritar com certeza quando ler, adoro histórias cheia de ação, mortes e muito sangue hahah

Thayenne Carter disse...

Olá,

Sabe aquele livro que todo mundo tá lendo e falando bem, mas que você não sente a menor vontade de ler? É o que acontece quando se trata desse livro, acho a premissa bacana, a capa bonita, no entanto vontade, vontade mesmo de ler não tenho hahah. Quem sabe isso acabe mudando no futuro, por agora deixarei a dica passar.

Beijos,
oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo