Posts Recentes

RESENHA DUPLA!

9 de maio de 2017

Quando o blog foi anunciado como um dos parceiros da Editora Belas Letras eu surtei de alegria! Acompanho o trabalho do grupo editorial tem um bom tempo e sempre fui fã de seus lançamentos. Ao solicitar dois livros, imaginem só a minha surpresa ao receber mais um e ainda a garrafinha de água mais fofa e ÚNICA da minha cidade todinha? Isso aí, só eu tenho a garrafinha da editora na região e vou me gabar disso pra sempre! Hahahha

Vamos ao que interessa, solicitei dois livros da editora, queria sentir o gostinho de poesia e romance de novo, não me decepcionei, faltaram post its para tantas marcações.

RESENHA 1 - Precisava de Você

O livro não está com essa rasura no nome do autor por pura estética, ela tem um motivo, quem escreve esse livro é Lola, uma universitária bacana, toda engraçada e que teve o seu coração partido. Ao invés de ficar chorando e lidando com essa tristeza, Lola decide "exorcizar" essa tristeza toda da melhor forma possível, ela escreve a sua história de amor, do início ao fim, de quando se apaixonou até quando teve seu coração esmagadinho, tudo para que ela dê um fim ao que sente e se sinta livre da angustia no peito.


Confesso que eu não esperava absolutamente NADA desse livro, achei que seria algo bobo e com frases curtas... Paguei a língua! Lola conversa com o leitor o tempo todo, conversa com o seu ex amor, você se sente mais do que nunca dentro da história, amando e odiando Gabriel Vargas. É como se você fosse as linhas em que Lola decide escrever todas as suas cicatrizes em uma caligrafia impecável.


Sendo assim, começamos a história sabendo como termina, nada de casal juntinho, mas sinceramente, isso foi o que menos me importou. É fato que todos já tivemos o coração partido, e se encontrar nesse livro é como um abraço quentinho, falar sobre amor não valorizado é dolorido, mas quando Lola fala por nós você só consegue pensar "Eu vivi isso, eu poderia ter escrito isso".

Gabriel é um garoto mais novo, imaturo, com o típico charme adolescente e que causa estrago por onde passa, Lola é simples, sempre ocupada, companheira de seu melhor amigo gay, Sam (que me arrancou muitas gargalhadas), a nossa protagonista é o oposto de Gabriel e essa é a prova que os opostos se atraem, mas logo em seguida brigam...

Se você acha que essa é a história e ponto, sinto muito te enganar, aliás, EU FUI ENGANADA! Literalmente, na última página temos uma revelação e nada mais faz sentido! Fiquei 5 minutos de boca aberta tentando digerir os fatos e só conseguia pensar em como o autor foi sacana e esperto ao mesmo tempo, não vou soltar spoiler, claro, mas uma coisa é fato: Você nunca vai adivinhar quem foi o Gabriel de verdade, e essa é a graça da história toda.



Título: Precisava de Você
Autor: Pedro Guerra
Editora: Belas Letras
Nº de Páginas: 224
Sinopse: "Então está aqui tudo o que eu guardei por algum tempo. A partir de agora eu pretendo escrever, desde o começo, a nossa história (se é que eu posso chamar assim). O nosso (des)romance. Acho que a melhor maneira de se livrar de alguma coisa (neste caso, de alguém) é colocando para fora. Então é isso que eu vou fazer. Eu vou te exorcizar de mim. Que droga. Que droga, Gabriel Vegas. Eu gostava de você pra caramba."


 RESENHA 2 – Amor à Moda Antiga

Que eu amo poesia não é novidade, mas acompanhar isso aos olhos de Carpinejar foi uma viagem deliciosa, calma, como quem caminha com a brisa.

Em seu aniversário de 43 anos Carpinejar ganhou uma máquina de escrever, da cor de sua obra, mas quem realmente foi presenteado foram os leitores. Ele se dedicou a escrever sobre amor, surras de amor, socos de amor, pedidos de socorro de amor ou como vocês costumam chamar, poemas de amor.

O livro é curtinho, um poema por página, de um lado a cor verde esmeralda gritando em seus olhos, do outro, o poema cru, isso mesmo, os textos não passaram por revisão nem nada do tipo, todos os poemas estão desalinhados, reescritos, com anotações exatamente como o autor enviou para a editora. Isso dá um ar de proximidade tão grande, é como se nós fossemos os primeiros a ler a obra e estivéssemos dentro da cabecinha de Carpinejar, acompanhando o que ele viu no poema, antes e depois da escrita.

Tenho o hábito de ler poesia porque sou fascinada pelo poder das palavras nesse meio, e dessa vez a dose veio em dobro, amor e mais amor por essa leitura, aprendi a amar aos olhos de Fabrício e isso foi mais do que especial.


Título: Amor à Moda Antiga
Autor: Fabrício Carpinejar
Editora: Belas Letras
Nº de Páginas: 104
Sinopse: "Em seu aniversário de 43 anos, Fabrício Carpinejar ganhou de presente uma velha máquina de escrever Olivetti Lettera 82 verde-esmeralda. Desde esse dia, ele se dedica a escrever nela poemas de amor e a guardá-los como um inventário de seus sentimentos e emoções ao longo de sua carreira. Pela primeira vez, a Belas-Letras publica esses poemas exatamente como os originais foram enviados à editora, em maços de papel despachados pelos Correios, sem nenhum tipo de correção ortográfica, edição ou retoques, inclusive com as próprias anotações à mão feitas pelo próprio Carpinejar. Todos os textos de Amor à Moda Antiga (inclusive este) foram originalmente escritos em máquina de escrever. O resultado é um livro orgânico, singelo e apaixonadamente imperfeito, exatamente como o amor é. "
Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Suelen Marques - Web Design
Para o topo!