RESENHA Virgem

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018
Título: Virgem
Autora: Radhika Sanghani
Editora: Fábrica231(Selo da Rocco)
Nº de Páginas: 288
Sinopse:"Ellie Kolstakis tem 21 anos, ótimas amigas, uma boa situação financeira, está terminando a faculdade de Literatura Inglesa e ainda é... virgem. Mas ela está decidida a mudar isso até a sua formatura. Afinal, ela não escolheu esperar até o casamento, muito menos possui restrições religiosas ou está à procura de um príncipe encantado. O fato é que Ellie simplesmente não tem sorte quando o assunto é amor e sexo. Decidida a virar o jogo nos quatro meses que restam até se formar, a jovem divide seu tempo entre o trabalho de conclusão de curso, depilações inusitadas, seu blog, festas, conselhos de amigas e até mesmo tutoriais constrangedores no YouTube, envolvendo-se em situações mirabolantes e, claro, hilárias, da primeira à última página."



*Livro cedido em parceria com a editora


 Quando solicitei Virgem, tinha total consciência de que isso não era uma biografia mas ainda assim, quis ler para saber se isso realmente conferia. Durante grande parte dessa leitura me peguei rindo e me questionando sobre como é difícil ser mulher e como carregamos vários estigmas, como esse sobre ser virgem, você pode ser "pura" até certa idade, quem foge dessa regra vira objeto de espanto para todos os outros.
 Ellie Kolstakis é uma jovem normal como qualquer outra, mas depois de uma consulta bastante constrangedora ela entende que é um pouquinho diferente das outras jovens de sua idade, ela ainda é virgem, a médica não vê isso como um problema mas ela sim, entende que não ter feito sexo ainda é motivo de vergonha, como se ela estivesse atrasada em relação à outras mulheres ou coisa do tipo, toda essa pressão é fruto da cabeça dela, ela quem imagina isso. Creio que esses pensamentos são criados a partir da sociedade em que ela vive(nós vivemos), mulheres precisam usar rosa quando crianças, lá pelos quinze se tornam "mulheres" e por aí vai, essa história de perder a virgindade até certa idade faz parte de todos esses esteriótipos que mulheres carregam ao longo da vida. Acontece que  com Ellie as coisas são diferentes, ela encara isso como se fosse um fardo, ela precisa dar um jeito nessa situação logo e não quer que outras pessoas descubram.



"Somos parte de uma geração que foi muito mal influenciada pela mídia, mas também da geração de mulheres que têm mais oportunidades que suas mães e avós."


"Sorri para mim mesma, percebendo o quanto havia crescido nas últimas semanas. Eu, Ellie Kolstakis, não odiava mais olhar no espelho. Estava finalmente deixando a minha angústia adolescente para trás, e desabrochando como mulher."


 Eu estava esperando uma leitura engraçada e foi isso que encontrei, Ellie me lembrou tantos outros chick lists da vida, ela é muito divertida, sempre se mete em alguma situação doida e nos faz rir, mas o que realmente me chamou a atenção foi perceber como esse livro é necessário, ele é um verdadeiro manual sobre depilação, sua vagina e a saúde dela, perigos, o conceito da mulher de acordo com a sociedade... Tudo isso foi muito bem introduzido na história, entendemos essas questões sem nos dar conta, só sentimos o impacto ao terminar a obra.
 Creio que Virgem veio como um ideal na minha cabeça e na verdade se tornou outro, eu esperava uma história maçante sobre como jovens querem ser descolados e fazer tudo que é necessário para não serem os excluídos do grupo, mas na verdade se tornou um manual de sobrevivência feminino, é cheio de quotes empoderadores e situações que certamente quem é mulher vai se identificar. Foi uma leitura feita em boa hora, e certamente me transformou.







19 comentários:

Brubs. disse...

Eu pensei que seria algo mais impactador, algo tocante e tals, não pensei que seria algo que lembraria chcki-lit...mas pode se dizer que se eu tiver a oportunidade de ler vou ler sim...
Bruna
https://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

Reader in Action disse...

Uau. Gosto deste tipo de livro e este parece ser bem divertido. Já vou procurar!

Cia do Leitor disse...

Opa!
Fiquei curiosa e muito animada com essa divertida leitura. Adoro livros que me faça rir e relaxar entre uma leitura pesada e outra. Por isso sempre adiciono nas minhas listas chick lists, são exatamente o que preciso.:)
Anotado a dica
Nizete
Cia do Leitor

Sick, Sad Books disse...

Oi amigaa, eu vi a resenha no outro blog desse livro e nossa, quando vi que 13 anos era uma idade legal eu fiquei em choque huaehuaehuea
Os livros cada vez mais nos surpreendendo

Cabine de Leitura disse...

Confesso que mesmo sendo em escrita engraçada não seja um livro que eu leria, acho que passei da idade para tal leitura, apesar de ter uma linda capa, não é um livro que me chame atenção, então dessa vez eu passo a dica.

Beijos.
https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

Suzzy Chiu disse...

Heiii, tudo bem?
Nao dava nada vendo essa capa e título e to vendo que o livro é mto mais que isso.
Gostei da proposta do livro, a ideia de uma manaul feminino, e fiquei curiosa pra saber como é por dentro e como seria a escrita da autora e que tipo de conselho tem pra dar.
Vc me deixou interessada, vou ler depois.
Beijos.

Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

Instantes Memoráveis disse...

Olá, tudo bom?

Realmente há esse "ideal" sobre sexualidade e mulheres. Acredito que devemos, começando por nós mesmas, não rotular quando é o período ideal para perder a virgindade, já que isso cabe cada um decidir. Além disso, não existe fórmula secreta ou idade recomendada, desde sejam pessoas conscientes que sabem o que estão fazendo e estão em idade legal (de acordo com a lei) para fazer isso. Tendo isso, não vejo problema nenhum.
É ótimo saber que a escritora conseguiu criar uma história parecida com chick lits, pois é um gênero que eu adoro. Além disso, trazer quotes empoderadores e, ao mesmo tempo, ser engraçado - com situações que podemos nos identificar -, só mostra que eu tenho que ler logo para tirar as minhas próprias conclusões e saber se eu realmente vou gostar ;)

Enfim, adorei a postagem e agradeço a indicação :)
Abraços.

Pamela Moreno Santiago disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pamela Moreno Santiago disse...

Olá, tudo bem?

Essa é a segunda resenha do livro Virgem que comento só hoje e, assim como disse na outra, achei um tema importante a ser discutido, principalmente porque existe um grande tabu ao redor da palavra virgindade. Mas a forma com a qual foi abordada logo de cara, tendo que "perder logo", achei bem escroto :s . Cada um tem seu tempo, suas vontades. Quem pensa o contrário... Melhor nem comentar^^

Beijo
@blogodiariodoleitor

Florescendo Livros disse...

Olá
Nossa adorei a resenha, eu fiquei com muita vontade de ler esse livro, esse tabu da questão da virgindade assombra todas as meninas e isso devia ser discutido sempre..
Beijos
https://florescendolivros.blogspot.com.br

Greice Blogando Livros disse...

Pois é, este livro está me parecendo muito bom já que é a segunda resenha que leio e é bem o que você disse, essa questão da virgindade tem uma pegada de que cada cultura tem seus princípios é é cheio de regras e tudo o mais, acho que cada um tem que pensar do seu jeito mesmo.

Tamires Marins disse...

Engraçado como as pessoas têm visões completamente diferentes a respeito de uma leitura, né? Li uma outra resenha em que a blogueira tinha mais ressalvas que pontos positivos. Eu não li o livro, então não posso falar de maneira concreta, mas sendo uma pessoa que fez sexo aos 23 anos eu não me sinto representada por essa história, sabe? Sim, todas temos neuras, eu mesma ouvia horrores até de amigas minhas na época, mas acho que a autora quis mostrar uma coisa e acabou sendo outra. Uma personagem falar que 13 anos é uma idade legal pra fazer sexo não me soa legal, e ainda que depois ela entenda que tudo tem seu tempo eu ainda não vejo isso com bons olhos. Mas que bom que você conseguiu extrair algo construtivo. Talvez a idade esteja fazendo com que eu fique cri-cri demais! Hahahaha

Beijos
- Tami
http://www.meuepilogo.com

Dryh Meira disse...

Oiee ^^
Andei lendo várias resenhas a respeito deste livro, e como eu disse para essas outras resenhas, ao mesmo tempo em que quero conhecer a história, não quero. Não sei se teria paciência para lidar com alguém que tem 21 anos de idade e acha que ser virgem é a pior coisa do mundo. Ainda assim, parece ser um livro divertido, e eu pretendo lê-lo um dia. Só não o faria agora :/
MilkMilks ♥
http://shakedepalavras.blogspot.com.br/2018/01/underground-airlines.html

Book Obsession disse...

Olá!
Olha eu já estou com um pé atrás com esse livro desde algumas resenhas anteriores, acho que a autora ousou colocar temas que sinceramente pulam muitas fases da vida. Não acho que por tudo estar mais rápido com algumas idades que não devemos respeita-las. Cada fase tem seu tempo, pra que forçar a barra, principalmente com a leitura.
Enfim, gostei das suas considerações, mas não pegaria pra ler.
Beijos!

Camila de Moraes

Maria Luíza Lelis disse...

Oi, tudo bem?
Algumas resenhas que já li sobre esse livro me deixaram em dúvida se quero ler ou não. Parece ser um livro muito divertido como você falou e acho interessante trazer assuntos do cotidiano das mulheres. Por outro lado, fico com o pé atrás com algumas generalizações e estereótipos de personagens femininas, principalmente essas atrapalhadas e que sempre se metem em confusões. Além disso, fiquei quando vi em uma resenha que, em um dado momento do livro, ela fala que é normal uma menina perder a virgindade aos 13 anos. Longe de querer ser moralista, mas uma pessoa nessa idade não tem maturidade nenhuma para tomar uma decisão dessas.
De qualquer forma, fico feliz que tenha sido uma leitura tão proveitosa para você e talvez um dia eu supere minha desconfiança e resolva dar uma chance para este livro.
Beijos!

Porre de Livros disse...

Oi, eu estou com esse livro pra ler, mas ainda não tive tempo. Já li várias resenhas dele e sempre que vejo são comentários positivos. O seu nao foi diferente. Eu esperava um livro mais maçante, como você bem disse, mas depois de tanta resenha positiva o que me resta é lê-lo e ter minha própria conclusão da história! Espero gostar tanto quanto você!

www.porredelivros.com

Livros & Café disse...

Oi, tudo bem?

Li uma outra resenha desse livro quase agora. Como na anterior, eu não me interessei muito pelo enredo do livro. Acho que não seria uma leitura que faria no momento. Quem sabe eu pense melhor e leia depois.

Beijos.

Antonia Isadora de Araújo Rodrigues disse...

Olá!!!
Realmente vivemos numa sociedade que ser virgem é tipo está atrasada no tempo, ou você está esperando um príncipe encantado ainda que não existe. Na verdade, é quase um tabu uma mulher com 21 anos ser virgem atualmente para muitas pessoas porém eu acho que tudo tem que acontecer na hora e no momento certo, e quando se está preparada.
Eu li mais uma resenha já sobre o livro e achei muito interessante este, e vi desde da sinopse que a gente ri um bocado com a história.
Adorei a dica e espero logo poder lê-lo :)

lereliterario.blogspot.com

Tamara Padilha disse...

Oi! Que bom que esse livro te ensinou tanto e acabou sendo até uma lição e tudo isso de forma engraçada e leve. Estou ouvindo diversos comentários a respeito dele e admito que tenho sentido certa curiosidade em lê-lo.

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo