Posts Recentes

RESENHA Um amor perdido

25 de maio de 2018

Título: Um amor perdido
Editora: Bertrand Brasil
Autora: Alyson Richman
Nº de páginas: 336
Sinopse: " Na Praga do pré-guerra, Lenka, uma jovem estudante de arte, apaixona-se por Josef, um médico recém-formado. Eles vivem cheios de ideais e de sonhos para o futuro, mas também são judeus e muito ligados à família. Casam-se, mas, pouco tempo depois, como tantas outras famílias, são separados pela guerra. As escolhas impostas pelo destino os afastam, mas deixam marcas permanentes: o caos e as informações truncadas dos tempos de guerra os levam a crer que o outro morre. Na América, Josef torna-se um obstetra bem-sucedido e constrói uma família, apesar de nunca esquecer a mulher que acredita ter morrido. No gueto de Terezín, Lenka sobrevive graças aos seus dotes artísticos e à memória de um marido que julgava nunca voltar a ver. Apesar de todas as provações e dos infortúnios, mantém a chama daquele primeiro amor acesa, guardada em seu coração. Da glamorosa vida em Praga antes da ocupação aos horrores da Europa nazista, Um Amor Perdido explora o poder do primeiro amor, a resiliência do espírito humano e a eterna capacidade de recordar."

*Exemplar de prova antecipada cedido em parceria com a editora.


Confesso que julguei o livro pelo nome. Apesar de eu ser apaixonada por romances, achei que essa história seria bem clichê e que sua leitura seria, em grande parte, entediante. Ainda bem que eu estava enganada. Um amor perdido é de fato uma das narrativas mais intensas que eu já li. A todo o momento fiquei na expectativa para saber qual seria o próximo acontecimento, o próximo eu te amo, a próxima memória.


Memórias do século XX contadas em capítulos ora narrados por Lenka, ora por Josef, o que deixa a história toda mais interessante, pois nos proporciona dois pontos de vista, duas emoções. Lenka é uma jovem inspirada, inteligente, estudante de Artes e apaixonada pela sua família. Josef é estudante de medicina centrado em seus estudos. Os dois se conhecem através de uma visita de Lenka a casa de sua amiga Veruska, irmã de Josef. É partir daí que tudo acontece: o destino tinha feito um laço que não seria cortado, nem com o tempo, nem com a abrupta separação dos dois, e consegui perceber isso ao longo da narrativa. Nada parecia fazer com que Lenka se esquecesse de Josef e vice-versa, mesmo depois de 60 ANOS, nada parecia sequer fazer com que aquele amor passasse. Repito, n-a-d-a. Nem mesmo a guerra.

Outro assunto que sempre me despertou interesse é a Segunda Guerra Mundial. Como tudo aconteceu de um modo tão desumano, tão cruel. E como foi cruel a separação de um casal que jurava amor eterno e que de fato cumpriu essa promessa. Josef e sua família conseguem passagens para fora da Europa em anúncio de guerra, e ele pode levar sua então esposa Lenka, que afinal, é constituinte de sua família. Entretanto, Lenka não aceita ir sem seus pais e sua irmã. E essa talvez tenha sido a decisão mais trágica de sua vida, que a fez mudar para sempre.

Eu certamente não consigo exprimir o quanto esse livro me emocionou e me cativou, me envolvendo em cada página, em cada palavra, principalmente as palavras de Lenka que vive momentos absurdos. O romance inteiro tem um tom bem melancólico e sensível, com uma escrita aconchegante e fluida. Um amor perdido pode nos fazer pensar que nada na vida acontece por acaso. E, acima de tudo, há sempre um recomeço, por mais que possa parecer que não.

"Ele deu risada. E no riso dele escutei uma grande alegria. O som de crianças. Seria esse o primeiro sinal de amor? Escutar, na pessoa que se está destinada a amar, o som daqueles que ainda não nasceram.”


Comentários
27 Comentários

27 comentários :

  1. Olá, tudo bem?

    Que bom saber que o livro vai muito além de um romanece, e deu pra sentir na sua resenha o quanto o livro te pegou, isso é legal.

    Fiquei curiosa sobre o desfecho, um reencontro? Enfim, só lendo, eu sei...

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, esse livro me chamou atenção até na capa! ( e a foto com ele ficou linda!Eu gosto de ler diferentes gêneros e estilos literários, mas confesso que não me lembro de ter lido um livro desse período... Obrigado pela dica!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá eu estou louca para ler esse livro desde que vi a capa e sua resenha esta linda e aumentou ainda mais a minha vontade de ler esse livro

    ResponderExcluir
  4. Olá!! :)

    Eu confesso que nunca tinha ouvido falar deste livro e que ele, a primeira vista, não me "comprava".

    Mas ainda bem que trouxeste a tua opinião! Que bom que ele te cativou dessa maneira! Também me interesso pela II Guerra Mundial!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei a tua resenha! Eu estou louca por esse livro desde que vi as primeiras caixinhas VIBs. Acho a premissa muito interessante e não vejo a hora de ler também. A capa é um charme

    ResponderExcluir
  6. Eu estou curiosa com esse livro desde que as caixas começaram a chegar e lendo sua resenha agora só me deu mais vontade ainda, adorei saber sua opinião, me deixou instigada. Certamente quando tiver oportunidade irei ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Também sempre me interessei pelo tema, apesar de achar algo tão horrível e desumano, como você disse. Eu terminei esse livro semana passada, e foi uma história incrível. Não sei nem como começar a minha resenha.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. olá!
    Eu gosto muito de livros (e filmes) que se passam no período de guerras, não pelo drama e horror da guerra, mas pela intensidade e ambientação.
    Essa narrativa alternada entre as personagens também me agrada bastante. Sua resenha me deixou bem interessada.
    Gostei dessa capa :)
    ����

    ResponderExcluir
  9. Sua resenha me conquistou!
    Não sabia muito bem o que esperar desse livro e estava um pouco reticente em fazer essa leitura, mas agora que sei mais sobre a história, vou dar uma chance!!
    Bom saber que foi uma boa surpresa para você!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  10. Oi Day, como é bom quando um livro nos surpreende positivamente, pela tua resenha, me pareceu ser incrível. Eu não conhecia, mas gostei muito.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Nossa, que coisa mais terrível. Ela não ir com o marido porque os pais e sua irmã não poderiam ir! E, sendo a época que foi, mostra realmente muita coragem e uma determinação e amor imensos. Não consigo nem pensar depois eles terem ficado com esse amor eterno não realizado. Fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
  12. Primeiramente fico feliz em saber que estava enganada quanto a leitura entediante. Um amor que rompeu a barreira do tempo só pode ser emocionante e assim como você gosto muito de assuntos voltados a Segunda Guerra, ainda mais quando vem com um outro ponto de vista que não o dos judeus que é mais comum. Sabendo o quanto a leitura te cativou eu anoto a recomendação, quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá
    Sou apaixonada por livros que se passam durante as 2 grandes guerras, sempre fico emocionada com o cenário e os personagens vivendo a provação que foi aquela época. Fica anotada

    ResponderExcluir
  14. Eu simplesmente amo esse tipo de livro
    Me cativa , emociona e sempre me deixa uma sensação de nostalgia dos personagens. Deu pra sentir que é m
    livro forte e tocante.
    um beijo

    ResponderExcluir
  15. Oi, assim como aconteceu com você, eu também me senti muito mexida com essa história e a achei linda. Mas, ao contrário dos seus pensamentos iniciais, pelo título e depois pela sinopse, percebi que era meu tipo de livro sobre amores perdidos e sobre guerra, algo que sempre estou lendo. Que bom que foi uma leitura assim tão positiva para você. :0

    ResponderExcluir
  16. Quanto mais leio resenhas sobre esse livro mais vontade sinto de lê-lo. Sei que vou chorar muito, sei que irei me emocionar além da conta, mas preciso ler. Estou ansiando pela oportunidade de adquiri-lo.

    Romances que se passam em época de guerra sempre acabam com o meu coração. São vários dias de lágrimas e dor profunda, por mais que alguns até tenham final feliz. Mas os personagens passam por tanta coisa e existe todo o contexto histórico desumano... que não há coração que aguente. Penso que Um Amor Perdido é exatamente assim.

    ResponderExcluir
  17. Essa resenha é uma das primeiras do livro que leio, mas você me convenceu que essa é uma história que vale a pena conhecer... Gosto de histórias envolventes e que me emocionam.... Tô acreditando me sentirei assim com ele!

    ResponderExcluir
  18. Oi tudo bem? A capa desse livro é maravilhosa quero muito ter a oportunidade de ler adorei a resenha beijos

    ResponderExcluir
  19. Não conhecia esse livro e apesar de ter uma capa linda, confesso que não sei se escolheria o mesmo em uma livraria. Não sou muito fã de livros que se passam nos períodos de guerra ou entre elas, costumo sofrer muito então já viu né ... Mas foi ótimo conferir suas impressões. De qualquer forma obrigada pela indicação!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  20. Uau! Que livro maravilhoso, hein? Já tinha visto ele em alguns sites, mas pela maneira com que você falou, me pareceu ser aquele tipo de história extremamente envolvente que assim que finalizamos, dá vontade de começar a ler de novo. Dica anotada!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Que história mais emocionante.
    Já tinha visto essa capa e achado muito bonita. Lendo sua resenha fiquei muito interessada nessa trama. Adoro quando esse cenário envolvendo guerras, perdas, amores. Sempre me cativam e essa certamente vai tem tudo para me cativar.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Eu estou com esse livro em casa, mas ainda não criei coragem para ler. Vi muitas pessoas comentando o quanto a leitura é intensa e emocionante, mas comecei a ler e não me prendeu. Talvez por eu não estar muito na vibe de livros mais dramáticos e com essa ambientação na II Guerra, acho que peguei para ler no momento errado.
    Porém, ainda tenho vontade de ler algum dia e resenhas como a sua me motivam mais. Parece ser uma leitura realmente intensa e emocionante.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  23. Olá,

    Livros ambientados em guerra era algo que eu evitava, mas é impossível não se sentir tentada diante dessa premissa e com um livro que vem recebendo críticas muito positivas. Sou apaixonada por romances, então é uma dica que recebo de braços abertos.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. DIZ PRA MIM QUE ELES FICAM JUNTOS PORQUE EU JÁ ESTOU SOFRENDO. Sou como você, já estava julgando o livro no título e li a sinopse meio que mudando de ideia e durante a resenha fiquei AAA POR FAVOR QUE DOR. Preciso desse livro pra ontem, acho que nem vou conseguir dormir! Beijos

    ResponderExcluir
  25. Vem me abraçar e ser minha melhor amiga? Terminei de ler este livro no fim de semana e caramba, fiquei no chão, despedaçada... Adoro narrativas que se passem na segunda guerra mundial, mas este livro me emocionou em outro nível. Amei!!!

    ResponderExcluir
  26. Eu já não gosto de ler livros ambientados em guerras, mas a cartinha que veio junto com o exemplar da VIB despertou muito meu interesse. Eu só não li ainda por falta de tempo, mas estou mega animada. Adoro histórias de amor assim, que nem o tempo pode apagar. Amores assim são tão raros, tão dolorosos. Sei que vou chorar e tenho que me preparar para isso! Hahahaha

    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Olá,
    Fiquei apaixonado por esta obra, a história me pareceu ser bem envolvente como você fez questão de mostrar nesta resenha. A capa ta linda, e achei que era tudo um clichê fraquinho, mas vejo que os personagens foram muito bem desenvolvidos. Dica mais que anotada

    ResponderExcluir

Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Espalhando Bonitezas - Web Design
Para o topo!