RESENHA A garota que bebeu a lua

domingo, 10 de junho de 2018
Título: A garota que bebeu a lua
Autora: Kelly Barnhill
Editora: Galera Record
Nº de Páginas: 308
Sinopse: "Todo ano o povo do Protetorado deixa um bebê como oferenda para a Bruxa que vive na floresta, na esperança de que o sacrifício a impeça de aterrorizar sua pequena cidade protegida pelos muros e pela Torre das Irmãs da Guarda. Mas, Xan, a Bruxa na floresta, ao contrário do que eles acreditam, é bondosa. Ela vive em paz com um Monstro do Pântano muito inteligente e um Dragão Perfeitamente Minúsculo. 

Todo ano ela resgata o bebê deixado pelos Anciãos e o leva em segurança para uma família adotiva em uma das Cidades Livres do outro lado da floresta. Durante a longa viagem, quando a comida acaba, Xan alimenta os bebês com luz estelar. Em uma dessas ocasiões ela acidentalmente oferece a um deles a luz do luar, dotando a menininha de uma magia extraordinária. 

A bruxa então decide criar a menina “embruxada”, a quem chama de Luna. Conforme o aniversário de treze anos da menina se aproxima, sua magia começa a aflorar – e pode colocar em perigo a própria Luna e todos à sua volta."
*Livro cedido em parceria com a editora

 Seguindo essa linha de livros que vão além do romancinho de sempre, decidi solicitar A garota que bebeu a lua e não poderia ter saído mais satisfeita dessa leitura, uma obra tão curtinha e tão amorzinho que me conquistou antes mesmo que chegasse em minhas mãos. O trabalho de divulgação feito pela editora foi extremamente primoroso, a obra por si só já faria muito sucesso, mas o empenho por parte do grupo editorial foi essencial para que a minha curiosidade aumentasse, e sinceramente, não me arrependo nadinha! Uma fantasia com um outro olhar, além do externo e clichê que estamos tão acostumados, um jeito novo de trazer representatividade, tudo em um livro só. 
 Todos os anos o protetorado deixa um bebê como oferenda para a bruxa Xan, eles entendem que esse tipo de sacrifício para que todo o restante do povo não venha sofrer nas mãos da maldade da bruxa, e é aí que a magia começa. O protetorado ACHA que a bruxa é maldosa e que cada bebê é um sacrifício, mas na verdade Xan sabe que todo ano um bebê será deixado por lá e ela faz questão de cuidar deles, vê a dualidade da situação? Para o povo, Xan é uma bruxa má, para Xan, o povo deixa os bebês e ela, bondosa que é, cuida deles.



 Sendo assim, o trabalho da bruxa é a cada ano resgatar essas crianças e entregar para outras famílias adotivas, confesso que quando li essa parte eu fiquei extremamente encantada, como a definição de bruxa nos faz ter uma ideia totalmente diferente do que Xan realmente é! O cuidado que ela tem com esses pequenos é muito maior do que a maldade que imaginam que habita nela.
 Acontece que sem querer a bruxa acaba alimentando um dos bebês com luz da lua, ela sabe que essa magia é forte demais e que não pode entregar a criança para uma família qualquer, pensando nisso, Xan decide ficar com a criança para ensiná-la a lidar com esses poderes e passa a chamá-la de Luna, desse modo, a bruxa má na verdade se torna uma mãezona que precisa se desdobrar em mil para dar conta dessa criança e desses poderes que um bebê simplesmente não tem controle.

 Esse sem dúvidas é um conto de fadas moderno, falo isso com toda a certeza do mundo, além disso tem um jeitinho tão fofo de explanar sobre a situação que é impossível não se encantar. O que mais me chamou a atenção, além dessa capa linda com uma criança negra foi a maneira que a autora decidiu colocar a bruxa. Desde pequenos somos ensinados através da contação de histórias que bruxas são personagens ruins, maldosas, e que surgem para semear a maldade, e aqui não, Kelly fez questão de dar a Xan um ar diferente, mostrando que tudo é apenas uma questão de perspectiva, ter o cuidado de olhar o outro lado da situação também. 
 Além disso, toda a história foi muito bem construída, apesar desse ser o tema principal, os personagens secundários foram muito bem planejados, desde o dragãozinho lindinho e engraçado até o medo que cerca o povoado.
 O amor entre Luna e Xan é uma coisa que evolui de acordo com a história mas que é tão palpável e sincero, nunca pensei que amaria tanto assim uma bruxinha.
 Com uma pegada moral e uma nova perspectiva a partir de contos de fadas, A garota que bebeu a lua surge como um alento para um gênero que vez ou outra soa tão clichê.

"Nem todo conhecimento vem da mente. Pode vir de seu corpo, de seu coração, de sua intuição. Às vezes, lembranças têm pensamento próprio."

30 comentários:

Aline M. Oliveira disse...

Oi Day! que linda essa capa!E fiquei encantada com a história também! É bom pra variar, termos uma bruxa que é diferente do que já nascemos achando, que elas são más por natureza! Adorei de verdade o cuidado dela em levar os bebês para famílias adotivas. Quero muito descobrir o relacionamento das duas e como Luna vai aprender a controlar os poderes e o que pode acontecer. Adorei a dica!


Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

Helana Ohara disse...

Que trabalho nobre de Xan ♥ E tipo, tem duas versões ali, das pessoas que acham que ela má e a dela mesma por cuidar das crianças e leva-las para serem cuidas, mais nobre impossível.
Fiquei maravilhada é uma história linda e muito emocionante.

Jessie disse...

Oi Day!

Tudo bem? O livro parece ter mesmo uma trama muito doce, mas eu honestamente não estou numa vibe de fantasia no momento, muito menos infantojuvenil, mas minha irmã (que tem 13 anos e provavelmente vai adorar a protagonista pelo que descreveu) merece um livro com uma trama tão delicada.

Muito obrigada pela dica, não poderia escolher um livro melhor para dar de presente.

Beijinhos
www.paraisoliterario.com

Sara Kerolen disse...

oii tudo bem ?
adorei a resenha , tenho o livro no kindle mais não tive a oportunidade de ler fiquei mais curiosa depois da sua resenha ele parece ser um livro bem fofinho e tenho certeza que irei gostar :)

bjs

Karini Couto disse...

Ah! Estou doida por ler essa história. Estou com o e-book me aguardando.
Eu já conheço a escrita da autora e me agrada muito. Em sua escrita geralmente encontramos lições, reflexões e histórias bem construídas.

Beijos.

www.alempaginas.com

Tay Meneses disse...

Estou com muita vontade de ler essa obra, muita mesmo. Amo enredos que incluam bruxas entre os personagens, não importa se boas ou más. Mas nesse caso é super ímpar retratarem uma bruxa diferente do que costumam retratar por aí. Assim que puder irei degustar essa obra. Bexus :*

@prefirolercomcalma

♥ Sâmella Bridges ♥ disse...

Oi, Dayhara!
Desde as primeiras divulgações que vi do livro já havia achado a capa linda, principalmente no detalhe de ter uma criança negra na capa, o que infelizmente não acontece tanto como deveria. Apesar disso, não havia parado para ler a sinopse por pensar que seria mais um simples infanto-juvenil e como não leio muito do gênero deixei para lá, mas que surpresa em conhecê-la melhor agora. Verdadeira dualidade mesmo o povoado pensar que a bruxa é má e no final as então crianças oferecidas à ela são cuidadas e ganham novos lares, que fofo! <3 O detalhe da lua foi literal mesmo, então, sobre a Luna, mas meigo saber que através disso a história vai tão além do que a capa ou mesmo a sinopse dá a entender. Contos de fadas diferentes e com novos caminhos por percorrer estão em falta mesmo, mas valeu muito essa dica agora! Resenha incrível também, aliás!
Beijos!

♥ Sâmmy ♥
♥ Sonhando aos Vinte ♥

Cabine de Leitura disse...

Não conhecia o livro, mas saber que saiu satisfeita com a a leitura me anima bastante e achei essa Xan uma bruxa bem peculiar. Adoro conto de fadas, ainda mais quando vem com novos ares, dando modernidade a história, já quero conhecer.

Abraços.
https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

Viviane Dutra disse...

Oi Day, eu sou apaixonada por essa capa e se é sobre bruxas, é claro que já quero. Adoro contos de fadas modernos, já está na lista de desejados.
Bjos
Vivi
http://duaslivreiras.blogspot.com/

Tiffannyk disse...

Eu não conhecia o livro e de cara já me apaixonei por essa capa <3

Sua resenha me ligou mais que a sinopse, achei fofinho eles mudarem o estereotipo da bruxa. E também por ser um romance focado em um amor maternal. Achei interessante.

http://thereviewbooks.com.br/
#thereviewbooks | @thereviewbooks

Fernanda Barroso disse...

Olá! Eu ameeeeei a premissa dessa história! Já amo contos de fadas, e esse com uma pegada bem diferente (e amorzinho) me deixou ainda mais encantada para conhecer. A dica está super anotada e espero poder ler em breve!
Abraços

Luisa Lopes disse...

Ai gente, que amorzinho que parece ser esse livro. Como que eu não tinha ouvido falar dele? Ele foi publicado recentemente, você sabe?

Beijos
Luisa
www.degradeinvisivel.com.br

Alice Duarte disse...

Oiiieee

A resenha ficou linda, bem explicada e deixa a gente querendo conferir a história. Eu já tinha esse livro anotado por conta de outras resenhas, e certamente depois da tua quero ver se consigo arrumar aquele tempinho extra pra conhecer essa história.

Beijos

www.derepentenoultimolivro.com

Carol Mendes disse...

Não conhecia o livro, mas adorei saber que é uma história curtinha e amorzinho, me deixou com vontade de ler, apesar de ultimamente não estar muito na vibe de livros assim... mas esse puxou meu olho, haha.
Sua resenha e foto ficaram ótimas!

Virando Amor

Jis Rocha Nossas Leituras disse...

Olá
gente que históriaaaa, adorei saber que a bruxa não é má , feia , com verrugas kkk, amo as wiccas e a forma com que elas amam a natureza, e saber que essa bruxa é tão diferente do que a vila pensa já me fez amar, sem ter lido, o livro.
Já coloquei no meu carrinho de compra,
Adorei a dica e mais que anotada.
Bjus

Marijleite disse...

Eu já tinha visto a capa pelas redes sociais e ficado encantada, mas ainda não sabia do que se tratava a história. Agora que sei o quanto ela é linda, com isso de termos uma bruxa tão diferente do "comum", com certeza é uma leitura que quero muito fazer.

Ritchelly Galani disse...

Olá! Confesso que li sua resenha bem por cima porque estou com esse livro para ler e estou ansiosa pra conhecer a história..
Concordo que a edição esta um primor que só e pra somar é um contos de fadas bem diferentão por conta do papel da bruxa né.. Amei a resenha e não vejo a hora de ler o livro <3

Beijos,

Conta-se um Livro

Clayci disse...

Fiquei apaixonada pela sua resenha e com vontade de ler essa fantasia. A capa em si já atraiu a minha atenção, a sinopse me deixou curiosa, mas a empolgação da sua resenha me deixou satisfeita haah.. já estou indo atras <3

Sai da Minha Lente

Book Obsession disse...

Olá!
Que delícia de resenha!
Estou com esse ebook no meu Kindle e estava curiosa pra conhecer mais dessa trama. Uma pegada romântica dentro de um conto de fadas e cheio de reflexões, certamente é uma história que lerei pelos próximos dias.
Fiquei com a impressão de uma leitura bem fluida e rápida de se fazer.
Beijos!

Camila de Moraes

Florescendo Livros disse...

Olá
Que resenha incrivel, que livro lindo tanto por dentro quanto por fora hein!
Adoro histórias de bruxas e essa em particular me parece mais um anjo com um coração enorme, fiquei com muita vontade de conferir essa leitura me parece maravilhosa.
Beijos

Maria Luíza Lelis disse...

Oi, tudo bem?
Confesso que o que despertou meu interesse para ler esse livro foi a capa maravilhosa. Sério, fico encantada toda vez que olho.
Eu ainda não li, mas achei incrível a premissa. Parece ser uma história mágica e encantadora, que quebra estereótipos e traz personagens incríveis. Adorei sua resenha e fico muito feliz que você tenha gostado tanto da leitura. Sem dúvida, me deixou ainda mais animada para ler este livro.
Beijos!

Nilda de Souza disse...

Fiquei encantada com esse livro. Ainda não conhecia, mas com certeza vou comprar. Amo contos de fadas modernas, com essa pegada de representatividade. Também amo a desconstruções do conceito de bruxa como mulher mar. Ah, e a capa é linda.

Beatriz Andrade disse...

Já me apaixonei pela capa! Eu ainda não conhecia o livro é a sua resenha me deixou morrendo de vontade de ler. Adorei a dica e espero muito poder ler em breve.

kênia Cândido disse...

Oi Dayhara.

Eu ainda não tinha lido uma resenha sobre este livro e desde a divulgação, eu achava a capa linda. A sua opinião achou bastante para conhecer um pouco sobre ele e vou adicionar na minha lista de desejados, pois fiquei com vontade de lê-lo.

Bjos
http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

D e s s a disse...

Acompanhei a divulgação e também fiquei encantada com esse livro. Não vejo a hora de ler, tenho certeza de que vou amar a leitura! A capa é muito fofa, e a trama parece ser muito envolvente. Sua resenha me deixou bem empolgada.
beijos

Milena Nones disse...

Meu Deus que capa mais linda! Não conhecia o livro ainda, mas já coloquei na lista de leituras futuras do Skoob! Além disso, parece trazer uma história apaixonante e envolvente. Amei suas citações! Dica mais que anotada!

Jéssica Melo disse...

Olá Day, eu não conhecia esse livro, mas depois da sua resenha fiquei morrendo de vontade de lê-lo, parece ser uma historia bem fofa *-* Espero poder lê-lo em breve.

Mari disse...

Awww, essa história parece muito lindinha. Gostei muito da sinopse, acho que curtiria demais ler esse livro.
Beijos
Mari
Pequenos Retalhos

Ivi Campos disse...

Suas considerações sobre o livor me deixaram curiosa, até porque eu não sou muito adepta de contos de fadas, mas achei que esta premissa tem um diferencial. Quero ler.
Beijos

Luna disse...

Está aí um livro que vou amar! Além de ser apaixonada por contos de fadas (com clichês e tudo) sempre tive um encanto muito grande pela lua. Me fascina! Não é à toa que Luna é meu pseudônimo.rs

Estou muito ansiosa para conhecer essa história e a pequena menina que bebeu a lua (eu amaria estar no lugar dela.kkkkkkk...).

Bjs!

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo