RESENHA Jane Eyre

terça-feira, 12 de junho de 2018
Título: Jane Eyre
Autora: Charlotte Brontë
Editora: Nova Fronteira
Nº de Páginas: 480
Sinopse: "Considerado um dos maiores romances de língua inglesa, este livro acompanha o amadurecimento de Jane Eyre, uma personagem questionadora e carismática que deixou sua marca na literatura. Após tornar-se órfã e, ainda na infância, passar a viver na casa da tia enfrentando as mais difíceis privações, Jane fica anos em um internato, onde recebe educação e, posteriormente, um emprego. Contrariando o que se esperava de uma mulher na época, a protagonista busca novos desafios e se torna governanta de Miss Adèle, protegida de Mr. Rochester. Entre Jane e o novo patrão nasce uma paixão arrebatadora, obscurecida, no entanto, por um grave segredo que ele carrega. Publicado pela primeira vez em 1847, Jane Eyre é uma obra-prima de Charlotte Brontë, que abriu caminho para outras escritoras e revolucionou o fazer literário ao criar uma protagonista com anseios, reflexões e atitudes incomuns para seu próprio tempo."

*Livro cedido em parceria com a editora

 Eu nunca achei que amaria tanto um livro clássico, nunca imaginei que algo escrito a tanto tempo me arrancaria tantos suspiros. Jane Eyre figura entre meus livros desejados tem um bocado de tempo, nunca o li porque nunca encontrei uma edição que me desse vontade para tal, mas assim que recebi o pacote de lançamentos da Biblioteca Áurea, projeto da editora Nova Fronteira com a Amazon eu mudei totalmente o meu planejamento de leituras e comecei a ter minha experiência com Charlotte, e que mulher! Apesar de ter sido um romance escrito a tanto tempo, todas as críticas propostas pela autora são muito reais, indo desde o ideal de beleza da época até feminismo e casamento.



 Jane nunca logrou de muita sorte, seu tio morreu quando ela era muito pequena e ele fez a esposa prometer que cuidaria da garota, acontece que sua tia nunca simpatizou com a mesma, então Jane passa a sofrer pequenas agressões dentro de casa, é vista como uma garota falsa e mentirosa, diante dessa situação, ela é enviada para um colégio interno destinado à garotas órfãs, logo aí percebemos como Jane precisou ser forte antes mesmo de ser solitária, a educação nesse novo colégio é muito rígida, as garotas são punidas e até mesmo a alimentação é bastante regrada. Jane aguenta isso pacientemente por anos, porque entende que essa situação é mil vezes melhor que o lar onde vivia. Após formada a garota passa a ministrar na escola mas começa a sentir a necessidade de se descobrir no mundo, de ir para além dos muros e com um anúncio no jornal, consegue uma vaga de governanta.
 A essa altura da vida Jane tem uma excelente formação, bons modos, fala várias línguas então se sente capaz o suficiente para dar aulas a uma garotinha na propriedade dos Rochester, o que ela não esperava era se apaixonar pelo seu chefe e como isso seria o suficiente para levá-la para a ruína, e mais tarde, quando se reerguesse, algo novo surgisse para mudar o seu destino. Fiquei tremendamente feliz e abismada ao ver em um clássico tantas críticas! Pra começar, Jane desde muito pequena é vista como uma criança feia, eu acho isso tão problemático, durante toda a história, ela não é vista como uma mulher bonita, é sempre uma dama encantadora, de bons modos, uma beleza peculiar, mas nunca uma mulher de encher os olhos, creio que Charlotte ao fazer isso quis trazer uma heroína que ia muito além do esteriótipo de bela mulher da época. Além disso, ela não tem aquele ar frágil que esperava, ela precisa ser forte porque é sozinha, porque sabe que se não te manter onde está, não tem mais para onde ir, mas ela também sabe que se precisar sair seja do colégio, do lar Rochester, de onde for, ela vai dar conta disso sozinha, porque é forte o suficiente para tal.
 Agora o romance, isso foi algo que me incomodou um pouquinho, Rochester é um homem MUITO estranho, inicialmente ele é rude, tão mandão que fiquei nervosa, mas compreendi que isso era algo natural da época e Jane não era sua amada, era sua empregada então era natural que recebesse ordens, mas aos poucos ele foi cedendo e mostrando que amava Jane tanto quanto ela o amava. Esse é um ponto muito importante, os diálogos entre os dois e esse entendimento de amor romântico é muito intenso e bastante interessante, ver Jane tentando lidar com a sua posição como empregada e ainda assim amando Rochester, ver ela questionando a maneira que a trata... Tudo isso tem um arzinho de feminismo que me deixou bastante feliz. Quando o romance de fato começa a acontecer e aí temos um fato que torna-se o ponto alto do romance, eu imaginei que a protagonista fosse se tornar a mulher debilitada e sofredora... Que nada! Ela tomou as rédeas da situação e agiu por si, sem medo do que o destino reservava a ela, por pior que tenha sido, essa parte em especial me deixou extremamente feliz, o amor não tornou Jane alguém alienada, ela seguiu consciente de tudo. 
 O final foi diferente do que eu esperava, eu entendi o posicionamento da autora, mas não sei se fiquei de acordo, mas clássicos são clássicos, certo? Definitivamente valeu a leitura e serviu para me imergir ainda mais no mundo dos clássicos. A edição da Nova Fronteira está linda demais, capa dura, ótima diagramação, encontrei alguns errinhos ortográficos mas nada que atrapalhasse a leitura.

Alimentava uma devoção teórica pela beleza, pela elegância, pela galanteria e pelo encanto pessoal. No entanto, se encontrasse estas qualidades encarnadas num homem saberia, instintivamente, que elas não tinham nem podiam ter correspondência em mim - e as evitaria como se evita o fogo, a fulguração, as coisas brilhantes mas hostis. 

31 comentários:

Bianca Ribeiro disse...

A capa desse livro é sensacional!
Assumo que nunca tive coragem de pegar ele pra ler, porque essa coisa de ler clássicos ainda é um desafio enorme pra mim, mas tô melhorando nisso kkk
Parabéns pela resenha!

O Que Tem Na Nossa Estante disse...

Oi Day, tudo bem? Eu tinha um pouco de receio por ser uma irmã Bronte, mas no final das contas eu amei o livro! Achei Jane uma personagem incrível, que sofre muito, mas sabe dar a volta por cima e de fato Rochester é bem estranho mesmo rsrs mas tudo bem, a história é ótima!

Bjs, Mi

O que tem na nossa estante

Jessie disse...

Oi Day!

Tudo bem? Ahhhhh Jane Eyre ♥️♥️♥️ eu já li esse clássico (um dos meus favoritos) algumas vezes e sempre me surpreendendo notando algum detalhe que não tinha percebido antes.

A Charlotte é a minha irmã Brontë favorita. A Jane é uma personagem que me conquistou por conta de toda a sua força e determinação. O final é bem controverso mesmo, acho que é um tanto inesperado. Eu gosto muito ainda assim.

Sua resenha está tão maravilhosa que deu vontade de pegar meu exemplar e reler pra matar a saudade.

Beijinhos
www.paraisoliterario.com

Greice Blogando Livros disse...

Pois é, ás vezes eu me pergunto como era difícil estas épocas porque as coisas eram assim, mulher tinham que ficar calada e ponto final, como você falou do tal Rochester, mas gosto de saber que tinham escritoras com mentes diferentes para histórias, escritoras que já viam um futuro diferente.

Cabine de Leitura disse...

Não conhecia o projeto da editora, mas achei super interessante e inovador. O livro em questão eu já tinha visto, mas não conhecia a fundo sua premissa. Mesmo sabendo que o romance te incomodou um pouco eu quero conhecer de perto essa protagonista que toma as rédeas da situação e a escrita dessa autora que consegue trazer criticas sociais atemporal.

Abraços.
https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

Bruna Costabeber disse...

Olá, tudo bem?
Eu ainda não li esse livro da Jane, mas tenho muita vontade de ler, pois acho que é um dos melhores livros dela. Fiquei muito contente por saber que o livro te agradou, no geral. Esse protagonista me preocupou um pouco, mas acho que, diante da importância desse livro, posso superar isso.
Vou anotar a dica.
Adorei sua resenha!
Beijos

nathalia silva disse...

Eu confesso que nunca li o livro mais conheço a história pelo fato de ter visto a série. Jane pode não ter a expressiva beleza como bem Charlotte pontuou, mais apesar disso ela tinha um espírito indomável muito especial para a época. Confesso que o final não foi bem esperado por mim e não sei se gostei também, mas como você bem disse: clássicos são clássicos.

Beijos
http://ventoliterario.blogspot.com

Karini Couto disse...

Ainda não li esse; mas está na minha lista de compras. Gosto de livros com esse tipo de enredo, pois nos mostra o quanto conquistamos ao longo dos anos. Admirável ver como algumas mulheres souberam se impor e conquistar espaços em tempos tão limitados.

Amei sua resenha.

Bjs.

www.alempaginas.com

Motivação Literária disse...

Olá que livro maravilhoso eu não tinha conhecimento da obra mais acredito ter sido uma leitura muito proveitosa adoro clássicos e já quero conhecer este também beijos

Sempre com Livro blog disse...

Depois de ler O sol é para todos entrei na vibe de ler mais clássicos, e ultimamente tenho visto muita gente falar bem desse livro, o que já me despertou interesse. E agora lendo sua resenha, fiquei louca para ler de vez! hahaha Ainda mais quando vc disse que o final foi diferente do que você achou q seria... Isso aumenta minha curiosidade. Amo livros assim! <3

No Conforto dos Livros disse...

Olá!! :)

Eu já tinha ouvido falar do livro, como não poderia deixar de ser ne…, mas, enfim, também não costumo ler clássicos…

De qualquer das formas, ainda bem que o final te surpreendeu, mesmo que não tenhas concordado com a posição da autora…

Boas leituras!! ;)
no-conforto-dos-livros.webnode.com

♥ Sâmella Bridges ♥ disse...

Oi, Dayhara!
Confesso que nunca fui muito fã de clássicos, na verdade se li um até agora já foi muito, mas espero mudar isso nem que seja aos poucos. No caso de Jane Eyre, já conhecia a história por outros comentários e resenhas diversas, fosse em blogs ou no youtube, mas eu não dava tanta atenção, até que suas palavras agora me deixaram bem instigada com a leitura. Principalmente por fugir da postura feminina da época e ter uma protagonista forte, que inclusive não é ressaltada a sua beleza mas outros dotes tão importantes quanto. Sobre o romance, também parece se desenvolver bem, apesar da estranheza inicial do chefe dela. De repente fiquei com vontade mesmo de dar uma chance à esse clássico e assim espero aproveitar se surgir alguma oportunidade sim. Valeu muito a dica! Resenha incrível também!
Beijos!

♥ Sâmmy ♥
♥ Sonhando aos Vinte ♥

Viviane disse...

Oi, Dayhara!
Esse ano eu comecei a ler/comprar alguns livros clássicos, que antes eu só tinha visto na biblioteca da escola, os livros das irmãs Bronte estão na minha lista de compras também, principalmente Jane Eyre. Eu sabia algumas coisas sobre o livro mas, não sabia que ela se apaixonava pelo próprio chefe e fiquei mais feliz ainda de saber que ela não fica alienada ou dominada pelo amor igual algumas mocinhas dos livros..rs!
Gosto dos livros das irmãs Brotes porque neles as mulheres são fortes e decididas, cada uma tem a sua opinião em uma época complicada para mulheres.

Beijos e Abraços Vivi
Resenhas da Viviane

Camila disse...

Um dia eu ainda quero fazer uma maratona dos livros das irmãs Brontë!! Eu adoro livros clássicos, mas faz tempo que não consigo parar para ler ao assim!!
Fico feliz que essa edição esteja tão bonita e quem sabe adquiro um exemplar!! Eu tenho essa história dentro de uma coletânea, mas gostei dessa edição!!
beijos
Camis - blog Leitora Compulsiva

Beatriz Andrade disse...

Eu amo livros clássicos, mas acredita que ainda não conhecia esse? É claro que já anotei a dica é pretendo ler em breve. Adorei a sua resenha!

Ritchelly Galani disse...

Olá, poxa já me apaixonei pelo livro lendo a sua resenha.. parece ser aqueles livros que ficam por um tempo na nossa mente mesmo depois de ter terminado.. gosto da protagonista e as criticas que o livro trás, com certeza irei tentar le-lo!

Beijos

Bell Paula disse...

Oi, tudo bom?
Fico feliz que você tenha amado a leitura. Eu sou louca para ler Jane Eyre, mas assim como você, também estava esperando uma edição que me chamasse a atenção. Ainda não tinha visto essa edição da Nova Fronteira, gostei bastante dela.

Beijos!
https://www.manuscritoliterario.com.br

Aline Coelho disse...

Que legal ver esse livro resenhado aqui, ele faz parte da minha meta para esse ano, mas estou esperando ele 'me chamar', aquela vontade real aparecer ... Mas foi uma delicia ler suas impressões e perceber que ele te conquistou. Essa edição parece linda mesmo.

Leituras, vida e paixões.

Tiffannyk disse...

Acho que o único clássico inglês que eu li foi Sherlock Holmes. Nunca li Jane Austen e nem Charlote Bronte, não faz muito o meu estilo, mesmo que eu só veja coisas muito boas sobre o trabalho das duas.

Acho que isso da edição pesa mesmo na nossa aproximação com os clássicos, eu lembro de ler Luciola e amar, mas a edição que eu peguei na escola era muito ruim.

http://thereviewbooks.com.br/
#thereviewbooks | @thereviewbooks

Abby Anjos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Abby Anjos disse...

Estou há muito tempo para ler essa obra... Mas infelizmente ainda não tive tempo. É um clássico que me enche os olhos e suas resenha só atiçou ainda mais minha curiosidade... Então, parabéns! hahahaha Adorei a resenha <3

Xoxo,
Abby
Blog Linhas Tortas

Polly - Entre Livros e Personagens disse...

Olá, tudo bom?
Estou apaixonada por essa edição! Já quero para ontem! rs
Sobre o livro, é um dos meus clássicos favoritos! Também amei a forma como Charlotte soube criar uma mulher forte que toma as rédeas de seu destino mesmo em uma época em que mulheres não tinham praticamente direito nenhum. Sobre o mocinho, também o acho muito estranho, assim como o romance deles, mas confesso que uma parte minha torcia para que ficassem juntos! rs
Amei a resenha! ♥
Beijos!

Laneeh Martins disse...

Olá, tudo bem?

Não sou fão de livros clássicos, mas acho que é porque não li muitos livros assim. Lendo sua resenha, fiquei curiosa com a história e acho que esse livro vai ser minha porta de entrada para esse gênero.

Beijos

Livros Encantos disse...

Ola lindona amei a resenha e dica de leitura, faz tempo que não leio um clássico a premissa do livro já me chamou bastante atenção. Gostei da história da protagonista, uma pena que o romance não convenceu muito. beijos

Joyce
Livros Encantos

Angélica Lima disse...

Oi, tudo bem?
Arrasou na resenha!
Eu sou louca para ler este livro já que adorei o filme e essa edição está muito convidativa!!
BJs

Book Obsession disse...

Olá!
Ta aí uma autora que tenho uma curiosidade enorme em conhecer. Amo romances de época e ainda não sei porque ainda não peguei pra ler. Acho que me incomodaria o jeito do personagem no início, porque todos tem que ser mandões, grossos, parece até condição essencial para aquela época né. Mas fiquei curiosa com alguns pontos que te fizeram questionar o posicionamento da autora, então certamente vai pra minha lista de leituras.
Beijos!

Camila de Moraes

Anelise Besson disse...

Ei!
Eu ainda não li nada dessa autora, mas todos que já leram se encantaram assim como você. Acho que mesmo que tenha sido escrito há muito tempo, a narrativa e a própria história são muito bem construídas. Não vejo a hora de ler e espero gostar tanto quanto você! :)

Bruna Eduarda disse...

Olá! Tudo bom?

Eu sempre tive muita curiosidade sobre esse livro e decidi ver o filme haha Enfim, amei o filme e fiquei muito curiosa para conhecer a história do livro que tenho certeza que será ainda mais maravilhosa do que eu assisti. Adorei saber que a Jane muda e tem essa de tomar as rédeas, acredito que irei gostar bastante do livro. Eu amei a diagramação desse livro 🧡

Beijos

Marizoch disse...

ESSE LIVRO! Meu coração até palpita. A primeira vez que li, sofri tanto e amei tanto. A segunda já fui com mais calma. Ah como amo! Um clássico bem queridinho do meu coração e gostaria de ter, esse sempre peguei na biblioteca! Apaixonada por encontrar uma resenha dele! Beijos

Júlio disse...

Boa noite
Já havia assistido o filme (1997) sobre essa história, realmente a personagem passa por muita coisa na vida, deve ser uma grande leitura!!

Milena Nones disse...

Oi!
Gosto muito de clássicos, mas esse ainda eu não tive a oportunidade de conhecer... Gostei bastante da resenha e da temática da obra. Espero poder ler em breve e me surpreender.
Beijos!

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo