PROJETO SETEMBRO AMARELO

domingo, 2 de setembro de 2018







 Oi pessoal, hoje eu venho com uma proposta um pouquinho diferente pra vocês, juntamente com os colaboradores do blog, resolvemos participar ativamente do Setembro Amarelo, mês de prevenção ao suicídio, mas antes de explicar como vai funcionar, vocês precisam entender os motivos:
 Quando eu criei o blog, era pra ser mais como um refúgio, inicialmente eu escrevia alguns textos e colocava-os aqui, sem intenção de divulgar, só precisava desabafar. Fui diagnosticada com depressão muito cedo, sempre evitei medicamentos. Em 2015 comecei a ficar mais próxima da literatura e resolvi usar isso aqui de outra maneira, comentando sobre o que eu mais amava e me fazia bem. Mais tarde fui diagnosticada com TOC, e sinceramente, é um inferno viver com isso, você simplesmente não consegue parar sua cabeça, então antes de dizer que tem TOC porque não consegue ver tal coisa fora do lugar, tenha um pouquinho de empatia e passe a entender sobre esse transtorno. Depois disso, a coisa desandou, passei por alguns episódios nada fáceis e tentei suicídio algumas vezes, tenho algumas marcas, não só físicas, mas posso dizer com toda a certeza que a literatura foi uma das coisas que me salvou, quando eu não me sentia bem, lia, lia muito, até esquecer o que sentia, e isso funcionava. Obviamente tratamento adequado melhorou as coisas significativamente e é a minha primeira indicação, antes de qualquer coisa, ok?
 Pois é, esse foi o maior motivo para pensar no projeto, mas além disso, outras duas colaboradoras do blog, Isa e Carol, são minhas companheiras de pesquisa na faculdade, fazemos Letras e desenvolvemos nossas pesquisas sobre suicídio e a literatura, meu corpus de análise é O último adeus, da Cynthia Hand, a Isa estuda Por lugares incríveis e Carol faz a análise de Van Gogh, isso certamente nos aproximou do tema e de uma visão um pouquinho mais cientifica a respeito, mas acima de tudo, nos mostrou como o suicídio ainda é um tabu, nunca noticiado, nunca falado, mesmo com as taxas só aumentando. A partir disso pensamos no projeto Setembro Amarelo. Durante todo mês, além das resenhas comuns, falaremos semanalmente sobre livros que tenham o suicídio como tema, ou que falem sobre transtornos mentais. Algumas editoras toparam participar do projeto, e eu achei isso muito bacana, a grande maioria nem é parceira do blog mas abraçou a ideia porque sabe a importância do tema. Todos os livros que serão resenhados, são excelentes obras, que explanam um pouquinho mais sobre transtornos, nos colocam pra trabalhar a empatia e acima de tudo NÃO ROMANTIZAM ESSA SITUAÇÃO. A intenção do projeto é mostrar como a literatura pode servir de alerta e trabalhar a favor da prevenção ao suicídio, segundo dados, 90% dos casos de autoaniquilamento poderiam ser evitados se alguém tivesse notado os sinais antes, doido isso, né? A questão é passarmos a realmente olhar com atenção ao coleguinha. Sendo assim, cada resenha vai contar com uma reflexão sobre a situação narrada na história, pra podermos aplicar isso na nossa realidade, e observamos o que podemos fazer pelo outro. Você pode encontrar as resenhas facilmente usando o marcador Setembro Amarelo
 E lembrem-se, Setembro Amarelo é uma campanha do Centro de Valorização da Vida(CVV) que conta com atendimento 24h, seja por telefone, chat, email, onde for, alguém está lá para te ouvir, não tenha medo ou vergonha de pedir ajuda, a sua vida importa. E nós, do Uma dose de cacto queremos provar isso.

Para entrar em contato com o CVV, você pode entrar diretamente no site, clicando AQUI
Pelo chat, clicando AQUI
Via email, clicando AQUI
Via telefone, discando: 188
E também pode procuras os postos de atendimento clicando AQUI



28 comentários:

Karini Couto disse...

Tudo bem? Eu também tenho diagnósticos de depressão faz uns anos e super entendo sua situação.. Muitos sequer entendem a doença, e acham que tem uma "chavinha" de liga e desliga que faz você "parar" com a "palhaçada" da depressão .. Já escutei muito isso..
Infelizmente.

Ótima campanha!
Beijos.

www.alempaginas.com

Alice Duarte disse...

Oiii Day

Tem um livro bem curtinho da Plataforma 21 que aborda super bem a situação, sem romantizar e sem agir com leviandade diante do tema, te indico se vc ainda não leu, o titulo é Depois do Azul.
Boa sorte com o projeto, iniciativa é linda.

Beijos

www.derepentenoultimolivro.com

Jéssica Martins disse...

Olá! :D
Antes de qualquer coisa, parabéns pela iniciativa! É realmente preocupante que o tema do suicídio seja um tabu a tal ponto que nunca seja debatido e a sociedade chega a pensar que eles não acontecem. Imagino que deva ter sido um período muito difícil para você e acho que é muita coragem da sua parte falar sobre isso considerando que as pessoas ainda julguem tanto. Espero que seu projeto dê super certo pois é bastante necessário. Beijos!

Alice Teixeira disse...

Oi querida!

A um tempo atrás eu fiz um post no blog falando do Setembro Amarelo e sobre livros que abordam o assunto de uma forma mais clara, e não ficam apenas deixando de lado um tema tão importante como este. Eu gostei da forma que você se expressou no texto acima, e espero (de coração) que cada leitor que ler isto, saiba como é importante comunicar alguém sobre o assunto.

P.s eu vi que vc citou o livro O Ultimo Adeus e Por Lugares Incríveis. São dois livros maravilhosos para sempre ficar mencionando a forma como as autoras falam sobre o tema...

Beijoss, Enjoy Books

Ana Caroline disse...

Olá!

Nossa, bem triste sua história. As vezes deixamos nos abalar pelos problemas que temos e acaba subindo a nossa cabeça.
Também já tentei suicídio uma vez, pela morte do meu pai, desde sua morte eu tenho depressão, as vezes estou tranquila, mas tem dias que é difícil e a primeira coisa que vem à mente é o suicídio, mas tento ser forte e continuar... Adorei o seu post!

Thayenne Carter disse...

Olá,

Então, essa também é uma batalha que travo há anos, e é um dos assuntos que mais me atraem num livro, o que é um pouco preocupante. Enfim, você citou dois livros que gosto muito no seu post, são livros que, ao meu ver, abordaram a depressão de maneira séria e honesta. Com certeza, ficarei ligada aqui no blog, pois é muito importante espalhar a mensagem do Setembro Amarelo.

Beijos,
oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

Larissa Dutra disse...

Olá, tudo bem? Caramba, que triste tua história, mas que bom que os livros te ajudaram. Eu adoro ler livros sobre o tema, e adorei a ideia do projeto de vocês. Eu realmente acredito que os livros podem salvar vidas!

Beijos,
Duas Livreiras

Bruna Costabeber disse...

Olá!
Eu acho o Setembro amarelo muito importante porque, como você disse, o suicídio é um tabu. Te acompanho há muito tempo e não imaginava que você já tivesse passado por tantas situações complicadas, espero, de coração, que você tenha força para continuar seguindo em frente.
Eu não fui diagnosticada com depressão, mas também nunca procurei um médico, sabe? Acho que é uma doença cruel demais - acompanhei isso com minha avó - e vou adorar ver postagens com a temática por aqui.
Sobre o TOC, depois que li Tartarugas até lá embaixo parei de falar "Tenho TOC". Percebi que é algo muito mais profundo e complicado e espero que as pessoas encontrem uma saída, como você encontrou, que não seja atentar contra a própria vida.
Beijos ♥

Laneeh Martins disse...

Olá, tudo bem?

Primeiramente, parabéns pela iniciativa. É realmente importante essa iniciativa. Eu não imagino o que tenha passado depois desses diagnósticos, mas fico feliz que tenha achado a sua salvação na literatura. Quero ver os livros com essas temáticas por aqui.

Beijos

Lara Xavier disse...

Olá,
Eu posso imaginar que ter depressão e toc não é fácil principalmente por já ter trabalhado em uma casa de repouso para pessoas com variados problemas mentais. E eu sei que é difícil e o suicídio é coisa muito seria mais que na maioria das vezes em vez de ajudar a gente só atrapalha e muitas vezes ajudamos de forma bem negativa

Alem de uma Prateleira disse...

Primeiramente parabéns pela iniciativa. Também tenho o meu blog como uma válvula de escape para os meus problemas, e também me ajuda e muito. Gostei muito da sua coragem em contar um pouco sobre os seus problemas, nem todas as pessoas tem a coragem de compartilhar por medo de serem criticadas, parabéns mais uma vez não só pelo post, mas também por lutar e mostrar mesmo que um pouco que é possível sim melhorar.

Estou bem curiosa para ver os posts sobre esse assunto, já que não li nada sobre esse assunto nos livros que já li.

Um grande beijo

Aline M. Oliveira disse...

Olá! Parabéns pela atitude de falar e compartilhar sua experiência conosco. Isso só mostra o quanto você é forte! Precisamos mesmo falar sobre suicídio e transtornos mentais que afetam a vida de milhares de pessoas e que ainda no século 21 é tratado como se fosse frescura ou como se nem existisse. Toda ajuda é bem vida!

Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com ♥

Três Leitoras disse...

Parabéns por transformar dor em amor, achei o projeto lindo e tenho certeza que ajudará muitas pessoas!!! Enquanto estudante de Psicologia, sei da importância de falar sobre esses temas sempre, sem medo e sem tabus, corajoso da sua parte compartilhar algo pessoal!

Beatriz Andrade disse...

Gostei muito da iniciativa e quero acompanhar as resenhas do projeto. Achei muito interessante você falar sobre pessoas que por qualquer coisinha já soltam "meu TOC isso ou meu TOC aquilo" quando na verdade não fazem ideia do que realmente seja sofrer com o transtorno.
A leitura pode, sim, servir como um alerta e é preciso mesmo que os livros abordem mais e mais o assunto a depressão é muito perigosa.

cris disse...

Oi tudo bem? Sua história é muito tocante, e parabéns pela iniciativa do Setembro Amarelo, a leitura também me ajudou na depressão e ainda ajuda, seu depoimento pode ajudar muita gente a superar os problemas, desejo que esse projeto de muitos frutos.

Rafaella Viegas disse...

Oiii tudo bem??

Acredito que os livros vem fazendo sua parte para orientar e auxiliar pessoas que pretendem acabar com a própria vida, mas, muitos ainda romantizam e é sim um problema, acho importante o setembro amarelo, pois precisamos sim da conscientização.
Adorei o Post.
Bjus Rafa

Rê Oliver- Chuva no Jardim disse...

Campanha muito importante, muitas pessoas acham que ter depressão é bobeira e muita gente fala do que não conhece. Eu tenho algumas síndromes ( sim algumas infelizmente) e sei o inferno que é . A leitura sempre me ajudou bastante.
Mas se conscientizar é muito bom.

um beijo

Aline Coelho disse...

Caramba que barra sua história, parabéns pela coragem de compartilhar ela conosco.
E com certeza também acredito no poder da literatura e da fé. Então desejo sucesso a você, ao projeto e a todos os participantes!!!

LuMartinho disse...

Oi, Tudo bem!?
Eu tive depressão profunda por alguns anos e é muito dificil sair dessa situação.
Sinto muito por suas marcas e fico feliz em saber que os livros te ajudaram de alguma forma.
Que bom que as editoras se propuseram a ajudar o Setembro Amarelo aqui no seu blog é um projeto muito importante e espero que mais pessoas se conscientizem como é importante falar sobre o suicídio.
Beijosss!!

Karine Fernandes disse...

Achou sempre válido projetos como esses, infelizmente é uma coisa muito presente em nossas vidas e precisamos ajudar o máximo que conseguirmos, espero que a cada ano os projetos feitos salvem várias vidas.

Beijos

Fernanda Barroso disse...

Olá! Achei muito legal essa iniciativa. Não tenho depressão, mas tenho pessoas muito próximas de mim que passam por essa situação, sofri de perto com a minha mãe, que quase se foi por isso, então é um assunto delicado e importante. Amei a ideia e ficarei de olho nas sugestões também. Obrigada por compartilharem e por essa iniciativa!
Abraços

Ju disse...

Não consigo nem imaginar tudo que você já passou na vida, tendo que enfrentar depressão e TOC. Muito corajosa essa sua postagem, aliás, se abrindo desse jeito. Acho que pra tentar o suicídio a pessoa já perdeu toda e qualquer esperança, é um ato muito desesperado, pelo menos do jeito que eu vejo. Acho que essa campanha merece toda a visibilidade possível!

Gabrielly Marques disse...

Ahh que coisa linda! Muito legal essa iniciativa, e falar tão abertamente sobre isso nesse post. Eu também criei o blog como um refúgio, quando fui diagnosticada com depressão aos 15 anos. Posso dizer que a leitura me salvou, e continua me salvando quando me sindo afundar novamente. Vou adorar acompanhar os posts! O mundo precisa de mais empatia, pensar mais sobre saúde mental e no próximo.

Beijosss
Gaby
http://umaleitoravoraz.blogspot.com/

Book Obsession disse...

Olá!
Postagem de super relevância e que merece total apoio. É tão importante nos atentarmos para os sinais, claro que as vezes estamos chafurdando nos sentimentos sombrios e por isso é importante a ajuda dos amigos e de centros como o CVV.
Algumas leituras podem fazer um bem danado para quem precisa de um alento e conheço muita gente que se apegou nos livros para conseguir sair dessa, além de ajuda especializada.
Tem gente que acha que esse tipo de coisa é bobeira, mas depressão e tantas outras precisam ser lidadas com cuidado, pois realmente pode matar.
Espero que muitas pessoas possam ler essa postagem e que também possa ajudá-las.
Beijos!

Camila de Moraes

Larissa - Srta. Bookaholic disse...

Oi, tudo bem?
Parabéns pela ideia desse projeto, eu achei realmente muito interessante mesmo e acredito que os posts vão ajudar muitas pessoas. Bom, eu nunca passei por situações assim, mas eu gosto de ler sobre isso para tentar entender melhor esses transtornos/doenças, por isso gostei do seu projeto e vou tentar acompanhar as postagens. Enfim, gostei muito mesmo da ideia de vocês e espero que alcance muitas pessoas, pois é uma ótima forma de falar sobre esse assunto.

Beijos :*

Kelly Alves disse...

\Oi Day,
Cacetada que situação trash, fico feliz em saber que você está melhor e que tem ajuda, adorei o projeto, além de ter ficado feliz por as editoras erem aceitado apoiar o projeto acima de parcerias ou qualquer outra coisa, somos nós lutando pelo bem estar do próximo. Eu li o último adeus, e depois quero xeretar seu trabalho, aquele livro é bem intenso.

Beijokas

Debyh disse...

Olá,
Sempre acho importante toda essa conversa de apoio sobre o assunto. Gostei muito do projeto, achei interessante também serem livros bem escolhidos e que não romantizam o suicídio (realmente importante isso).

Debyh
Eu Insisto

Ivi Campos disse...

Achei o seu desabafo muito honesto e pertinente e saber que ele motivou uma ação maior aqui no blog, me faz entender o quanto a literatura pode ser importante em temáticas assim. A forma como você exemplificou a empatia também foi excelente.
beijos

Postar um comentário

 
© Uma dose de Cacto - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Dear Maidy. Tecnologia do Blogger.
imagem-logo