Posts Recentes

RESENHA Arte & Alma

25 de novembro de 2018



Quem é vivo sempre aparece, né? Acho que o período mais torturante para qualquer estudante é o final do semestre, quem sobrevive? Tô guardando minha opinião sobre esse livro tem um tempinho, principalmente porque ele me marcou de maneira bastante singular. Li dois livros seguidos de Brittainy, e entendi muito bem como uma autora pode mexer com o ápice dos nossos sentimentos. Em No ritmo do amor, que você pode acompanhar a resenha AQUI minha experiência não foi nada bacana, eu odiei a construção da história, a superficialidade dos personagens, pouquíssimas coisas me agradam, já em Arte & Alma aconteceu exatamente o contrário. Eu gosto muito de histórias densas, com uma dose de drama e com personagens bastante profundos, é isso que me move, me faz ter empatia e de fato me envolver no enredo. 


 Aria Watson é a típica adolescente emo, pelo menos esse é o estereótipo que construímos em cima de pessoas como ela, com um cabelo diferente, modo de se vestir fora do comum, talento para as artes, em especial com a arte abstrata, nunca se importou necessariamente com o que os outros vão pensar, ela é uma pessoa confortável consigo mesma e isso que importa. Devido a isso ela é bastante isolada, seu único amigo é um garoto com TOC, sempre muito companheiro, mas sabemos bem que precisamos de mais pessoas em nosso circulo social. Aria é bastante quieta, sempre na sua, mas isso não impede que ela seja notada para situações adversas do destino, aos 16 anos ela está grávida, e sua família precisa lidar com isso. Aria tem uma família incrível, apesar de seu pai não saber lidar com a gravidez da filha, sua mãe é extremamente parceira, assim que fica sabendo, a família se estrutura e se organiza para lidar com as coisas que estão por vir, Aria começa a fazer acompanhamento médico e psicológico, e apesar dos ânimos totalmente exaltados em casa, ela recebe o apoio necessário e que muitas meninas na mesma situação, não recebem. Esse é o drama de nossa protagonista, e se tratando de Brittainy, sabemos que vem romance juntamente com o drama, certo?

Levi Myres é o garoto novo na cidade, viveu sua vida toda no Alabama e agora se mudou para a casa de seu pai ausente que é um cara totalmente absorto e bastante cruel, mas que ainda assim Levi sonha em construir uma relação. Quase que sem querer Levi encontra Aria e é como se a arte de maneira geral, unisse esses dois. Levi se mudou para ficar longe de uma mãe narcisista, que engolia a rotina do garoto, mas foi pra um lugar não tão bom assim, afinal, trocar isso por um pai que praticamente o despreza, é tão ruim quanto. Desse modo, temos dois jovens perdidos em suas questões e o que poderia dar muito errado, acaba progredindo. 

Aria agora é uma mulher grávida, a última coisa que ela precisa é de um relacionamento, mas Levi é um cara incrível, e não tem culpa das coisas que aconteceram com ela, até que ponto ela deve se privar da felicidade por conta de fatos que aconteceram e que agora ela não tem mais poder de escolha?

Eu sou uma pessoa chorona, fico baqueada muito facilmente, mas com livros a coisa não é bem assim, a história precisa de fato me envolver, eu preciso me conectar com a história. Em Arte & Alma eu me vi com um nó na garganta, com a voz embargada, fiquei emocionada do começo ao fim, apesar dos personagens terem histórias incomuns e bastante improváveis de se cruzarem, a maneira como seus problemas individuais são tratados, é bastante sensível.

O romance entre os dois vai sendo construído aos pouquinhos, Brittainy quis muito passar esse estereótipo que criamos de que mulheres grávidas devem viver apenas para a gravidez, mas por outro lado, vejo essa história como uma descoberta de si pra depois evoluir pra um romance, tanto Aria quanto Levi precisam resolver suas questões, para aí sim estarem fortes e preparados pra viver o amor de forma plena. Aria não fica grávida sozinha, isso é óbvio, e quando descobrimos como essa gravidez aconteceu, percebemos como precisamos cuidar MUITO de quem está ao nosso redor, já Levi... seu pai não o odeia por ser um péssimo pai, ele tem seus motivos, e a grande maioria envolve proteção, esse foi um dos pontos que me fez chorar, quando entendi os motivos dessa relação, só consegui sentir um aperto no peito. Outro ponto que precisa ser levado em consideração é o melhor amigo de nossa protagonista, Simon é um garoto com TOC, e isso não foi colocado como uma característica que o resumisse, ele é bem mais que isso e me arrancou boas risadas, ele e seu par romântico são fofos.

Essa é uma história que me levou aos extremos, eu sorri com alguns trechos, mas em tantos outros me vi emocionada, Brittainy mostrou que é uma autora incrível, e que faz jus ao local onde se encontra na literatura, me vi conquistada novamente pela sua construção de enredo, por seus bons personagens, queria ser arte, em meio a toda essa dor. O final dessa obra é maravilhoso, te arranca bons suspiros, e você finalmente entende os motivos pra essa capa! Fica a dica de leitura se você gosta de se emocionar. 
"Pela primeira vez eu mostrei a Aria quem eu realmente era. Eu lhe mostrei a minha verdade. Em meus olhos, ela viu o isolamento que eu nunca mostrava para ninguém. Ela viu o sofrimento em minha alma que eu escondia por trás de sorrisos e mentiras."


Título: Arte & Alma

Autora: Brittainy C. Cherry

Editora: Galera Record
Nº de Páginas: 308
Sinopse: "Aria Watson era considerada invisível na escola, mesmo com todo seu talento para arte; em casa era uma boa filha e irmã. Mas tudo mudou quando ela anunciou, aos 16 anos, que estava grávida. E a notícia caiu como uma bomba. Agora ela está aterrorizada e se sentindo mais sozinha do que nunca. Levi Myers mudou-se para Wisconsin para ficar com o pai, que não via desde os 11 anos. Ele precisava se afastar um pouco da mãe e passar um ano com o pai parecia uma boa ideia, mas agora Levi não tem mais certeza. Se a mãe tem problemas, o pai é pior. Dois adolescentes passando por momentos difíceis e que, sem querer, encontram um no outro alguém que compreenda o que estão passando. Os dois estão despedaçados por dentro, cheios de cicatrizes. Mas, nas manhãs no bosque, enquanto tentam alimentar cervos, ou esperando o ônibus para escola, eles compartilham seus medos e incertezas. Levi está dividido entre o pai e a mãe e Aria precisa decidir o futuro do bebê que está gerando. Em palavras, e até mesmo no silêncio, os dois fazem um ao outro um pouco mais fortes. Apaixonar-se não era o plano, mas às vezes é difícil resistir quando alguém parece entender tão bem sua dor e solidão."
*Exemplar cedido em parceria com a editora. 
Comentários
25 Comentários

25 comentários :

  1. Eu me lembro que o primeiro romance que li da Brittainy foi o ar que ele respira e eu realmente detestei,mas quando li Sr.Danniels senti uma diferença enorme na escrita dela,e amei.
    E essa sua resenha me fez ter curiosidade por esse livro,espero que em algum momento eu tenha oportunidade de ler ele.

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Os livros da Brittainy são incríveis e estou muito curiosa para ler esse livro, eu não sabia que falava sobre gravidez não, mais só aumentou as minhas expectativas com esse livro. Amei o quote que voce colocou com certeza irei ler essa historia dica anotada

    ResponderExcluir
  3. Pela sinopse eu já fiquei com vontade de ler!
    Adorei o enredo, a trama que apresentou, o drama que parece existir... Enfim, eu me encantei pelo livro antes mesmo de ler, o que significa que eu irei ler e espero que em breve. Amei a dica, está super anotada! Abraços

    ResponderExcluir
  4. Ainda não conheço a escrita da Brittainy, mas sou bem curiosa, pois assim como você gosto de um bom drama e como também sou chorona confesso que esse livro tem a premissa perfeita para isso. Vou anotar essa dica para conhecer mais do Levi, Simon e seu par romântico.

    Abraços.
    https://acabinedeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito da resenha e achei interessante a temática.
    Vou incluir na minha lista de leitura .

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Fico feliz que tenha se conectado tanto com o livro. Também é difícil me fazer chorar com leituras, e por já ter lido um livro da autora e não ter gostado da escrita, eu não tinha me sentido atraída para ler este livro. Mas depois da sua resenha fiquei curiosa e irei dar uma chance!

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu amos os livros da B. ainda não tive a oportunidade de ler esse, espero poder conseguir até o final do ano, ele esta na minha lista de desejados.

    bjs <3

    ResponderExcluir
  8. Pela primeira vez eu senti interesse em ler algo dessa autora. Vejo muitas pessoas elogiando, mas nunca li nada. Gostei desse drama e imagino que assim como vc, tbm vou me emocionar com algumas partes. Sem falar que achei essa capa tão linda *_* Já quero esse livro

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  9. Oi Day, parece ser uma história cativante e envolvente. Ainda não li nada da autora, apesar de ter alguns livros, mas confesso que este que tu resenhou me chamou bem mais a atenção dos que o da série elementos que tenho aqui. Fiquei curiosa com os dramas dos personagens e descobrir os mistérios na gravidez e do comportamento do pai do rapaz.
    Ótima resenha. Dica anotada.
    Bjos
    Vivi

    ResponderExcluir
  10. nossa, fiquei curiosa pra saber mais sobre essa história. Quero muito descobrir os mistérios sobre a gravidez e o comportamento do pai do mocinho. parece ser uma ótima história, eu não conhecia a autora, mas confesso ter ficado curiosa pra ler mais coisas dela, mas, principalmente esse livro kkkk

    Adorei o post! <3

    ResponderExcluir
  11. Eu ainda não conhecia esse livro e já estou louca por ele, me parece ser uma história maravilhosa, que com certeza me envolveria e adorei a sua resenha. Achei a capa linda e saber que no final posso entendê-la melhor me deixou ainda mais curiosa. Eu gosto muito das dicas que você traz aqui no blog, ano cada uma delas e espero poder diminuir a minha lista de desejados em breve.

    ResponderExcluir
  12. Oi Day!
    Adorei a capa desse livro, já li vários livros da Brittany dos que eu li gostei muito. Lendo sua resenha percebi que esse é o tipo de leitura que nos leva a ficar extasiados, que nos deixa com sentimentos contraditórios e emocionalmente abalados, adorei como você colocou sua sinceridade e seus sentimentos. Parabéns pela resenha, anotado a dica, bjs!

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bem?
    Eu li esse livro recentemente e também amei a leitura. Eu já tinha gostado do outro livro que eu li da Brittainy (O ar que ele respira), mas esse me conquistou completamente. Eu achei que ela teve muita sensibilidade na forma como construiu os personagens e também na condução do romance. Fiquei bastante emocionada em vários momentos, principalmente no final.
    Adorei sua resenha e fiquei muito feliz por você também ter gostado tanto da leitura. Só fiquei preocupada, porque eu estou com No ritmo do amor aqui para ler e fiquei com medo de me decepcionar hahaha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    A Brittainy é uma autora incrível. Amo os enredos e a profundidade que ela consegue dar para os seus personagens. Estou muito animada para conferir essa leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  15. Que bom que sua experiência com esse livro foi melhor do que com o anterior da autora. Acho muito interessante a autora abordar temas como a gravidez na adolescência, e eu já fiquei querendo ler esse livro para conhecer mais da vida desses dois jovens.

    ResponderExcluir
  16. Fiquei interessado nessa história após ler a resenha, pois ela parece ser bem emocionante e surpreendente. Estou com minha curiosidade bem aguçada e já anotei a dica na minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  17. Fiquei impressionada em saber que uma mesma autora te fez ir a dois extremos. Em um livro desagrado, no outro um envolvimento máximo que fez tudo valer a pena. Ainda não li nada da autora mas fiquei feliz em conhecer um pouco do enredo através de suas impressões. Parabéns pela leitura.

    ResponderExcluir
  18. Oi, Day.
    Mesmo com excelentes críticas sobre os livros dessa autora, ainda não me animei a ler nada dela. Não sou tão chegada a histórias que me deixem arrasada a ponto de chorar assim, então acho que as histórias dela não são para mim!
    Achei legal saber mais sobre o enredo e ver que você viveu essa experiência tão bacana com o livro! Acho que esse é o principal papel das histórias!!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  19. Ola!

    Adorei sua resenha, amo livros que eu consiga me ligar a ele. Esse eu ainda não conhecia, mais amei a capa!

    ResponderExcluir
  20. Oi,
    Não conhecia o livro e fiquei bastante curiosa para ler a história de Aria e Levi. Pela sua resenha parece ser uma história bem emocionante. Dica anotada.

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bem? Fã de Brittainy C. Cherry, suas histórias sempre são algo que quero ler. Ainda não tive oportunidade de ler nem No Ritmo do Amor e nem Arte & Alma, mas sinto que este segundo irá me emocionar mais. Espero também passa por essa carrossel de emoções. Adorei a sua resenha!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Oi Day,
    Quero muito ler Brittainy C. Cherry e pretendo começar pelo box da série Elementos. Sempre ouço maravilhas dos livros da autora e já adicionei mais este que você resenhou. Também sou chorão, então, já vou preparando o lencinho. Obrigado pela dica!
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  23. Esse livor foi o meu primeiro contato com a autora. primeiro e último porque depois dele não tive coragem de ler outra coisa dela com medo de sofrer... É muito dramática a história do casal principal, eu quase chorei o livor todo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Assim como você, me emociono com a história se consigo me conectar com os personagens trazidos no enredo. E tenho certeza que sentiria o mesmo que você, aquele nó na garganta conhecendo este enredo. Vou anotar a dica e ler assim que puder.

    ResponderExcluir
  25. Oi Day,
    Estou com uma série da britanny há tempos na estante, a vida anda tão corrida que ler o que eu quero virou missão impossível. Sempre ouvi falar muito bem dela, quando vi sua resenha sobre o outro livro fiquei com o pé atrás e acabei deixando ela de lado, mas essa resenha mega despertou meu interesse, amo livros intensos e a dica está super anotada.

    Beijokas

    ResponderExcluir

Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Espalhando Bonitezas - Web Design
Para o topo!