Posts Recentes

RESENHA É Assim que Acaba

27 de abril de 2018


Colleen é uma das minhas autoras favoritas, antes de mais nada a sua escrita é maravilhosa, independente do número de páginas você se sente animada com a história, e sem dúvidas isso é um fator que conquista o leitor. Quando soube que esse era um dos lançamentos de 2017 da Galera Record minha animação triplicou! Sempre ouvi que esse era um dos melhores livros da autora, e apesar de algumas ressalvas, sou obrigada a concordar, eu esperava por um romance clichê e dei de cara com uma baita realidade.

Lily parece simplesmente não ter sorte com qualquer figura masculina que faça parte de sua vida, em sua memória, os momentos mais marcantes com seu pai eram quando ela ouvia os gritos enquanto ele batia em sua mãe, a garotinha sempre soube o que acontecia, mas sempre obedeceu sua mãe e procurava não interferir, no meio disso, ela conheceu um rapazinho que se abrigava em uma casa abandonada, sempre com roupas rasgadas, passando fome e frio, Lily fugia do caos que era seu lar para compartilhar momentos sinceros com Atlas, uma criança de rua que se não fosse pela garota, provavelmente estaria morto. Mas por que isso importa? Lily hoje em dia é uma mulher madura, após voltar do enterro do seu pai ela resolve ir dar uma respirada em um prédio e dá de cara com um rapaz tendo um acesso de raiva, mas mesmo sendo um completo estranho Ryle é agradável com ela, dá dicas para não desistir do seu sonho de ter uma floricultura e consegue despertar uma chama no seu coraçãozinho, logo em seguida ambos vão para seus lares e tudo acaba, nunca mais se encontram, ao menos assim que deveria ser.

Animada com o conselho de um belo desconhecido, Lily resolve abrir a sua floricultura, por sorte ou ironia do destino acaba contratando a primeira moça que se apresenta pedindo um emprego, Allysa é uma mulher rica com tempo livre demais, e vê no emprego uma oportunidade de ajudar e passar as horas do seu dia se divertindo. Mas no primeiro dia há um acidente e Lily descobre que a moça que acabou de contratar é irmã de Ryle, ele é um médico com futuro promissor e o destino parece conspirar para que fiquem juntos, mas você conseguiria se desvencilhar de um relacionamento abusivo quando a pessoa que você mais ama é a que te machuca?




Eu tô acostumada com os clichês de Colleen e simplesmente perdi o ar com essa leitura, ela transforma esse romance em algo único, você se encanta por Ryle na hora, quer um homem desse, alguém engraçado, lindo, sexy e pronto para ser seu porto seguro, quando você se apaixona por esse homem vem o primeiro soco, em Lily e no leitor. Esse livro foi muito além do que eu esperava, a construção do relacionamento abusivo foi muito real, você conhece alguém, se apaixona e o romance é lindo, mas depois de um bom tempo essa pessoa muda e se torna alguém que você não conhece, esse alguém é violento no âmbito psicológico e físico, mas foi só um surto, foi só estresse do trabalho, foi só sem querer, a violência pode ser justificada, certo? Errado! Nenhuma explicação dada por Ryle nem por nenhum outro homem pode justificar a violência. Vi muita gente reclamando de como a autora pareceu romantizar a relação, mas sinceramente... Para uma mulher casada e com certa história, imagino que seja difícil de sair de uma relação tão dependente quanto essa, é doloroso ver isso acontecendo mas somos meros espectadores, para quem vive de fato é diferente.

Já Atlas... Que homem! Depois de tantos anos ele venceu na vida e se tornou dono de um restaurante incrível, anos depois acaba encontrando a garotinha que lhe ajudou e pra variar a conexão é imediata, um segundo romance cresce à mercê dessa dor toda, e é justamente aí que tenho algumas ressalvas. Talvez o livro tenha sido curto demais, a autora tinha um bom tema para trabalhar, sua escrita é maravilhosa, o plot foi incrível, mas Atlas... Ela não o desenvolveu como ele merecia, eu senti que ela não aproveitou nem metade do que esse personagem parecia oferecer. A história como um todo pareceu correr do final em diante, tudo acontece de maneira muito rápida e me ficaram alguns questionamentos, gostei do final, achei coerente e doloroso, mas foi direto, curto e grosso, não parecia CoHo escrevendo. Eu não sei o que sentir, amo esse livro e a sua mensagem, mas não simpatizo com a maneira que o final foi conduzido. O livro alterna entre o presente e trechos do diário da protagonista, onde ela cita as cenas de violência que vivenciou na infância, um adendo importante é que a autora fez questão de colocar como essa história é mais real do que se pode imaginar, sua mãe sofreu com isso e foi através da escrita que ela encontrou um meio de relatar a dor da mãe e assim homenageá-la. 

Em relação à capa e trabalho gráfico... Tá lindo demais! A Galera sempre arrasa e isso é incontestável.
“Todo mundo erra. O que determina o caráter de uma pessoa não são os erros cometidos. É como ela usa esses erros e os transforma em aprendizados, não em desculpas.”

Título: É Assim que Acaba
Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Nº de Páginas: 368
Sinopse: "Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade. Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco. Com um livro ousado e extremamente pessoal, Colleen Hoover conta uma história arrasadora, mas também inovadora, que não tem medo de discutir temas como abuso e violência doméstica. Uma narrativa inesquecível sobre um amor que custa caro demais." *Exemplar cedido em parceria com a editora.
Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Espalhando Bonitezas - Web Design
Para o topo!