Posts Recentes

RESENHA Nocte

19 de outubro de 2018


Se você der uma procuradinha por essa obra no Skoob, vai encontrar uma série de resenhas que vão de um extremo ao outro, alguns odiaram a experiência, outros surtaram de tanto amor, eu faço parte do segundo time, e o motivo é bem simples, fazia muito tempo que eu não era feita de boba por uma leitura, sabe aquela sensação de saber o que acontece na história, e do nada você sente a autora rindo de você, porque conseguiu te enganar direitinho? Foi exatamente isso que aconteceu enquanto eu lia Nocte, e mal posso esperar pelo segundo livro.

Vamos conhecer Calla e Finn, eles são irmãos gêmeos, Calla é uma garota tranquila, apesar de todas as piadas sem graça que ouviu durante a vida pelo fato de seus pais serem donos de uma funerária e ela morar literalmente ao lado de onde mortos ficam, ela não permitiu que isso a afetasse, enquanto Finn é o irmão menos "normal" ele é diagnosticado com esquizofrenia e faz tratamento para tal, as coisas deveriam estar indo bem mas Finn abandou seus remédios tem algum tempo e segue ouvindo vozes que mandam ele fazer coisas desconexas, ele consegue esconder isso de sua família, mas até quando?

Calla resolve bater de frente com sua mãe, e explicar porque ela e Finn não devem se separar quando forem para a faculdade, porque Finn precisa dela, ela o acalma nas noites de pesadelo e é sua gêmea, sua outra metade, ele é a parte importante de sua vida, pois bem, a mãe dos gêmeos acaba morrendo em um acidente de carro enquanto estava ao telefone com a filha, imagine só a culpa por sentir que é uma das motivadoras para a morte da sua mãe, é assim que Calla se sente.




Afundada em luto e autodepreciação, Calla precisa fingir que não sente nada disso para que seu irmão não fique mal, no entanto, um rapaz de olhos escuros e charme hipnotizante surge em sua vida e ela se sente culpada por nutrir sentimentos por um estranho tão misterioso, ela deveria viver seu luto, correto? Finn não gosta nada disso também, Calla é dele, e de mais ninguém, mas há um segredo que une Finn e Dare - esse garoto misterioso-  mas o que é?

Gente, GENTEEEEEE, eu quero tanto gritar sobre esse livro, eu PRECISO gritar sobre ele, que história mais gostosa e mais biruta foi essa? Fui fisgada logo no início, é muito triste ver Calla se sentindo culpada pela morte de sua mãe, mas é ainda mais triste ver Finn se matando aos pouquinhos, ele para seu tratamento por conta própria e segue mentindo para todos, diz que está melhor, que toma seus remédios e não escuta mais vozes, mas é tudo ao contrário, as coisas estão cada vez piores, Finn é obcecado por  latim, ele escreve frases desconexas em seu diário e a impressão que temos é que algo muito ruim vai acontecer, e Dare... Bom, ele é um cara extremamente charmoso e sinceramente, até eu me vi apaixonada pelo rapaz, acontece que comecei a ligar os pontinhos e percebi que Finn ficou pior desde quando ele chegou, então logo imaginei que havia um grande segredo ali, mas pra variar, fui iludida meus queridos, e é por aqui que paro minha resenha e passo paras as impressões.

A impressão que tive, é que estava revisitando histórias como Hush Hush e Dezesseis Luas, depois de muito tempo, foi uma sensação maravilhosa porque Nocte tem um ar mais sombrio e maduro, então foi uma experiência com ar de nostalgia mas com algo novo, entendem? Mas eu mal podia esperar pelo final, de verdade. Quando cheguei nas últimas cinco páginas e vi que não tinha nenhuma resposta ainda, fiquei irritada, mas a autora é daquelas que deixa tudo para a ultima linha, literalmente, e o efeito não poderia ser melhor, quando finalmente entendi o que acontecia, qual era o grande segredo do misterioso Dare e quais eram as coisas ruins que Finn previa, meu chão desabou, parei a leitura faltando duas linhas e fiquei uns bons minutos olhando pro nada, eu de fato senti o impacto dessa história, sabe o pior? Eu obtive as respostas que desejava, mas junto com ela me vieram mais questionamentos que só conseguirei de fato compreender no segundo volume, e mal posso esperar! Se você gosta de romance com uma pegada sombria e uma história que de fato vai mexer com a sua cabeça, Nocte certamente é para você.
"Isso vale a espera, apesar dos nossos segredos. Ou talvez por causa deles."

Título: Nocte
Autora: Courtney Cole
Editora: Verus
Nº de Páginas: 294
Sinopse: "Calla tem dezoito anos e um irmão gêmeo, Finn, que sofre de uma forma grave de esquizofrenia. Ela dedica a vida a ajudá-lo, mas essa existência já difícil se torna quase insuportável com a morte da mãe deles, pela qual ela se sente responsável. Agora Calla precisa encontrar uma forma de salvar seu irmão sem se perder no processo. Entra Dare DuBray, o cara lindo da casa ao lado. Ele pode ajudar Calla - mas também pode levá-la à perdição... Com um misto de suspense psicológico e romance, a série Nocte é cheia de mistérios e surpresas que levam o leitor ao desespero na ânsia de descobrir os segredos de seus personagens" *Exemplar cedido em parceria com a editora.

RESENHA Tudo Aquilo Que Nos Separa

15 de outubro de 2018


Tudo aquilo que nos separa é um livro extremamente envolvente. A história entre Sarah e Eddie é um romance recheado de muitas emoções, recebemos um kit especial na caixinha VIB, com a prova antecipada do livro e quando vimos a caixa de lencinhos no kit, a certeza era uma só: esse é um livro pra se emocionar. Durante toda a leitura só consegui pensar em como essa é uma obra que fala sobre como devemos respeitar o nosso tempo, e as adversidades criadas pelo destino, egoísmo é querer tudo pra agora, o amor não funciona assim.



Sarah, uma “jovem” de 40 anos, há dezenove anos atrás viveu uma grande tragédia em sua vida, vindo a passar por muitos constrangimentos na cidade após um acidente de carro no qual Alex, melhor amiga de sua irmã Hannah, morre. Devido ao acidente de carro, o qual Sarah estava dirigindo, ela vê sua vida sendo tirada dos trilhos. Sarah decide se mudar da Inglaterra para os Estados Unidos por causa do trauma da morte de Alex e fica na casa de seu amigo Tommy. Nos Estados Unidos, Sarah se casa com Reuben e eles fazem um trabalho de terapia com pacientes terminais, eles se vestem de palhaços, cantam, dançam para tornar os dias daquelas crianças mais leve, é um trabalho lindo de se ver e a maneira como a nossa protagonista lida com um tema tão sério, é um outro olhar, totalmente otimista sobre o assunto.

Todo aniversário do acidente ela volta para a casa de seus pais, na Inglaterra, porém dessa vez tudo será diferente, seus pais precisam viajar pois seu avô esta doente e Sarah fica sozinha na casa onde viveu com sua irmã Hannah, com a qual não conversa desde o acidente. Sarah está divorciada e precisa de um tempo para arejar as ideias, em uma tarde sai para correr na rodovia quando encontra um rapaz que está resgatando um carneiro, eles conversam e ele convida ela para tomar uma bebida. Já devem imaginar o resultado, certo? O casal inusitado acaba vivendo um romance de 7 dias e estão muito felizes, mas Sarah precisa voltar para sua vida agitada no trabalho com compromissos e viagens assim como Eddie.

A comunicação entre eles fica complicada pois Sarah telefona, manda mensagens, mas Eddie não retorna, a impressão que temos é que ele foi aquele típico personagem que se aproveitou da situação e nunca mais voltou. Acontece que Sarah é insistente, não aceita que um rapaz que despertou sentimentos tão genuínos nela, de fato seja um enganador que nunca mais vai retornar para a sua vida, sendo assim ela faz de tudo para saber o que houve e o porque Eddie não dá notícias. Esse é um romance com misto de mistério, o tempo todo estamos no papel de Sarah, tentando descobrir o que aconteceu, porque uma relação que parecia ter tudo pra dar certo, sofreu um término tão abrupto por apenas uma das partes, o que de fato aconteceu? Eddie é realmente um desses caras que nunca mais vai ligar? O que Sarah fez? Qual a sua parcela de culpa? Durante toda a história, cogitei muitas coisas mas não cheguei nem perto de acertar, de verdade, e isso foi o melhor de tudo.

O desfecho desse livro é surpreendente, cheio de revelações, reconciliações e recomeços. Essa é uma história sobre o tempo, e como ele é dono de nosso destino e não o contrário. Com certeza Tudo aquilo que nos separa entrou para a lista daqueles livros que aquecem o nosso coração.

"Como é possível passarmos semanas, meses, até anos, apenas empurrando a vida, sem nada acontecer, e de repente, no intervalo de algumas horas, o roteiro de nossa existência ser completamente reescrito?"


Título: Tudo Aquilo Que Nos Separa
Autora: Rosie Walsh
Editora: Grupo Editorial Record
Nº de Páginas: 336
Sinopse: "Imagine a seguinte situação: você conhece um homem, vocês passam sete dias maravilhosos juntos, e você fica apaixonada. E o que é melhor: o sentimento é recíproco. Você nunca teve tanta certeza de algo na vida. Então, quando ele parte numa viagem de férias agendada há muito tempo e promete te ligar para o aeroporto, você não tem nenhum motivo para duvidar disso. Mas ele não liga. Seus amigos dizem que você deve desencanar, que deve esquecer o cara, mas você sabe que eles estão errados. Eles não sabem de nada. Algo de ruim deve ter acontecido, deve haver um motivo sério para explicar o silêncio dele. O que você faz quando finalmente descobre que tem razão? Que existe um motivo ― e que esse motivo é a única coisa que vocês não compartilharam um com o outro? A verdade."

*Exemplar cedido em parceria com a editora.


Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Suelen Marques - Web Design
Para o topo!