Posts Recentes

RESENHA A Rainha Vermelha

5 de fevereiro de 2019


Oi pessoal, aqui é a Thais e tenho mais uma história para recomendar para vocês. Sei que ela não é recente, mas é uma obra maravilhosa e achei que vale a pena indicá-la, seja para quem não conhece, para quem já ouviu falar e ainda não leu  ou para quem adora ler histórias que já estão com a coleção completa. A rainha vermelha foi um dos amores que comprei na Bienal ano passado (passei uma hora na fila para isso), um livro que eu tinha ouvido muito falar por algumas amigas e que me deixou bastante curiosa. A autora, Victoria Aveyard, estava lá bem no dia em que fui, mas infelizmente (isso ainda me dá muita tristeza) não pude pegar um autógrafo com ela. Mesmo não superando essa oportunidade perdida eu li o livro, ele acabou se tornando uma das minhas mais novas coleções favoritas e vim falar um pouquinho dele para vocês.

Vermelho ou prateado. De um lado, um povo submisso, pobre, sofredor, normal, que luta dia por dia para se manter vivo. Do outro, um povo nobre, poderoso, privilegiado, com habilidades especiais, que leva uma vida de deuses. A divisão não é feita por brasões ou territórios apenas, mas pela cor do sangue. Os prateados mandam, os vermelhos obedecem. Os prateados são deuses, os vermelhos fadados a servir. Esse é o mundo em que Mare Barrow vive, se escondendo e roubando quem e o que pode para ajudar a sustentar sua família. Espirituosa, ardilosa, rápida e esperta, ela sabe os riscos de ser pega, sabe o quanto sua família reprova o que faz, mas isso não a impede de fazer o que acha necessário.

Sem um emprego de verdade e com seu decimo oitavo aniversário se aproximando, Mare está fadada ao recrutamento do exército, a seguir o mesmo triste e cruel destino que seus irmãos foram obrigados, servindo na frente de batalha de uma guerra que nunca termina. No entanto, toda sua vida vira de cabeça para baixo quando ela consegue um emprego como criada do rei e, durante um evento real, em uma situação conturbada na frente de toda a nobreza, ela mostra a todos um poder misterioso e impossível. Afinal, vermelhos não poderiam ter esse tipo de poder. A partir disso, tudo muda e agora ela não é mais Mare Barrow, mas Mareena Titanos, a filha perdida de uma poderosa família extinta. Ela passa a viver uma mentira, encenar uma vida que não é a dela, temendo por sua vida e a de sua família sob o olhar de uma corte inteira que pode matá-la se descobrirem a verdade. Se isso não bastasse, ainda tem Maven e Cal, dois príncipes prateados que são uma contradição entre si e para os sentimentos de Mare.  

Os prateados não são tão inabaláveis. Os vermelhos não são tão fracos. Uma nova aurora se aproxima e junto da Guarda Escarlate, Mare tem uma posição única de mudar o mundo que conhece. Em meio a perdas, guerra, traição e medo, as ações da vermelha desencadeiam uma enorme e violenta reviravolta, e durante o que parece ser um único momento de esperança, Mare acaba sentindo na pele a dolorosa verdade de palavras que um dia escutou “todo mundo pode trair todo mundo.”.
“Viraram-me do avesso, trocaram Mare por Mareena, a ladra pela coroa, trapos pela seda, vermelho por prateado. Esta manhã, eu era uma criada; à noite, sou princesa.”


Eu já tinha ouvido falar bastante sobre A rainha vermelha, mas ainda não tinha tido a oportunidade de ler o livro até recentemente. E posso dizer que gostei muito. Ele não necessariamente foi aquele livro que me surpreendeu como um todo, embora tenha me deixado sem reação em alguns momentos, mas sei que esse é apenas o começo de uma grande história que me deixou muito, mas muito curiosa.  Eu gostei do que Victoria Aveyard fez. O livro não se trata de uma fantasia com um romancezinho típico, vai muito além disso, foge um pouco disso na verdade. Tem romance? Tem, mas não é aquela coisa cheia de lágrimas e declarações. Todo o mundo de rainha vermelha gira em torno de algo maior. Você vê a divisão do povo, vê o privilégio e o poder de uns e o sofrimento e a miséria de outros de forma latente. Vê rivalidades, traições, desprezo, do conflito de sentimentos dos personagens e todo tipo de sentimento e situações que não são tão bonitas. Poder acompanhar o ponto de vista vermelho e prateado, algo que é feito por meio de Mare em uma ótima narrativa em primeira pessoa foi uma jogada de mestre.

Eu adoro personagens fortes e Mare Barrow não me decepcionou nesse quesito. Ela não é uma garota fácil e apesar de tudo ao seu redor, também não é submissa. Ela tem uma forte ligação com sua família, principalmente com seus irmãos, coisa que admiro e que até me deu um aperto no coração com as coisas que acontecem. Ela sofre com a situação decadente em que sua família vive, por não poder fazer mais por eles e se revolta com a humilhação e a crueldade que o povo de sangue vermelho sofre. Ela é um conflito de sentimentos. Desde quando mora no vilarejo de Palafitas até quando vai viver no palácio sob a identidade da perdida Mareena Titanos. A Mare não é aquela heroína típica com crendices puramente no bem, ela quer lutar, quer dar fim a tirania sofrida por seu povo, escapar da prisão em que ela está, mas sabe que para mudar as coisas nem tudo que vai ter que fazer são boas ações. E acho que é isso que me faz gostar tanto dela, isso e o poder super legal de controlar a eletricidade. Eu admiro ela pela resistência e me revolto com ela em alguns momentos, porque ela nem sempre faz as melhores escolhas, ai lembro que ela só tem dezessete anos, mergulhada num perverso mundo que mesmo pensando que sim, ela ainda não entende. Que mesmo tendo amadurecido, em certas coisas ela ainda é inocente. E gosto da ruptura que ela sofre com isso, da nova fase de crescimento da personagem.

Cal... Posso dizer que ele me surpreendeu e me encantou tanto quanto me deixou irritada. (Mais um crush literário pra minha lista kkkk). Ele é o herdeiro perfeito. Poderoso, corajoso, determinado, que ama seu povo, seu reino e que quer honrar o legado do seu pai, mesmo sabendo que nem tudo nele está certo. Vendo todos os outros nobres, salvo alguns, acho ele uma peculiaridade porque ele não é tão frio quanto os outros, um dos exemplos é o que ele faz por Mare, mesmo sabendo que ela é uma vermelha. Ele da umas escorregadas, faz a gente ficar com raiva, até pensar que ele é um covarde em alguns momentos por virar o rosto e ficar quieto ao invés de impedir ações que ele sabe que são erradas, mas gosto da gentileza dele. Ele tem toda aquela postura de príncipe certinho que segue as regras, mas sei que ainda tem muita água pra rolar nessa história e acredito firmemente que ele vai ser um dos personagens que mais vai amadurecer e me surpreender ao longo da série.

Maven... Meu Deus do céu, eu não sei o que pensar desse menino! Ele é toda uma rede de conflitos de sentimentos, tinha horas que eu queria abraçá-lo e horas que queria eu mesma dar uns cascudos. Por muitos momentos eu entendi o lado dele, o sofrimento todo, apesar de não justificar suas ações. E apesar de tudo, também não posso ignorar a inteligência dele, a perspicácia. Ele pode não ser o mais forte, mas com certeza sabe usar a cabeça, acho que assim como os outros, ele é uma dualidade. 


Assim que terminei de ler o livro (ainda estou de ressaca) eu percebi que basicamente todos os personagens são uma dualidade, como o vermelho e o prata. Todos tem dois lados, duas versões de si mesmo a serem entendidas. São complexos e acho que isso foi o que fez com que eu me encantasse tanto pela história. Um bom exemplo é Mare e Cal. Mesmo shippando eles (ainda espero eles ficando juntos, não me julguem) sei que os dois são perfeito opostos, dois lados de um mesmo mundo, e isso não é apenas por seu sangue, um vermelho e outro prateado, ou por suas posições sociais, uma ladra e um príncipe, ou poder, raio e fogo, mas também as causas pelas quais lutam. Os dois são poderosos, são fortes e gostam da ação. São orgulhosos. E na minha opinião são ótimos juntos, tem uma boa química e não apenas no quesito romance, mas gostei da autora não ter feito a relação deles ficar forçada, aquela coisa toda rápida. E isso só me faz esperar muito mais dos próximos livros.

Eu poderia ficar falando dessa história por mais vários parágrafos, mas nada de spoiler. Então vou falar de uma das primeiras coisas que me encantou nesse livro, que é essa capa simplesmente MARAVILHOSA. Eu amei a forma como representaram as cores do livro, em vermelho e prateado, dando até um toque metalizado do prata, e como isso se relaciona a história. Amei também a referência ao nome do livro feito no meio da história, porque isso não é uma coisa que todos os autores fazem.  A leitura é fluída, os capítulos não são muito longos e você consegue mergulhar na história com facilidade, tanto que eu não consegui desgrudar do livro até terminar ele. Ao longo dessa história eu sorri, fiquei com raiva, planejei algumas mortes, chorei e eu própria me tornei um conflito de emoções, e ainda estou em choque com AQUELE FINAL. Sério, o final foi uma coisa que eu não esperava em hipótese alguma. Felizmente Espada de Vidro já está ai e não vou precisar esperar muito para a minha próxima leitura e para ver o que Mare e os outros vão aprontar a partir de agora. Porque é Guerra. 

“Muitos fatores levaram a este dia, para todos nós. Um filho esquecido, uma mãe vingativa, um irmão com uma longa sombra, uma mutação estranha. Juntos escreveram uma tragédia.”



Título: A Rainha Vermelha
Autora: Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
N° de Páginas: 422
Sinopse: “O mundo de Mare Barrow é divido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso... Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocara príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.”

50 comentários:

  1. Oie, tudo bem?
    Bem que tentei ler esse livro, mas não curti nenhum pouco a história, achei bem a cara daquele livro A Seleção e não cheguei nem a terminar a leitura dele.
    Eu arte entendo que tem uma galera que nem você que ama esse livrp, mas ele não funcionou para mim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Helana, que pena, a história me pareceu super bem construída.

      Excluir
  2. Nossa, o pessoal aqui de BH pira nessa autora. Lembro que fomos pra Bienal e a galera tava doida na fila. Porém, não é uma história que me chame a atenção. Não faz muito meu tipo. Suas fotos ficaram lindas. E mesmo não sendo meu estilo de literatura, gostei de saber desses detalhes que você citou, principalmente sobre as cores.
    Que bom que você gostou e que venha o próximo então.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol, realmente a euforia é enorme quando se trata dessa autora, fiquei feliz demais com a vinda dela pra bienal, uma pena que não deu pra encontrá-la.

      Excluir
  3. Oiii, tudo bem?
    Que show essa resenha, eu não consegui ler a obra, achei meio sem graça para mim, até quem sabe tenha sido a época em que li, suas fotos ficaram linda e gostei de saber a sua opinião.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Morgana! Dê uma segunda chance, a obra é bem construida e o ritmo é incrivel, quem sabe dessa vez não role?

      Excluir
  4. Olá
    Acho as capas dessa série maravilhosas, o prateado e vermelho fica muito bonito, mas a história não conseguiu me pegar, não sei se é a pegada romântica, mas não consegui me envolver

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é envolto em polêmica, já percebi pelas resenhas que li sobre ele ou a pessoa o ama ou o odeia, não tem meio termo. Ainda não li essa obra, na verdade nem cheguei perto dela. É o tipo de enredo que pode ou não me agradar, vai depender da minha inspiração para o dia. Vou esperar pela resenha do volume seguinte, pra tirar conclusões melhores. Por enquanto não me convenceu muito, não por sua resenha e sim pelo enredo. Mas que bom que você pelo visto o amou. Esperando pelas próximas resenhas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tay, acredito que realmente seja algo meio 8 ou 80 mesmo hahaha entendo totalmente, mas acho que vale a pena dar uma chancezinha, a história é maravilhosa.

      Excluir
  6. Oiieee

    Eu ja li os três livros da série e estou atrasando a leitura do ultimo por medo mesmo de me decepcionar com o desfecho... O primeiro é até hoje meu favorito junto do terceiro, pra mim foi uma série de altos e baixos mas que no geral vale a pena, tem uns personagens bacanas. Ao contrário de ti não consegui gostar do Cal....rsrs, achei o Maven mais interessante.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom saber disso! Hahaha pro primeiro livro a experiência foi incrível e bastante surpreendente. Entendo como é esse sentimento de medo com o desfecho.

      Excluir
  7. Me lembro que na epoca do lançamento eu estava louca para ler essa obra, mas depois da dualidade de opinião, acabei ficando um pouco receosa. Adorei a sua resenha, a sua sinceridade e sobretudo o seu sentimento sobre a obra!
    Concordo contigo, a capa é o melhor de tudo! hahaha

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vale a pena a leitura pra tirar suas próprias impressões, foi uma experiência muito prazerosa.

      Excluir
  8. Olá

    Eu já acho a Mare bem frágil se comparada com outras personagens do mesmo subgênero. Ela demorou demais a perceber as coisas e teve uma postura de resistência ao entrar no jogo dos poderosos e por isso foi enganada.
    Gosto dela mais no segundo volume que é onde ela é forte após os golpes e "cair a ficha" para lutar sem tanto apego ao moralismo e a falsa "Boa moça".

    O livro só acaba sendo "Original" da página 300 para frente. Antes é só uma cópia mal feita de muitas distopias já lançadas.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Joanice, comparada com outras obras a resenha realmente daria muito pano pra manga, mas acho que a história em si tem suas particularidades sim.

      Excluir
  9. Oi, eu também já li esse livro e tem mesmo essa dualidade em todos os personagens,muitos deles nos surpreendem demais nessa história, principalmente os príncipes. Amei sua resenha.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Thais. Como vai?
    Eu ainda não li os livros dessa série e morro de curiosidade. Adorei ver a sua empolgação ao falar sobre a leitura, isso me deixou ainda mais interessada e espero não demorar muito para ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bea, com certeza vai ser uma experiencia incrível, depois volte aqui nos contar o que achou.

      Excluir
  11. Essa série é uma que ou se ama ou se odeia e infelizmente eu faço parte do segundo grupo. Não gostei nem um pouco da Mare e da história em geral e achei bastante previsível. Ou seja, essa série é uma que abandonei depois de ler esse primeiro livro. Uma pena.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, que pena! Eu faço parte do primeiro time, mas leitura são experiências plurais, né? Acontece.

      Excluir
  12. Oi, tudo bem? Puxa, acho que essa foi a resenha mais legal que já li desse livro, pena que eu acabei dando o meu exemplar depois de três tentativas frustradas de lê-lo. Agora até me bate um arrependimento, mas acontece que não consegui passar nem do primeiro capítulo, não me agradou em nada. Aí, decidi passar adiante. Gosto de personagens duais, acho que eles nos oferecem algo mais humano e mais profundo, pois são personagens tridimensionais e menos previsíveis. Que bom que gostou da leitura, espero que gosta da continuação :)

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nina, poxa, que pena! Realmente pode ser uma leitura bastante difícil, principalmente por conta das comparações, mas vale a pena.

      Excluir
  13. Infelizmente esse livro não funcionou par amim por isso nem segui com a série.Achei que tudo foi um "copia e cola" de outros livros como a serie As Cronicas de gelo e Fogo e Jogos Vorazes. Mas que bom que você gostou.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Ivi, que pena, quem sabe no segundo volume as coisas não melhoram?

      Excluir
  14. Que postagem mais linda, amei tudo (texto, fotos e imagens) parabéns pelo trabalho de qualidade.
    Tenho os três primeiros volumes dessa série e os contos no meu kindle, mas ainda não consegui ler e deixei para comprar o quarto livro que é enorme, após ler esses três. Espero ler ainda esse ano e ficar tão empolgada e feliz como você. Beijos

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bru! Espero que lenha e se senta tão animada quanto nós <3

      Excluir
  16. Eu amei muito essa leitura, e fiquei chocada com as revelações finais. Estava gostando e shippando tanto a personagem com aquela pessoa... hahaha Estou ansiosa pela continuação!
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Tenho curiosidade de ler esse livro, ainda não tive como, masa cada resenha que leio a vontade aumenta Rsrsrsrs

    Seu post ficou ótimo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Eu tenho muita curiosidade para ler esse livro, muito por ouvir os elogios dos amigos também. Ainda não comprei, então por isso a leitura não foi feita. Ler a sua resenha me animou, foi ótimo relembrar dessa história!

    ResponderExcluir
  19. Eu só leio histórias com a coleção completa, fico irritada em ter que esperar e desmotiva voltar para leitura muito tempo depois. A Rainha vermelha está em minha meta de leitura faz um tempinho.

    ResponderExcluir
  20. Oi, Dayhara.
    Que capa mais bonita. Amei!
    Não é bem o tipo de literatura que gosto, mas a sua resenha foi tão legal que seria capaz de dar uma chance só pelo seu entusiasmo.
    Vou colocar na lista, quem sabe...

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Oie, tudo bem?
    Eu tenho uma relação de amor e ódio com essa série, confesso. Adorei esse livro e fiquei chocada com as revelações, que me pegaram totalmente de surpresa. O segundo, eu gostei ainda mais, porque a autora desenvolveu o universo e a trama de uma maneira incrível. No entanto, o terceiro me decepcionou um pouco e o quarto me fez criar um ranço insuperável da Victoria Aveyard. Não que seja um livro ruim, mas acredito que ela fez os fãs da série de trouxa só para vender mais livros.
    Ainda recomendo a série e espero que você goste ainda mais dos próximos volumes. Porém, recomendo que não leia esperando um desfecho definitivo no quarto livro kkkk.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Malu, não fala isso poxa hahahaha o coração já fica mole! Você não é a primeira pessoa a fazer esse tipo de comentário então acredito realmente que isso aconteça, melhor ir ser expectativas, né?

      Excluir
  22. Nossa! Que resenha incrível! Acabei ficando em dúvida. Já não sei mais se seguirei resistindo ao livro.

    Eu estava decidida a NÃO lê-lo, pois li muitas resenhas negativas sobre os próximos volumes. Todavia, agora acho que é melhor eu formar minha própria opinião.

    Gosto do fato da mocinha ser uma personagem forte e não completamente boazinha. E que essa dualidade se aplique a outros personagens do livro. Ninguém é completamente bom ou mau. Todos possuem dois lados e o poder de escolha. Achei muito importante a autora trabalhar neste tipo de construção dos personagens.

    ResponderExcluir
  23. Oi Dayhara.

    Adorei sua resenha, pois mostrou que é uma história muito boa de acompanhar. Ainda mais sabendo que a história é bem construido, com personagens fortes, adoro personalidades fortes. Vou adicionar na minha lista de desejados.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Olá.

    Já li esse livro e foi um dos melhores da série. A forma como a Victoria nos mostra esse universo é incrível e você acaba se apaixonando pelos personagens. Eu adorei e recomendo muito!

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Eu preciso finalizar a leitura do último livro dessa série. A Rainha Vermelha foi uma boa leitura, mas me decepcionei um pouco com a trajetória dos acontecimentos até A Prisão do Rei. Estou tomando coragem para engrenar afinal são quase 700 páginas e as resenhas que vi não são muito animadores.
    Espero que continue e goste da leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  26. Olá!

    Sempre vi comentários muito positivos a respeito dessa série. Em partes ela me faz ter uma leve recordação de A Seleção, provavelmente por causa dessa guerra e da divisão de povos.
    Achei genial a ideia da autora em separar o povo mediante a cor de seu sangue, minha imaginação vai além e fico imaginando uma pessoa com o sangue prata, misericórdia, hahhaha.
    O livro já está há um tempo na minha lista de leitura, espero que goste da continuação!

    ResponderExcluir
  27. Olá!!!
    Eu não sei porque tenho um certo preconceito por "Rainha Vermelha" talvez seja por causa do hype que fizeram tanto em cima do livro que não me atrai o mesmo. Porém, quero dar uma chance já que me disseram que o mesmo é muito bom e a história às vezes me chama a atenção de fato.
    Eu acho também muito bonita do livro ^^
    Adorei a resenha!!!

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  28. Oi!
    A rainha vermelha realmente é um livro bem comentado, acho que tenho muitas expectativas sobre ele e por isso fico com receio de ler.
    O mundo deste livro e seus personagens parecem ter sido bem desenvolvidos.
    Adoro capitulos curtos! Isso só me animou mais para ler. Concordo com você a respeito da capa e ao titulo, esses detalhes, quando colocados juntos da história, deixam o livro ainda mais especial!
    Espero poder ler em breve este livro para podermos discutir sobre os personagens
    Abraços

    FLeituras

    ResponderExcluir
  29. Oi Thais,
    Já li muitos elogios para as obras da autora e estou louca para ler, tanto que coloquei eles na meta desse ano. Fiquei contente por saber que o livro te agradou e eu espero sentir um pouco do que você sentiu ao ler esse livro.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  30. Tenho esta série aqui e ainda não sobrou tempo para acompanhar a leitura e vejo que estou perdendo uma grande história, afinal é cada personagem arrebatador. Depois dessa sua resenha já v8 que preciso me apressar pra ler.

    ResponderExcluir

Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Suelen Marques - Web Design
Para o topo!