Posts Recentes

RESENHA No Meu Sonho Te Amei

1 de abril de 2019

 Depois de um longo período de férias, estamos de volta! As vezes é necessário dar uma pausa, respirar e alinhar bem as coisas que você almeja, correto? Essa pausa de quase um mês no Uma dose foi necessária para que eu pudesse voltar a compreender como esse é um espaço importante para mim, e que independente de qualquer outra coisa, sempre será o meu refúgio. Por conta disso, a resenha de hoje é especial, Abbi Glines é dona de uma das minhas séries favoritas e que acabei nunca resenhando por aqui por não conseguir descrever como ela foi importante para mim, no entanto, em seu novo livro eu fui completamente surpreendida, uma autora conhecida por seus romances que arrebatam o coração de qualquer um, conseguiu me surpreender positivamente, eu já estava acostumada com seus romances rápidos, com mocinhos apaixonantes e mocinhas sempre resilientes, dessa vez fui completamente envolvida por uma narrativa que me prendeu logo nas primeiras páginas e que ao final, me provou que como leitora, eu de modo algum posso confiar cem por cento no narrador, isso é fato!


Vale e seu namorado acabaram de finalmente concluir o ensino médio e agora finalmente podem traçar um futuro juntos, a tão sonhada formatura chegou e com ela um grande desastre, ela e Crawford acabam sofrendo um grave acidente de carro, Vale por sorte acaba sofrendo apenas alguns ferimentos, alguns dias em observação e logo foi liberada, no entanto, seu namorado acabou ficando em estado grave e se encontra em coma. Acontece que Crawford foi o primeiro namorado de Vale, eles se conheceram ainda muito novos, sendo assim, ele é o mundo dela, ela não consegue imaginar qualquer atividade cotidiana sem ele pois tudo sempre foi feito acompanhado de seu namorado, com ele em coma, a protagonista começa a compreender as dificuldades em ser sozinha em todos os quesitos, além de precisar ser forte enquanto espera por ele, ela precisa aprender a andar com suas próprias pernas. Não há qualquer perspectiva de melhora para Crawford, mas sua namorada segue fazendo visitas desnecessárias para ele, desnecessárias porque há um horário restrito para visitação, mas ela passa o dia todo na ala de visitantes para que caso ele acorde, ela esteja por perto. Esse comportamento começa a preocupar todos, sejam os familiares da garota, ou até mesmo de Crawford, pois Vale não está seguindo sua vida, ela segue estacionada em um hospital, na espera de que seu namorado finalmente acorde, mas e se ele nunca mais acordar? E se não houver melhora? Vale é uma garota nova, acabou de se formar, deveria estar se aventurando no mundo mas as adversidades não permitem que ela saia daquele lugar, por amor, por apego, por uma força maior, a garota segue acreditando que seu namorado irá melhorar.


Depois de tanto tempo visitando o hospital, Vale acaba se tornando figurinha carimbada no local e acaba chamando a atenção até mesmo de outros visitantes, é nesse momento que ela conhece Slate, um estranho que tenta puxar papo com ela mas não se sai muito bem, e por tantos outros motivos acaba deixando a garota irritada, ele é um garoto bonito, não um bonito qualquer, mas um bonito que deixa qualquer mulher sem jeito, e sabendo disso, se aproveita da situação. Ele é o tipo de cara sem senso algum e que flerta até com as enfermeiras, isso irrita Vale(e eu também me vi irritada) e ela evita qualquer tipo de contato com o garoto. Acontece que Slate é amigo de Knox, irmão de Vale, eles são da mesma irmandade na faculdade e isso estabelece um importante vínculo entre os dois, consequentemente, Vale acaba precisando forçar simpatia com o cara, mesmo contra sua vontade. Slate visita seu tio que esta com câncer, e ela não consegue entender como o garoto lida tão bem com essa situação, na verdade Slate lida muito bem com muitas coisas, até com o mau humor da protagonista, que quase nunca é simpática com ele, mas ainda assim, ganha cafés todas as manhãs. O tempo vai passando e a preocupação das pessoas ao redor de Vale só aumenta, ela precisa seguir sua vida, entrar na faculdade e entender que a melhoria de seu namorado é apenas uma possibilidade, por muito tempo ela tem dificuldade em entender isso mas finalmente aceita se mudar, começar a estudar mas insiste em visitar Crawford frequentemente, para ler, para mostrar o quanto o ama e para que ele não desista de tentar, o que ela não contava era que Slate estaria no mesmo campus que ela e aparecesse com tanta frequência, ela precisa lembrar o tempo todo como ele não é um cara para ela e que para todos os efeitos, é comprometida.

“Ele era meu porto seguro. Eu não sabia que estava perdida até ser encontrada por ele. Slate Allen era meu herói.”

Eu estava acostumada com as histórias de garotos ricos escritos por Abbi, isso não é uma crítica, mas eu, de certo modo, estava confortável com o cenário criado por ela, nessa obra a coisa foge totalmente de figura, começando pelo cenário, a narrativa acontece tanto no hospital quanto na faculdade, cenários que sinceramente nunca esperei que Abbi fosse se sair tão bem escrevendo. Slate é o típico cara e que preciso fazer força para odiar, apesar do estereótipo de cara babaca, mulherengo e que quase nunca é racional porque esta ocupado demais beijando garotas aleatórias, ele é um cara bom, em todos os aspectos. Desde quando descobre porque Vale vai tanto ao hospital, não desgruda mais dela, ao seu modo ele faz o possível para cuidar da garota, seja oferecendo cafés silenciosos todos os dias pela manhã, ou acompanhando ela depois, nas aulas. Ele é um personagem que ao início eu não esperava por muita coisa e conforme os fatos iam acontecendo, fui completamente surpreendida, tem uma história triste, mas é tão reservado que prefere mil vezes cuidar dos outros, isso é nobilitante demais.

Já Vale... Ela é tão ingênua e se encontra tão presa nesse relacionamento que muitas vezes me vi irritada, em alguns momentos ela se culpa por seguir sua vida, por estar bem, por sentir coisas por Slate enquanto seu namorado está acamado, mas ao menos pra mim, ficou bastante claro como o relacionamento que ela vivia era bastante abusivo, Vale vivia apenas para Crawford e mais nada, quando ela começa a perceber isso, se sente mais culpada ainda, eis mais uma característica de relacionamento abusivo, meus caros.

Por conta do afastamento do hospital, das aulas e de tempo livre, Vale começa a se envolver com Slate de modo mais profundo, ambos tentam mascarar as coisas no começo, dizendo que era só algo carnal e que não iriam se envolver, mas é bem nítido como isso é uma grande mentira, Vale se encontra apaixonada e não consegue lidar com a fama de Slate de mulherengo(porque ele de fato é), Slate por outro lado não se acha merecedor da pureza dela, e o que temos são dois apaixonados tentando negar isso. As coisas vão bem, no melhor estilo Abbi Glines de escrever romances, até o grande plot, que não me atraverei a contar mas que me fez fechar o livro e ir beber água, respirar, pensar, eu não esperava por aquilo, não mesmo, e senti um misto de raiva e alegria, por ser tão levada por uma história que de fato se comprometeu a envolver o leitor. Eu esperava por um romance e foi isso que me foi entregue, quis viver isso intensamente e compreendi bem os impasses dos personagens, por outro lado, eu não esperava que questões psicológicas e que vão bem além do nosso entendimento, fossem aparecer na narrativa, e isso me surpreendeu de tal modo que só pude sofrer, por querer mais desse livro, por precisar de respostas e por ficar me perguntando o que deixei passar. Abbi segue sendo uma das minhas autoras queridinhas, que me propõe um sentimento de saudosismo e que sempre me faz querer mais


Título: No Meu Sonho Te Amei
Autora: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 240
Sinopse: "Na noite da formatura, Vale McKinley sofre um terrível acidente de carro. Junto com ela está Crawford, seu namorado, que acaba entrando em coma. Eles pretendiam aproveitar o verão fazendo planos para a universidade, com um futuro brilhante cheio de possibilidades. Agora, Vale passa longos dias no hospital, à espera de que Crawford acorde. Lá, ela encontra por acaso com Slate Allen, colega de faculdade do seu irmão. O garoto aparece regularmente para visitar o tio, que está internado. Quando se esbarram, Vale não consegue negar a atração proibida entre eles. Ela tenta ignorar seus sentimentos, mas não é imune ao charme de Slate. Aos poucos, os dois se aproximam. Depois de muito relutar em sair do lado de Crawford, Vale cede aos apelos da família e vai para universidade, pensando que o namorado gostaria que ela tocasse a vida. Só que agora a garota está no território de Slate e a história dos dois vai sofrer uma grande reviravolta." 

34 comentários:

  1. Ai que bom que voltou, senti sua falta! <3
    Eu ainda não tive oportunidade de ler nada da autora, mas adoro quando a gente ama um autor e ele ainda consegue surpreender a gente, eu sempre fico muito feliz por isso. Vou anotar a sua dica por aqui, quem sabe agora seja a hora de eu ler ela! <3

    ResponderExcluir
  2. Oi Day!
    Eu li esse livro e confesso que na segunda parte estranhei um pouco como as coisas foram conduzidas. Me surpreendi em alguns pontos, mas achei os últimos capítulos corridos e senti que faltou algo.
    Porém, como fã da Abbi eu sempre me apaixono por seus personagens mesmo que ao final eles não sigam exatamente como desejei...rs.

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros da Abbi são curtinhos demais, esse é o problema hahaha aí parece que em algum momento, as coisas correm mesmo. ):

      Excluir
  3. Olá!

    Seja bem-vinda de volta!
    Confesso que estou há anos sem ler algo da Abbi, li os três primeiros livros de Rosemary Beach quando nem sonhavam em falar dela no Brasil ainda.
    A história em certo ponto me agrada, mas eu acho tão errado a personagem seguir a vida só pelo motivo do namorado está em coma, eu pelo menos penso que isso é errado, provavelmente me frustaria durante a leitura, mas acho que vale a pena conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie hahaha essa série de Rosemary é enorme demais, li quase todos! Acho que vale a pena ler e tirar suas próprias impressões Ana, acho que vai gostar.

      Excluir
  4. Já tirei férias assim, mas a minha durou quase um ano e quando alinhei o que almejava resolvi dar a volta por cima e voltar com tudo.
    Nunca li nada da Abbi, mas tenho curiosidade quanto a sua escrita e esse livro está na minha lista de desejos.
    Adorei você irritada com o personagem que flerta com todo mundo rsrs, sinal que o livro te cativou. Claro que fiquei curiosa para conhecer o grande plot desse romance e as questões psicológicas que mencionou.


    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre importante dar uma pausa, Cami. A autora é bastante famosa e adoro o estilo de escrita dela, é sempre bastante direto, gosto disso porque a coisa flui bem, o plot vai te deixar de queixo caído também haha

      Excluir
  5. Olá, tudo bem? Vejo os leitores bem divididos em relação a essa autora; alguns amam os livros dela, enquanto outros não gostam muito, haha. Ainda não tive a oportunidade de ler nada dela, mas fiquei bem curiosa para ler essa obra, que eu ainda não conhecia, aliás. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Normal né, uns amam, outros odeiam ahhahaha faz parte.

      Excluir
  6. Oi Day,
    Espero que as férias tenham te feito muito bem, é sempre bom tirar um tempo para descanso. Recentemente fiz isso e percebi que meu hobby estava virando um peso, e acabei me desfazendo de algumas parcerias para voltar aos eixos.
    Com relação a Abby, nunca li nada dela apesar de sempre ouvir falar muito bem, mas confesso que tenho curiosidade, quem sabe agora que estou mais calma não consigo encaixar na lista.

    beijokas e seja bem-vinda de volta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kelly, sempre bom um descanso depois da pressão dos resultados de parceria... Hahahha. Dê uma chance para Abbi, juro que vai amar.

      Excluir
  7. Você acha que fiquei curiosa? Porque se acha, acertou em cheio! Eu sou a louca dos romances, nunca li nada dessa autora por falta de oportunidade mesmo e essa sua resenha me fez querer ir a uma livraria e comprar esse livro agora mesmo. Socorro, amei e acho que vou amar a trama também. Obrigada pela dica!
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você assim como eu é a louca dos romances, já sei que vai amar haha

      Excluir
  8. Nunca li essa autora, mas já conheço ela de ouvir falar e até tive um livro dela aqui em casa. Não é muito meu estilo e gênero preferidos. Mas, sua resenha faz com que tenhamos uma ótima impressão da história.
    Um grande beijo e ótimas leituras sempre!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma história curtinha Carol, val ea pena dar uma chance.

      Excluir
  9. Oi!
    É tão bom tirar umas férias e recarregar as baterias e ter certeza daquilo que gostamos e sentimos falta.
    Adoro a Abbi seus livros são inesquecíveis, esse ainda não li, mas pela sua resenha parece que tem uma carga emocional grande, esse enredo me deixou curiosa sobre o quanto Vale tem essa certa necessidade do namorado em coma, é um sofrimento sem fim. Estou curiosa sobre o final dessa trama, o que Vale vai fazer com seus sentimentos, parabéns pela resenha, obrigado pela dica. Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cris, sempre bom tirar férias! Hahahha. Esse é bem diferente do que a autora está acostumada a escrever mas ainda assim, é tão bom quanto as outras obras.

      Excluir
  10. Oi, tudo bem? Não conhecia o livro nem a autora e não sei se é um livro que eu leria agora, sabe? Gosto de romance de amor, mas acho que eu me irritaria fácil com a protagonista. Tenho dificuldade em não me irritar com new adults, porque eles carregam estereótipos que dificilmente eu gosto. Mas gostei de saber sua opinião, obrigada pela dica. Quem sabe um dia eu leia :)

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Eu não consigo me atrair pelos livros dessa autora, mas esse tem uma proposta um pouco diferente dos demais e isso me surpreendeu e até me deixou curiosa. Gostei de ver a sua resenha!

    ResponderExcluir
  12. ESSE LIVRO É INCRÍVEL! Foi meu primeiro contato com a autora e eu sofri do começo ao fim, mas principalmente do meio para o final. O que foi aquilo? Eu fiquei totalmente chocada e abalada com tudo que aconteceu. Amei demais! Quero ter oportunidade de conhecer outras obras da Abbi.

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  13. Oi Dayhara.

    Que bom que o livro foge do confortável que a história está acostumada a ler da autora. Eu adoro quando sou surpreendida dessa maneira e não vejo a hora que lê-lo. Sua resenha aumentou minha curiosidade. Parabéns pela resenha.

    Bjos
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. Oie, tudo bem?
    Acredita que eu nunca li nada da autora? Sempre tive a impressão que os livros dela eram mais do mesmo, porém, esse me chamou a atenção desde que foi lançado. Pela sua resenha, deu para perceber que o livro é muito diferente dos outros livros dela e parece trazer uma trama que mexe muito com a emoção do leitor.
    Amei conferir sua resenha e fiquei muito curiosa mesmo para conferir esse livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Dayhara!
    Que bom que voltou! Sempre é bom tirar um tempo para colocar as coisas em outra perspectiva na nossa vida :)
    Sobre o livro, gosto muito como a Abbi consegue nos surpreender mesmo nos plots mais simples - que não é o caso aqui né, porque tratar de relacionamento abusivo é extremamente necessário e nada simples. Já faz algum tempo desde que li um livro dela e sua resenha me deixou morrendo de vontade de conferir como e se esses dois personagens vão lidar com essa paixão. Beijos!

    ResponderExcluir
  16. seja bem vinda de volta!!ja ouvi muito sobre esse livro e tenho muita vontadde de ler ele, além de tudo pelo fato de fugir do confortável
    parece ser uma história bem interessante, então assim que possivel vou ler
    obrigada pela indicaçao

    ResponderExcluir
  17. Eu quero muito ler esse livro, gosto da escrita da Abby e a premissa desse livro está bem bacana. Ele está não minha lista de desejados, apesar da maioria dos comentários que li não serem tão incríveis assim hahaha

    ResponderExcluir
  18. Oiê,
    Eu sou completamente apaixonada pela Abbi Glines e estou louca para ler esse livro. Já gostei de saber que vou conhecer um outro lado da autora e já estou me vendo furando a lista de livros rsrsrs
    Amei ler a sua opinião e estou feliz que você voltou a ativa!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Eu estou desejando muito ler este livro! E depois desta resenha este desejo apenas aumentou!

    Confesso que nunca me interessei pelos livros da autora. Tinha uma espécie de "implicância" com ela, mas este livro me chamou a atenção pelas resenhas tão apaixonantes que li, pela forma como ele envolveu os leitores. Quero me apaixonar assim pela história! :D E esta grande reviravolta que todos mencionam... minha curiosidade não aguenta!kkkkkkk... Quero saber o que é! O que acontece de tão impactante no livro!

    É triste que ela tenha vivido um relacionamento abusivo por tanto tempo e sequer ter se dado conta disso. A vida é muito complicada e se envolver com outros seres humanos muitas vezes só nos machuca, infelizmente. Espero que ela seja feliz com o Slate.

    ResponderExcluir
  20. Oi!
    Eu não conhecia o livro, mas nunca me interesso pelas historias da autora. Os romances sempre me parecem muito grudento, sei lá, rsrs. Não consigo ficar curiosa com as tramas dela.
    Dessa vez, irei passar a dica.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Oie!!!

    Tive a oportunidade de ler esse livro no inicio do ano e confesso para ti que fiquei completamente alucinada por essa leitura, devorei o livro e chorei absurdamente com a reviravolta que tivemos no final da mesma.

    Adorei a sua resenha !

    beijos

    ResponderExcluir
  22. Olá!!!
    Assim todas as resenhas que vinha lendo acerca da obra me interessavam, mas nunca a tal ponto de querer largar minhas leituras atuais e começar o livro rsrsrs
    Eu conheço a Abbi também pelas séries de livros com caras ricos e longas demais, porém algo nesse livro que me chamou atenção é que ele também é único.
    Gostei de saber que o livro traz acerca de temas necessários e que precisa ser visto mais vezes.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Legal quando autores exploram outros cenários e se saem muito bem, já andei foleando esse livro há algum tempo, mas não tive paciência para concluir a leitura, percebi que não sou o público alvo

    ResponderExcluir
  24. Oi, Dayhara! Pausas são realmente muito necessárias, é bom dar uma respirada para voltar com fôlego total! rs
    Eu ainda não li esse livro, achei que teria a mesma vibe que Rosemary Beach, mas achei bacana saber dessa mudança de ares e de estratégia na escrita (o que é bom, porque acabei largando essa primeira série e não sei quando volto). Se tiver oportunidade, lerei com certeza!
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  25. olha pela capa eu não diria que a história seria assim kkkk, julguei errado kkk. mas acho bacana quando o autor muda um pouco o rumo sem deixar tudo ruim ou confuso ou perder o formato da historia sabe?

    ResponderExcluir

Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Suelen Marques - Web Design
Para o topo!