Posts Recentes

RESENHA No Meu Sonho Te Amei

1 de abril de 2019

 Depois de um longo período de férias, estamos de volta! As vezes é necessário dar uma pausa, respirar e alinhar bem as coisas que você almeja, correto? Essa pausa de quase um mês no Uma dose foi necessária para que eu pudesse voltar a compreender como esse é um espaço importante para mim, e que independente de qualquer outra coisa, sempre será o meu refúgio. Por conta disso, a resenha de hoje é especial, Abbi Glines é dona de uma das minhas séries favoritas e que acabei nunca resenhando por aqui por não conseguir descrever como ela foi importante para mim, no entanto, em seu novo livro eu fui completamente surpreendida, uma autora conhecida por seus romances que arrebatam o coração de qualquer um, conseguiu me surpreender positivamente, eu já estava acostumada com seus romances rápidos, com mocinhos apaixonantes e mocinhas sempre resilientes, dessa vez fui completamente envolvida por uma narrativa que me prendeu logo nas primeiras páginas e que ao final, me provou que como leitora, eu de modo algum posso confiar cem por cento no narrador, isso é fato!


Vale e seu namorado acabaram de finalmente concluir o ensino médio e agora finalmente podem traçar um futuro juntos, a tão sonhada formatura chegou e com ela um grande desastre, ela e Crawford acabam sofrendo um grave acidente de carro, Vale por sorte acaba sofrendo apenas alguns ferimentos, alguns dias em observação e logo foi liberada, no entanto, seu namorado acabou ficando em estado grave e se encontra em coma. Acontece que Crawford foi o primeiro namorado de Vale, eles se conheceram ainda muito novos, sendo assim, ele é o mundo dela, ela não consegue imaginar qualquer atividade cotidiana sem ele pois tudo sempre foi feito acompanhado de seu namorado, com ele em coma, a protagonista começa a compreender as dificuldades em ser sozinha em todos os quesitos, além de precisar ser forte enquanto espera por ele, ela precisa aprender a andar com suas próprias pernas. Não há qualquer perspectiva de melhora para Crawford, mas sua namorada segue fazendo visitas desnecessárias para ele, desnecessárias porque há um horário restrito para visitação, mas ela passa o dia todo na ala de visitantes para que caso ele acorde, ela esteja por perto. Esse comportamento começa a preocupar todos, sejam os familiares da garota, ou até mesmo de Crawford, pois Vale não está seguindo sua vida, ela segue estacionada em um hospital, na espera de que seu namorado finalmente acorde, mas e se ele nunca mais acordar? E se não houver melhora? Vale é uma garota nova, acabou de se formar, deveria estar se aventurando no mundo mas as adversidades não permitem que ela saia daquele lugar, por amor, por apego, por uma força maior, a garota segue acreditando que seu namorado irá melhorar.


Depois de tanto tempo visitando o hospital, Vale acaba se tornando figurinha carimbada no local e acaba chamando a atenção até mesmo de outros visitantes, é nesse momento que ela conhece Slate, um estranho que tenta puxar papo com ela mas não se sai muito bem, e por tantos outros motivos acaba deixando a garota irritada, ele é um garoto bonito, não um bonito qualquer, mas um bonito que deixa qualquer mulher sem jeito, e sabendo disso, se aproveita da situação. Ele é o tipo de cara sem senso algum e que flerta até com as enfermeiras, isso irrita Vale(e eu também me vi irritada) e ela evita qualquer tipo de contato com o garoto. Acontece que Slate é amigo de Knox, irmão de Vale, eles são da mesma irmandade na faculdade e isso estabelece um importante vínculo entre os dois, consequentemente, Vale acaba precisando forçar simpatia com o cara, mesmo contra sua vontade. Slate visita seu tio que esta com câncer, e ela não consegue entender como o garoto lida tão bem com essa situação, na verdade Slate lida muito bem com muitas coisas, até com o mau humor da protagonista, que quase nunca é simpática com ele, mas ainda assim, ganha cafés todas as manhãs. O tempo vai passando e a preocupação das pessoas ao redor de Vale só aumenta, ela precisa seguir sua vida, entrar na faculdade e entender que a melhoria de seu namorado é apenas uma possibilidade, por muito tempo ela tem dificuldade em entender isso mas finalmente aceita se mudar, começar a estudar mas insiste em visitar Crawford frequentemente, para ler, para mostrar o quanto o ama e para que ele não desista de tentar, o que ela não contava era que Slate estaria no mesmo campus que ela e aparecesse com tanta frequência, ela precisa lembrar o tempo todo como ele não é um cara para ela e que para todos os efeitos, é comprometida.

“Ele era meu porto seguro. Eu não sabia que estava perdida até ser encontrada por ele. Slate Allen era meu herói.”

Eu estava acostumada com as histórias de garotos ricos escritos por Abbi, isso não é uma crítica, mas eu, de certo modo, estava confortável com o cenário criado por ela, nessa obra a coisa foge totalmente de figura, começando pelo cenário, a narrativa acontece tanto no hospital quanto na faculdade, cenários que sinceramente nunca esperei que Abbi fosse se sair tão bem escrevendo. Slate é o típico cara e que preciso fazer força para odiar, apesar do estereótipo de cara babaca, mulherengo e que quase nunca é racional porque esta ocupado demais beijando garotas aleatórias, ele é um cara bom, em todos os aspectos. Desde quando descobre porque Vale vai tanto ao hospital, não desgruda mais dela, ao seu modo ele faz o possível para cuidar da garota, seja oferecendo cafés silenciosos todos os dias pela manhã, ou acompanhando ela depois, nas aulas. Ele é um personagem que ao início eu não esperava por muita coisa e conforme os fatos iam acontecendo, fui completamente surpreendida, tem uma história triste, mas é tão reservado que prefere mil vezes cuidar dos outros, isso é nobilitante demais.

Já Vale... Ela é tão ingênua e se encontra tão presa nesse relacionamento que muitas vezes me vi irritada, em alguns momentos ela se culpa por seguir sua vida, por estar bem, por sentir coisas por Slate enquanto seu namorado está acamado, mas ao menos pra mim, ficou bastante claro como o relacionamento que ela vivia era bastante abusivo, Vale vivia apenas para Crawford e mais nada, quando ela começa a perceber isso, se sente mais culpada ainda, eis mais uma característica de relacionamento abusivo, meus caros.

Por conta do afastamento do hospital, das aulas e de tempo livre, Vale começa a se envolver com Slate de modo mais profundo, ambos tentam mascarar as coisas no começo, dizendo que era só algo carnal e que não iriam se envolver, mas é bem nítido como isso é uma grande mentira, Vale se encontra apaixonada e não consegue lidar com a fama de Slate de mulherengo(porque ele de fato é), Slate por outro lado não se acha merecedor da pureza dela, e o que temos são dois apaixonados tentando negar isso. As coisas vão bem, no melhor estilo Abbi Glines de escrever romances, até o grande plot, que não me atraverei a contar mas que me fez fechar o livro e ir beber água, respirar, pensar, eu não esperava por aquilo, não mesmo, e senti um misto de raiva e alegria, por ser tão levada por uma história que de fato se comprometeu a envolver o leitor. Eu esperava por um romance e foi isso que me foi entregue, quis viver isso intensamente e compreendi bem os impasses dos personagens, por outro lado, eu não esperava que questões psicológicas e que vão bem além do nosso entendimento, fossem aparecer na narrativa, e isso me surpreendeu de tal modo que só pude sofrer, por querer mais desse livro, por precisar de respostas e por ficar me perguntando o que deixei passar. Abbi segue sendo uma das minhas autoras queridinhas, que me propõe um sentimento de saudosismo e que sempre me faz querer mais


Título: No Meu Sonho Te Amei
Autora: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Nº de Páginas: 240
Sinopse: "Na noite da formatura, Vale McKinley sofre um terrível acidente de carro. Junto com ela está Crawford, seu namorado, que acaba entrando em coma. Eles pretendiam aproveitar o verão fazendo planos para a universidade, com um futuro brilhante cheio de possibilidades. Agora, Vale passa longos dias no hospital, à espera de que Crawford acorde. Lá, ela encontra por acaso com Slate Allen, colega de faculdade do seu irmão. O garoto aparece regularmente para visitar o tio, que está internado. Quando se esbarram, Vale não consegue negar a atração proibida entre eles. Ela tenta ignorar seus sentimentos, mas não é imune ao charme de Slate. Aos poucos, os dois se aproximam. Depois de muito relutar em sair do lado de Crawford, Vale cede aos apelos da família e vai para universidade, pensando que o namorado gostaria que ela tocasse a vida. Só que agora a garota está no território de Slate e a história dos dois vai sofrer uma grande reviravolta." 
Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Suelen Marques - Web Design
Para o topo!