Posts Recentes

RESENHA Vergonha

3 de junho de 2019


Vergonha me fez lembrar porque Brittainy é uma autora tão elogiada nos dias de hoje, porque quando o assunto é romance contemporâneo, ela é um dos primeiros nomes que nos vem em mente, que história mais gostosa e tocante! A típica narrativa que você se envolve tanto que termina a obra sorrindo pelo rumo que a história tomou, emocionada pela trajetória de cada um, mas satisfeita por ter lido um bom livro.


Grace está passando por uma situação bastante desoladora para qualquer mulher, o homem que ela ama e que até então era seu marido, a traiu e agora estão se separando, nesse momento ela percebe como nada em sua história de vida faz sentido, tudo até então estava atrelado a esse homem e agora ela está sem marido e sem chão. Dito isso, e com seu novo apartamento recebendo alguns ajustes, Grace resolve voltar para o seu querido lar, restabelecer a relação com seus familiares e tentar esquecer que seu casamento acaba de ser totalmente despedaçado. Mas como toda desgraça é pouca, a primeira coisa que acontece assim que ela chega é uma pane em seu carro, ele perde o controle e quem a salva é Jackson Emery, considerado o limbo da cidade, o desajustado, perigoso, que ninguém quer por perto. O rapaz resolve guinchar o carro de Grace até sua oficina mas age de modo totalmente rude o tempo todo, como se fosse um esforço quase físico ser simpático. Como Chester é uma cidade pequena o caminho de Grace e Jackson acaba se cruzando com certa frequência, o carro dela ainda está sem condições de uso então precisam conversar, frequentemente, se encontram na livraria e em muitos outros lugares, e então algo começa a crescer, inicialmente sem qualquer intenção mas depois fica difícil cada um lidar com os seus sentimentos.


Ela meio que deu uma risada. E eu odiei o som porque era lindo e eu precisava que ela não fosse assim, tão linda.

A família de Grace infelizmente não é NADA empática com a situação dela, a mãe principalmente, ela é o tipo de mulher que acha que o casamento deve prevalecer acima de qualquer coisa, se você for traída, se seu marido for ruim, nada disso importa, o casamento deve continuar. A impressão que tenho é que a mãe de Grace nega afeto para a filha e prefere mil vezes defender o ex genro, tudo isso porque ela tenta ser o mais correta possível segundo as regras de Deus, a família toda é envolvida com a igreja e bastante influente na cidade, precisam agir de modo perfeito, custe o que custar. Já Jackson... Ele é rejeitado por todos, trabalha na oficina de seu pai e tenta se virar como pode, com um pai alcóolatra ele tenta se esquivar de todas as ofensas que recebe, seu único amigo é um cachorro. É triste ver a maneira como ele é tratado pela cidade inteira, uma simples caminhada pelas ruas já lhe rende grandes xingamentos. Acontece que ele faz por merecer as vezes, sabe? É rude sempre e não pensa duas vezes para tratar mal alguém, mas com Grace é diferente, ele inicialmente não cede, tenta afastá-la mas aos poucos vai se abrindo. Aqui são duas pessoas igualmente machucadas mas por situações totalmente diferentes, Grace sofreu um grande golpe e não está recebendo apoio das pessoas que esperava, já Jackson é um cara odiado por todos, não aprendeu a ser carinhoso então as vezes se sente bastante perdido com o que está sentindo.

Para mim o que ficou bastante claro nesse romance, é sobre como a pressão familiar pode nos machucar em situações adversas, Grace sofre tantos golpes durante essa narrativa que você só sabe sentir pena, não são coisas absurdas que você duvida, são situações reais, que acontecem o tempo todo, e que quando unidas machucam de modo irreparável.  Já Jackson... Ele precisou ser um homem muito cedo, seu pai se tornou outra pessoa assim que foi abandonado e ele precisou lutar para sobreviver. Mas e o romance?

Está aqui, na narrativa toda, o modo como os dois se cuidam e tentam se entender, a maneira como tentam se ajustar para não mais se machucar, é tudo muito tocante. A narrativa toda acontece de maneira bastante intensa, Grace passa por tanta coisa que você não consegue parar de ler até descobrir quando essa mulher finalmente terá um pouquinho de descanso dessas porradas que a vida dá, ao final da obra acontece tanta coisa, seu coração fica apertadinho, você sofre, e só sabe torcer pelo bem dos personagens, esse é um enredo que mostra como Brittainy é uma mulher absurdamente talentosa, que cria não só boas histórias mas que sabe falar de amor de maneiras únicas e singelas, uma história que definitivamente faz valer cada lágrima.


Título: Vergonha
Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Record
Nº de Páginas: 420
Sinopse: "Um amor inesperado que surge de forma inusitada e arrebata a vida de Grace Harris. Grace Harris está perdida e sozinha em sua casa em Atlanta depois que o homem que ela pensou que ficaria a seu lado pelo resto da vida traiu sua confiança, partiu seu coração e saiu de casa, deixando seu casamento em suspenso. Grace resolve, então, passar o verão com a família em Chester, sua cidade natal, para respirar, dar um tempo de tudo. Sua vida está uma bagunça e o que ela precisa no momento é de um pouco de gentileza e compaixão.Por incrível que pareça, Grace encontra isso na pessoa mais improvável de todas: Jackson Emery, a ovelha negra da cidade. Conhecido como a erva daninha de Chester, ele é sinônimo de encrenca, e não faz nada para mudar essa imagem. Tendo perdido na infncia o que havia de mais valioso na vida, Jackson se tornou um homem amargurado e não dá a mínima para o que pensam dele. Os caminhos de Grace e Jackson acabam se cruzando de um jeito inusitado e a tristeza profunda que carregam atrai os dois como ímã. Ambos sabem que não foram feitos um para o outro, mas, como tudo vai acabar mesmo com o fim do verão, resolvem deixar rolar e se entregar a uma diversão passageira. Porém, o que Grace não imaginava é que seu coração, já destroçado, seria obrigado a aprender que certos relacionamentos são capazes de causar dores muito profundas, e que é sempre preciso fazer uma escolha."*Exemplar cedido em parceria com a editora.
Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Suelen Marques - Web Design
Para o topo!