Posts Recentes

RESENHA Todas as suas (Im)perfeições

7 de outubro de 2019


 Ler Colleen é sempre uma experiência que foge de qualquer visão de expectativa, todas as suas obras destoam muito entre si mas são igualmente boas. Desde Métrica, minha primeira experiência de leitura com a autora, algo já cresceu em mim, referente ao seu modo de construir personagens com histórias de vida sempre tão dolorosas mas que são tão palpáveis que você se compadece e precisa de um tempo para digerir toda essa narrativa. Acontece que em Todas as suas (Im)Perfeições a autora foge muito do que já estamos habituados quando o assunto é estrutura narrativa, aqui vamos conhecer esse casal em dois momentos da vida, no primeiro, quando se conhecem em um infeliz encontro e depois quando o casamento deles já está em ruína, esse “antes e agora” nos proporciona uma viagem dolorosa pelos caminhos que um relacionamento pode nos levar.



 Quinn e Graham se conhecem da pior maneira possível, ela indo fazer uma surpresa para o noivo e Graham esperando na porta do mesmo, o motivo? A namorada dele está o traindo com o noivo de Quinn, e os dois esperam pacientemente do lado de fora, até que a sessão de chifres acabe. Logo após isso, os dois acabam saindo e é notável como há algo trabalhando para os unir, duas pessoas boas, sofrendo pelo mesmo motivo, há uma faísca, um convite para sair, mas o que se permeia nesse momento é uma certa maturidade de Quinn, ciente da dor que irá enfrentar, prefere se reerguer sozinha até estar apta para se relacionar com alguém novamente.
 E aí conhecemos o melhor de Graham, ele é um homem extremamente paciente, respeita esse tempo de Quinn e espera o momento certo para procurá-la novamente, e cá entre nós, Quinn sabia que ele era o homem certo, ela só precisava estar bem consigo mesma antes de tudo. Os dois passam a sair e pra ser sincera, essa se tornou a minha parte favorita na narrativa, o modo como os dois vão se apaixonando, construindo um laço tão resistente, o modo como passam a se conhecer, conversando sobre assuntos tão diversos e com respostas tão completas, eu só conseguia pensar “eu quero isso pra mim". Mas então tudo desaba, vamos conhecer esse casal um tempo depois, já casados e passando por uma crise tão pesada que a cada encontro é como um soco, desferido contra si. Quinn vem tentando engravidar tem muito tempo, já tentou até mesmo tratamento mas nada funciona, toda essa frustração é descontada em seu casamento, ela não consegue sentir interesse algum por seu marido e só o procura em seu período fértil, Quinn tem por NECESSIDADE engravidar e a não possibilidade disso acaba destruindo sua vida, menstruar todos os meses é o pior de suas dores, sangrar mensalmente é a prova da incapacidade de realização do seu maior sonho.

"Se você iluminar apenas as suas imperfeições, todas as suas qualidades ficarão na sombra."

 Mas tudo isso parece tão distante do casal que conhecemos logo no início, que se apaixonou na pior das circunstâncias e que parecia tão feliz no começo, e essa é justamente a intenção de CoHo, colocar esses personagens em dois períodos de tempo, antes, quando se apaixonam e depois, com o casamento despencando nos permitem ter um olhar quase que gentil por toda essa situação, percebemos como os diálogos entre os dois vão cessando e como isso vai distanciando ambos, até o ponto de não se conhecerem mais e chegar o momento crucial, tentar salvar esse casamento ou desistir de tudo?
 Essa foi uma das leituras mais difíceis que já fiz da autora, primeiro porque nunca passei perto de um relacionamento como esse, nunca fui casada, e inicialmente acompanhar essa “rotina” me pareceu cansativa, até os mínimos detalhes começarem a pesar e eu perceber que o que era cansativo para mim, era muito pior para eles, logo depois eu precisei criar muita empatia por Quinn, o modo como ela rejeitava o marido que fazia tudo por ela, me deixava irritada demais, mas existem questões que só nós mulheres somos capazes de compreender, como por exemplo a gestação. Aos pouquinhos fui me abrindo e cedendo o coração para essa protagonista. O final dessa história não poderia ser melhor, com sofrimento até os últimos capítulos, quando finalmente pude ter um pouquinho de alívio, eu só consegui sorrir por saber que pra tudo há tempo, e que nem sempre o que queremos é o que acontece, mas nem por isso devemos desistir.
 Todas as suas (Im)Perfeições é uma leitura que te faz se apaixonar e sofrer juntinho com os personagens, mas que também te fazem compreender como o amor é capaz de tudo.





Título: Todas as suas imperfeições

Autora: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Nº de Páginas: 304
Sinopse: "Uma história de amor perfeita é suficiente para manter vivo o casamento entre duas pessoas imperfeitas?O acaso uniu Quinn e Graham duas vezes. A primeira delas, no que consideraram o pior dia de suas vidas, quando ela descobriu às vésperas do casamento que estava sendo traída pelo noivo e ele, pela namorada que pretendia pedir em casamento. A segunda, meses depois, em meio a encontros ruins. Deste reencontro surgiu um amor profundo e um relacionamento perfeito... ou talvez nem tanto. Com o passar dos anos e a frustração por não conseguirem ter filhos, Quinn e Graham acumularam silêncios e desconfianças. O casal se encontra no centro de um furacão, e seu futuro depende das promessas feitas quando o casamento ainda parecia uma praia paradisíaca."




Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Suelen Marques - Web Design
Para o topo!