Posts Recentes

Quando alguém escreve o que você sempre quis dizer

30 de junho de 2020


 Em tempos de quarentena muitas coisas presas na gente durante muito tempo parecem ganhar ainda mais intensidade, o nosso verbete parece insuficiente para demonstrar tanto, falar é infinitamente menor que sentir, mas até quando? Muitas vezes escrever pode ser a válvula de escape, a força motora que nos faz seguir cada vez mais, o impulso que parecemos não possuir tão prontamente.


 Eu sou uma grande fã de poesia, dos mais clássicos aos mais contemporâneos, e quem acompanha o blog sabe que cada vez mais venho tentando abordar a temática que me acompanha a vida toda: raça. Encontrar poetas negras tem sido a minha missão de vida, me encontrei em Maya Angelou mas sei que existem muitas outras por aí, e a Mayra de Jesus é uma delas! Nossa primeira interação foi naquele esquema de “uma ajuda outra” pois ela precisava de dicas para publicação e eu dei algum direcionamento, mas eu não fazia ideia da potência da escrita dessa mulher, felizmente Mayra publicou e não posso estar mais feliz por ter feito a leitura antecipada dessa obra, Palavras não ditas é a primeira publicação da autora, repleto de uma lírica que prioriza muito mais pela sinceridade do que qualquer outra forma padrão, cada poema mostra a realidade dessa mulher negra, que viveu o suficiente para ter muito a dizer.


 Logo postarei aqui as minhas impressões a respeito da obra, mas esse post é só pra avisar que o ebook já está na pré-venda e você pode ajudar uma autora negra a falar sua vivência por aí! Você pode comprar clicando AQUI e seguir a autora no instagram: CLICANDO AQUI lá ela escreve textos que sou apaixonada!



13 comentários:

  1. Oi Dayhara.

    Que postagem maravilhosa!
    Realmente não conhecia essa autora e através da sua postagem deu vontade de conhecer a escrita da autora. Vou aguardar também sua opinião para obter mais detalhes sobre a obra.

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Uau, que postagem mais bacana! Não conhecia essa autora ainda, mas já fiquei louca para ler a publicação dela, haha. Adorei a dica!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. Oi Dayhara.
    Meus olhos brilham quando eu vejo um post sobre representatividade. Sim, precisamos de mais autores negros em todos os cantos e nos mais diversos gêneros, pois só assim nós nos sentiremos representados, Já anotei essa dica e vou ficar aguardando as suas impressões sobre as poesias, que inclusive é um gênero que eu preciso voltar a ler mais.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Sempre fico feliz em ver novos autores em potencial surgirem, e ainda mais incrível quando abordam algo sobre representatividade. Gosto muito de poesia também e adorei a dica! Já está anotado aqui.
    Que a Mayra faça muito sucesso!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia a autora e já coloquei na lista pra ler o mais rápido possível. Seu post ficou maravilhoso e deu um quentinho no coração!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? Super entendo quando realmente encontramos nossas vozes dentro da literatura, pois é algo libertador né?! Não sou muito fã de poesias, admito, mas tenho vontade de explorar mais o gênero. Já estou curiosa para saber suas impressões com a obra!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi Dayhara!
    Gosto muito de poesias, elas encantam e nos faz ficar mais leves, além de trazer reflexões no dia a dia. Ainda não conhecia essa autora, parabéns por sua vontade em ajudar e poder participar dessas obras maravilhosas. Obrigado pela dica, já estou curiosa de ler suas impressões e saber mais sobre a escrita da autora. Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Oi! Muito importante essa sua busca por obras que abordem a pauta racial. Nossa sociedade está num momento extremamente difícil e potencializar a voz das pessoas que lutam pela causa negra é resistir. Parabéns pelo trabalho de vocês duas!

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem? Essa quarentena está sendo um tempo diferente e cheio de desafios. É preciso encontrar nosso caminho, algo que nos preencha e buscar sermos melhores. As vezes escrever ou falar não é suficiente para expressar tudo o que sentimos. Ansiosa pelas suas impressões sobre a obra. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom?
    Realmente os temos que estamos vivendo tem sido desafiadores. Confesso que não sou de ler poesias, mas desde o início do isolamento social, tenho me pegado lendo e sentindo com esse gênero literário. Já vou colocar a obra da autora na lista de desejos e espero poder conferir suas impressões em breve ♥
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Que legal conhecer essa escritora, também adoro poesias e estou sempre a procura de algo novo. Vou dar uma passada na rede social dela para conferir o trabalho dela.

    ResponderExcluir
  12. Oie, tudo bem?
    Eu vou te confessar que não sou muito de ler poesia. É muito rato um livro do gênero funcionar bem para mim. Mas pela forma como você falou sobre esse, acredito que ele pode me surpreender. Já fiquei curiosa para saber mais sobre as suas impressões e com muita vontade de conhecer a escrita da autora.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Ao ler seu post, deu para sentir que essas poesias são intensas, profundas e reflexivas, confesso que fiquei interessado em conferí-las, pois elas devem nos passar mensagens lindas.

    ResponderExcluir

Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Suelen Marques - Web Design
Para o topo!