Posts Recentes

Bruxa Akata, a nova fantasia dos dias de hoje

19 de agosto de 2020

 Uma mitologia é um conjunto de mitos, lendas e histórias de uma determinada cultura, que nos ajuda a entender como um certo povo se originou e se organizou. Mas o mais legal dos mitos é que eles têm uma capacidade infinita de se modificar e de se adaptar para ainda nos ensinar algo. Por exemplo: quantos de nós conhecemos a mitologia nórdica assistindo Vikings ou Ragnarok? Ou aprendemos sobre mitologia grega depois que Percy Jackson roubou o raio de Zeus? Mesmo assim, poucas vezes ouvimos falar sobre mitologia africana, e por isso o livro Bruxa Akata é uma novidade muito interessante!



Akata é uma palavra africana, do dialeto igbo, que significa “animal selvagem”, e é usada para praticar bullying e ofender negros que nasceram fora da África. Esse é o caso da protagonista Sunny, que nasceu nos Estados Unidos, mas aos 9 anos de idade foi para a Nigéria, que é a terra natal dos seus pais. E como se não bastasse se sentir deslocada por ser uma estrangeira, a menina ainda sofre bullying na escola por ser uma africana ALBINA! É sobre essa suposta “deficiência” que a história de Sunny vai se construir, pois a menina de 12 anos não se encaixa no mundo normal e se aproxima cada vez mais dos outros rejeitados: Orlu, um menino disléxico; Chichi, uma adolescente hiperativa que desistiu de estudar; e Sasha, um afro-americano que gosta de arrumar confusão. Cada um desses problemas faz parte de um mundo muito maior que Sunny nunca poderia imaginar, um mundo de mistérios, magias, e de muitas divindades que se espalham por todo o mundo.


Enquanto descobre seus poderes escondidos pelo albinismo, Sunny também vai aprender sobre coragem, sobre amizade, sobre companheirismo, e sobre a importância de conhecer a própria história de vida. Esse processo de descoberta é o que dita o ritmo da narrativa, que vai até quase o final nos mostrando as pequenas aventuras e aprendizados que a protagonista vai viver com seus amigos: suas aulas de magia, os passeios pela cidade mágica de Leopardo Bate a Pata, a ida à Biblioteca Obi, a compra da primeira faca juju (capaz de realizar feitiços como uma varinha). Nesses aspectos, há uma narrativa muito parecida com os primeiros livros de Harry Potter e Percy Jackson, pois a autora constrói o cenário, explica como funciona esse mundo mágico e nos mostra as características principais dos seus personagens Sunny, Orlu, Chichi e Sasha.

Somente nas últimas 80 páginas temos o grande conflito e a ação que estamos esperando desde o começo: enfrentar o grande vilão dessa história, o tal serial killer chamado Chapéu Preto. O bem e o mal não são simples de identificar, nem tudo é o que parece, nem todos os seres mágicos são bons e muitos usam seus poderes divinos para conseguir riqueza no mundo humano... Mais do que isso, a história nos mostra que bem e mal são dois lados de uma mesma moeda, e que estão presentes em todos nós.





Título: Bruxa Akata
Autora: Nnedi Okorafor
Editora: Galera Record
Nº de páginas: 322
Sinopse: "Sunny tem 12 anos e sempre viveu na fronteira entre dois mundos. Filha de nigerianos, nasceu nos Estados Unidos e é albina. Uma pária, incapaz de passar despercebida. O sol é seu inimigo. Castiga a pele e a expõe aos olhares curiosos. Parece não haver lugar onde ela se encaixe. É sob a lua que a menina se solta, jogando futebol com os irmãos. E então ela descobre algo incrível – na realidade, ela é uma pessoa-leopardo em um mundo de ovelhas. Sunny é alguém com um talento mágico latente, é uma agente livre. Uma pessoa com poderes que nasceu de pais comuns. Logo ela se torna parte de um quarteto de estudantes mágicos, pesquisando o visível e o invisível, aprendendo a alterar a realidade, sendo escolhida por um mentor e conseguindo, enfim, sua faca juju — com a qual é capaz de fazer seus feitiços. Mas isso será suficiente para que encontrem e impeçam um assassino em série que está matando crianças? Um homem perigoso com planos de abrir um portal e invocar o fim do mundo?"
*Exemplar cedido em parceria com a editora. 





7 comentários:

  1. Estou vendo muitos elogios a essa leitura, adorei sua resenha e consideração a respeito da mesma, espero muito em breve ter a chance de ler essa história e gostar tanto quanto você!

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?

    Nossa, eu amooo fantasia! Achei a premissa muito interessante e diferente. Fiquei bem curiosa em relação à obra e já coloquei na lista de leituras. Obrigada pela Resenha!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem? Não conhecia esse livro ainda e, para ser bem sincera, não é de um gênero que eu curta muito, porém para quem gosta deve ser uma grande pedida. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  4. Ai, eu li esse livro recentemente junto com uma amiga e a gente amou!!!
    Eu adoro livros jovens e esse é de um peso incrivel, a gente refletiu sobre muitas questões e nossa, esse livro é simplesmente tudo!!! Eu queria muito que a continuação viesse pro Brasil, estou sedenta por essa continuação!!!!
    Amei o post!

    ResponderExcluir
  5. Eu já tinha visto esse título em sites, mas nunca dei muita bola para ele. Não sabia que se tratava de uma mitologia africana e que a personagem é albina! Nossa, eu agora me interessei pela história. Adorei a sua resenha. Você sabe me dizer se é uma série?
    bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  6. Oi Dayhara! Desde o lançamento desse livro que eu estou com vontade de comprá-lo e lê-lo, não fiz isso por questões financeiras. Fiquei muito animada quando soube que o livro aborda a cultura africana, sua mitologia e outras questões do continente pouco conhecido por nós Brasileiros. Gostei muito da sua resenha e espero que esse livro ganhe a notoriedade que merece.

    Viviane Almeida
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir
  7. Eu não leio muitas fantasias e tenho visto a capa deste livro pela blogosfera e ainda não tinha lido uma resenha sobre ele. A questão do bem e do mal me atraiu bastante e fiquei curiosa.
    Beijos

    ResponderExcluir

Todos os direitos reservados 2019 |
Desenvolvimento por: Suelen Marques - Web Design
Para o topo!